Como prevenir as doenças de inverno?

Nesta altura do ano, o sistema imunitário está mais vulnerável. É importante prevenir as doenças de inverno, que se manifestam em adultos e crianças.

Como prevenir as doenças de inverno?
Saiba tudo neste artigo.

O inverno é, por regra, a estação mais frio do ano.

Às baixas temperaturas juntam-se o vento, as chuvas e, consequentemente, as doenças. As pessoas ficam mais vulneráveis a doenças como a gripe, pneumonia e constipações.

É importante prevenir as doenças de inverno, de modo a que, quando a temperatura desce, o organismo seja capaz de se defender contra os vírus. 
 
O facto de, durante o Inverno, passarmos mais tempo em ambientes fechados, deixa-nos mais expostos ao contágio de doenças virais. As temperaturas baixas e o tempo chuvoso tornam as vias respiratórias mais sensíveis. 
 
Antes de pensar em medidas preventivas ou até em formas de curar as doenças, é importante que as conheça, para que assim identifique os sintomas e as trate da forma mais adequada e correta. 
 

Quais as doenças de inverno mais comuns? 


1. Constipação

constipacao

A constipação é a doença respiratória mais comum e frequente no inverno. Os agentes responsáveis são vários vírus, nomeadamente o rinovírus, coronavírus e adenovírus. Estes atingem a zona mais alta do aparelho respiratório, tais como a mucosa nasal, a faringe e laringe, e o ouvido. 
 
Plano de Saúde Grátis
Cuide da sua saúde. Obtenha consultas de clínica geral, medicina dentária e especialidade médicas gratuitas.Peça aqui o seu plano grátis.
Por norma, as infeções são ligeiras, causando congestão nasal, rionorreia, tosse e, em alguns casos, febre baixa. 

Estas doenças virais são autolimitadas, terminando por si mesmas. Normalmente, tratam-se como medidas que atuam diretamente nos sintomas.

É fundamental que não se auto-medique. Consulte o seu médico ou farmacêutico antes de tomar qualquer medida. 
 
 


2. Amigdalites e faringites

A dor de garganta é, também, um dos sintomas mais comuns das doenças que aparecem no inverno. A inflamação da garganta surge, geralmente, devido a um quadro clínico de faringite e/ou amigdalite, ou seja, infeções da faringe ou da amígdala, respetivamente. 
 
Quer a amigdalite, quer a faringite, são inflamações. Ambas apresentam como sintoma principal a dor de garganta. É comum a faringe e as amígdalas inflarem simultaneamente, uma vez que estão anatomicamente próximas. Nestas situações, estamos perante uma faringoamigdalite. 
 
As faringites virais são processos que se resolvem espontaneamente, ao contrário das faringites ou amigdalite bacterianas. 
 
Os sintomas mais comuns da faringite e da amigdalite, quer em infeções virais, quer bacterianas, são dores de garganta e a engolir, febre, dores no corpo e dores de cabeça. 
 
 


3. Vírus Sincicial Respiratório (VSR)

O VSR é frequentemente responsável por infeções respiratórias mais graves, como a bronquiolite e a pneumonia. Este vírus manifesta-se, frequentemente, em crianças pequenas.

A infecção por VSR começa com sintomas que podem ser confundidos com os sintomas de uma simples constipação, como febre baixa, corrente nasal e infecção nos ouvidos.

À medida que o vírus se vai propagando pelo aparelho respiratório, podem surgir sintomas mais graves. Numa situação mais grave, há produção de muitas secreções, tosse, pieira e dificuldade respiratória. 
 
 


4. Gripe sazonal

gripe sazonal

A gripe é causada por diferentes vírus do tipo Influenza A e B, sendo evitável através da vacina.

Os principais sintomas são a febre, dores musculares, tosse, espirros e, na maior parte dos casos, a doença é autolimitada.
 
A gripe é, normalmente, uma doença mais incapacitante do que as constipações, manifestando-se essa grande diferença, principalmente, no facto de, na gripe, os sintomas respiratórios são geralmente acompanhados de febre superior a 38ºC. 

Como pode prevenir as doenças de inverno?


vacinacao


1. Hidrate-se constantemente

É fundamental que beba bastantes líquidos, nomeadamente água. Desta forma, irá manter o corpo sempre hidratado. 
 
 


2. Alimente-se bem 

Durante o inverno, a tendência é de consumir comidas mais gordurosas, esquecendo-se das frutas e vegetais. É importante consumir estes alimentos ricos em vitaminais, minerais e antioxidantes, que fortalecem o sistema imunitário.

Dê especial atenção à Vitamina C, que encontra em laranjas e frutas cítricas, e ao zinco, presente em mariscos, carnes e cereais. 
 
 


3. Mantenha os ambientes arejados

No inverno, é normal que evite abrir as janelas e deixar o ar circular nos espaços fechados, graças ao frio. No entanto, é fundamental que areje os espaços, de forma a limpar o ar e afastar os eventuais vírus.

Assim, também estará a evitar doenças alérgicas, como a rinite e a asma. 
 
 


4. Lave as mãos com frequência

As mãos são as principais vias de transmissão de vírus. Lavar as mãos regular e corretamente é extremamente importante para a manutenção da saúde, porque evita a contaminação por germes, que estão em toda a parte. 
 
 


5. Exercite o seu corpo

As atividades aeróbicas, como nadar, correr ou simplesmente caminhar ajudam a eliminar toxinas que enfraquecem o sistema respiratório e aumentam a capacidade respiratórias. 
 
 


6. Vacine-se contra a gripe

A vacina ajuda, só por si, a manter-se imune ao vírus da gripe. É preventiva e, por isso, não se deve esquecer de a tomar. 
 
Cuide da sua saúde. Consiga aqui consultas de clínica geral, medicina dentária e especialidade médica gratuitas!

 

Veja também: