Treino de recuperação muscular

Treino de recuperação muscular

Perceba como incorporar este tipo de treino na sua rotina de exercício.

O treino de recuperação muscular é fundamental para atingir os seus objetivos. Saiba como adequar o descanso ao seu tipo de treino.

O treino de recuperação muscular é fundamental que esteja incorporado no seu planeamento para determinado objetivo, uma vez que a recuperação muscular é parte integrante deste processo.
 
Segundo os especialistas, os músculos demoram cerca de 48 horas a recuperar, pelo que, se se pretende atingir determinado objetivo, é fulcral que se tenha este fator em conta aquando do planeamento do treino.

Deixamos-lhe algumas diretrizes base, para que possa saber como adequar o descanso ao seu tipo de treino.
 
► Saiba mais sobre o tempo de recuperação muscular 
            
Recuperação muscular alongamentos


Treino de recuperação muscular na hipertrofia


Pronto para malhar pesado?
Obtenha um plano de exercícios para atingir os seus objectivos! Saiba tudo aqui !
Num estímulo de hipertrofia o objetivo é que os grupos musculares sejam levados, um por um ao limite pois, para que atinjam um nível que despolete um processo de sobrecompensação e consequente aumento de massa muscular.

Naturalmente, para degradar a massa muscular, é evidente que são exigidas cargas intensas e é importante que os músculos ou grupos musculares que a elas são sujeitos estejam preparadas para tal. Assim, grande parte dos estudos indica um período de descanso entre o mesmo grupo muscular de, no mínimo, 48 horas.

Não significa, contudo, que a pessoa não pode treinar entretanto! Ao invés do repouso total, o que se promove são treinos alternados para grupos musculares intercalados, permitindo assim que a pessoa vá esgotando uns músculos enquanto recupera outros.
 


Treino de recuperação muscular na resistência cardiovascular


Se estamos a preparar um estímulo de resistência cardiovascular, seja uma maratona, uma corrida de longa distância ou algo semelhante, é importante sabermos que não podemos, em caso algum, replicar a prova todos os dias.

Fundamentalmente, tem que se intercalar treinos de alta intensidade com treinos de baixa intensidade ou de recuperação muscular, isto é, para além dos treinos de força, de rampas, etc – treinos habitualmente mais intensos, é importante que se dê tempo para os músculos recuperarem para novo esforço.

Assim, os treinos de recuperação muscular, devem incluir alongamentos e podem consistir em caminhadas, em corridas mais lentas e / ou de curta duração ou outros exercícios mais de carácter técnico.
 


Treino de recuperação muscular no início da prática desportiva


Se estamos no início da prática desportiva, não devemos submeter-nos a esforços demasiado intensos, sob pena de não recuperarmos devidamente. Durante os primeiros tempos, devemos evitar os treinos todos os dias, bem como o exagero no primeiro treino da semana.

Ao mesmo tempo, podemos optar por fazer pausas mais regulares durante o exercício ou ir alongando durante o treino. Não temos, contudo, que treinar duas vezes por semana e parar o resto dos dias! Antes pelo contrário: nadar tranquilamente, fazer caminhadas ou pequenas corridas funcionarão muitíssimo bem na recuperação muscular ativa nesta fase.
               
Como podemos verificar, ter uma devida recuperação muscular é uma das chaves para o sucesso, seja qual for o objetivo, dado que se descurando este fator, será difícil atingirmos qualquer resultado visível.
 

Receba aqui um plano com exercícios para malhar e ficar em forma !

 

Veja também: