Parasitas intestinais: sintomas, prevenção e tratamento

Existem vários tipos de parasitas intestinais. A principal forma de contaminação é a via fecal-oral a partir da água ou alimentos contaminados.

Parasitas intestinais: sintomas, prevenção e tratamento
É um mito pensar que os parasitas intestinais só existem em países subdesenvolvidos.

Os parasitas intestinais podem ser classificados em diversos grupos, no entanto os principais são denominados como helmintas e protozoários.

A sua prevalência é variável consoante a zona geográfica e depende das condições sanitárias e climatéricas. São mais comuns na África subsaariana, (região do continente africano situada ao sul do Deserto do Saara) seguida da Ásia e América Latina.

O tratamento de esgoto, lavagem adequada das mãos e o consumo de água engarrafada são considerados os fatores preventivos mais comuns.

Os parasitas intestinais causam morbidade e mortalidade significativa em todo o mundo, particularmente em países não desenvolvidos e em pessoas com comorbidades (com outras doenças associadas).

COMO SÃO TRANSMITIDOS OS PARASITAS INTESTINAIS?


transmissao parasitas intestinais

Os parasitas intestinais geralmente são transmitidos quando uma pessoa entra em contato com fezes infetadas (por exemplo, através de solos contaminados, alimentos ou água).

Plano de Saúde Grátis
Cuide da sua saúde. Obtenha consultas de clínica geral, medicina dentária e especialidade médicas gratuitas.Peça aqui o seu plano grátis.

Existem ainda outros fatores que podem aumentar o risco de infeção pelos parasitas, tais como visitar uma área onde estas infeções sejam prevalentes, com falta de higiene e saneamento (tanto para alimentos e água). Um sistema imunitário enfraquecido é também um fator de risco para o desenvolvimento da doença, essencialmente em crianças e idosos, que são grupos mais propensos a ser afetados.

Uma vez infetada com parasitas, a pessoa é contagiosa e pode facilmente transmitir a doença para outras pessoas.

Os principais fatores de risco para a infeção por parasitas intestinais são:

  1. Viajar para áreas geográficas onde os parasitas são mais comuns ou ter residência nessas zonas;
  2. Má higiene das mãos e da água;
  3. Idade (crianças e idosos são mais suscetíveis);
  4. Institucionalização (por exemplo, crianças que frequentam centros de acolhimento);
  5. Sistema imunitário debilitado (como acontece na infeção pelo VIH/SIDA).

 

QUAIS SÃO OS SINTOMAS DE UMA INFEÇÃO PARASITÁRIA?


sintomas parasitas intestinais

Os sintomas da presença de parasitas intestinais dependem da espécie infetante, podendo até ser assintomática. A infeção causada por cada parasita pode apresentar aspetos particulares que, em muitos casos, permitem orientar o diagnóstico.

A maioria dos parasitas intestinais é bem tolerada pelo paciente quando as suas defesas não estão comprometidas, evoluindo sem queixas ou apenas com sintomas gastrointestinais inespecíficos (dor abdominal, vómitos e diarreia), frequentemente associados a perda de peso.

Uma infeção grave em crianças pode conduzir a um estado de deficiência nutricional, com atraso no crescimento e mal-estar geral.

Os sintomas mais comuns são:

  • Perda de apetite;
  • Perda de peso;
  • Dor estomacal;
  • Diarreia e gases intestinais, com distensão abdominal;
  • Prurido (comichão) agudo em redor do reto ou outras partes do corpo;
  • Erupções cutâneas ou outras irritações da pele, essencialmente no ânus;
  • Fadiga;
  • Anemia por deficiência de ferro;
  • Fezes com presença de sangue;
  • Fezes com manchas brancas, ou visualização de parasitas nas fezes;
  • Náuseas ou vómitos.

 

COMO SÃO TRATADAS AS PARASITOSES INTESTINAIS?


tratamento parasitas intestinais

As opções terapêuticas são variadas e dependem da causa da infeção.

De modo geral, são medicamentos com elevada eficácia e comodidade de administração.

Antiparasitários

Pode ser utilizado com principio ativo o albendazol. Este fármaco tem uma ação anti-helmíntica, inicialmente imobiliza e seguidamente mata os parasitas intestinais suscetíveis.

Probióticos

Os probióticos (Lactobacillus acidophilus, Lactobacilus plantarum, Saccharomyces boulardii e bifidobactérias) ajudam a manter o seu trato digestivo saudável e menos propenso a infeções pelos parasitas intestinais.

Enzimas digestivas

As enzimas digestivas ajudam a restaurar o trato gastrointestinal, o que o torna inóspito (hostil) para parasitas. A papaína, por exemplo, pode ajudar a eliminar os vermes quando tomado 30 minutos antes ou depois das refeições.

Vitamina C e Zinco

Suporta o sistema imunitário, o zinco é também utilizado para ajudar na cicatrização de úlceras.

ALIMENTAÇÃO CONTRA OS PARASITAS INTESTINAIS


alimentacao contra parasitas intestinais

Uma dieta rica em alho, sementes de abóbora, sementes de mamão, abacaxi, cenoura, beterraba e romãs pode ajudar na eliminação dos parasitas.

Consumir mais fibra ajuda o organismo a eliminar os parasitas, por aumento da motilidade intestinal. Beber muita água é também importante para auxiliar a eliminação fecal.

Deve ainda ser evitado o consumo de hidratos de carbono simples, como alimentos refinados e açúcares e também, ainda que temporariamente, o café e o álcool.

Consumir alimentos ricos em betacaroteno, um precursor de vitamina A, como cenouras, batata-doce e abóbora, aumenta a resistência aos parasitas.

É ainda útil adicionar à alimentação especiarias como açafrão e cravo-da-índia que podem ajudar a combater parasitas.

Cuide da sua saúde. Consiga aqui consultas de clínica geral, medicina dentária e especialidade médica gratuitas!

Veja também:

Cátia Rocha Cátia Rocha

Cátia Rocha é farmacêutica. Como apaixonada pela profissão, acredita na importância da educação para a saúde e num papel interventivo dos profissionais de modo a transmitir conhecimentos que considera importantes e fundamentais para o bem-estar da população. É Mestre em Ciências Farmacêuticas pelo Instituto Superior de Ciências da Saúde do Norte e exerce atualmente o cargo de farmacêutica na Farmácia Agra.