Hipertensão: alimentos que deve consumir

Preste atenção! Para controlar a hipertensão, os alimentos são uma das chaves para o sucesso. Saiba como connosco.

Hipertensão: alimentos que deve consumir
Uma alimentação equilibrada ajuda na manutenção da pressão arterial controlada.

Controlar a hipertensão com alimentos é a forma natural mais eficaz de o conseguir, mais ainda quando associado à prática de exercício físico.

A pressão alta do sangue é uma condição muito perigosa, devido ao seu carácter silencioso, pois a maioria das pessoas não sente nenhum sintoma até que as complicações de saúde surjam.

Os efeitos da hipertensão nos tecidos podem ser devastadores, daí ser importante alterar os hábitos alimentares não só para uma melhor qualidade de vida, prevenir algumas patologias, mas mais ainda para controlar essa mesma condição.
 

Hipertensão: alimentos que podem e devem ser consumidos


frutas frescas


Para normalizar a hipertensão, os alimentos mais indicados são:
 

Calcule o seu IMC
Descubra o seu peso ideal e como atingir o seu objetivo! Calcular já.
  • Todas as frutas frescas;
  • Queijos sem sal;
  • Óleo de coco;
  • Água de coco;
  • Cereais integrais;
  • Ingerir no máximo 3 ovos por semana;
  • Legumes crus e cozidos;
  • Carnes;
  • Iogurtes magros.


Os alimentos ricos em potássio são fundamentais pois este mineral provoca uma eliminação de água que causa relaxamento dos vasos sanguíneos, reduzindo assim a tensão arterial.

Como exemplo de alimentos ricos em potássio temos: banana, frutos secos, melância, melão, abacate, abóbora, laranja, uva, tomate, feijão, grão, ervilhas, maçã, mamão, pevides de abóbora, peixe, beterraba, cenoura crua, pimenta.
 

Hipertensão: alimentos que devem ser evitados?


produtos de charcutaria


Em caso de hipertensão os alimentos desaconselhados são:
 

  • Fritos;
  • Alguns queijos nas suas versões mais gordas;
  • Alimentos ricos em gordura;
  • Alimentos de charcutaria (como presunto, bacon, linguiça, mortadela, salame, salsicha);
  • Doces;
  • Molhos como ketchup, maionese, mostarda;
  • Caldos para temperar;
  • Miúdos, patês, anchovas, bacalhau salgado;
  • Picles, azeitonas, aspargos;
  • Bebidas alcoólicas, refrigerantes, bebidas energéticas, sumos artificiais.


Alimentos ricos em sal são desaconselhados, uma vez que este age como esponja, retendo líquidos nos tecidos e aumentando a pressão arterial.

A Organização Mundial de Saúde recomenda o consumo de 3 a 4g de sal por dia, quantidade que já existe nos próprios alimentos, não sendo aconselhável adicioná-lo na alimentação.

Para evitar o excesso deste condimento pode substituí-lo por temperos naturais como ervas, salsa, cebola, orégãos, hortelã, limão, gengibre, alho, manjericão, coentro e cominhos.

As gorduras/lípidos são também dos primeiros alimentos a serem contraindicados quando se fala em pressão arterial elevada. Estas, quando consumidas em grandes quantidades, formam placas de gordura nas artérias (provocando aterosclerose), diminuindo o diâmetro dos vasos sanguíneos - o que eleva a pressão.

No entanto é de evidenciar que nem todos os lípidos são prejudiciais. Para a prevenção da hipertensão os alimentos ricos em ácidos gordos mono e polinsaturados, ómega-3 e ómega-6 são até benéficos para esta condição.
 

MÁXIMA A RETER


É importante realçar que as alterações dos hábitos alimentares só trarão benefícios reais à saúde do hipertenso se acompanhados de outras medidas como perda de peso, consumo de álcool limitado e/ou até mesmo eliminado, aumento da atividade física e redução do stress, que são extremamente prejudiciais a tensão arterial.


Calcule o seu IMC, descubra o seu peso ideal e a melhor forma de atingir os seus objetivos!

 

Veja também:

Ler mais