Depressão: a doença mais incapacitante do mundo

A depressão é uma doença mental que afeta milhões de indivíduos no mundo todo e tem um grande impacto na sua vida. Mas a boa notícia é que tem cura.

Depressão: a doença mais incapacitante do mundo
É possível recuperar de uma depressão.

Segundo a Organização Mundial de Saúde, aproximadamente 20 milhões de indivíduos europeus têm depressão. Em Portugal, estima-se que sejam cerca de 400 mil indivíduos a sofrer desta doença.

A depressão é considerada a doença mais incapacitante do mundo. Estatisticamente afecta uma em quatro mulheres e um em oito homens. Todos os anos, cerca de 6% dos europeus passam por um período de depressão.

Qualquer indivíduo pode sofrer desta doença. A depressão afeta a vida em todos os aspetos: as finanças, o trabalho, os estudos, as amizades, os relacionamentos amorosos, os cuidados aos filhos e a família.

O que é a depressão?


depressao

A depressão é uma doença mental que se define como um estado subjectivo interno de “tristeza” ou “infelicidade” acompanhado por pensamentos negativos acerca de si próprio, do seu passado e futuro. É também acompanhada de sintomas físicos e, em conjunto, limitam a funcionalidade do indivíduo.

Plano de Saúde Grátis
Cuide da sua saúde. Obtenha consultas de clínica geral, medicina dentária e especialidade médicas gratuitas.Peça aqui o seu plano grátis.

A grande maioria dos indivíduos sente-se triste em alguma altura da sua vida, o que não quer dizer que tenha depressão. Esta doença provoca uma profunda tristeza durante um longo período de tempo. Isto afeta o funcionamento diário do indivíduo fazendo com que deixe de aproveitar e disfrutar daquilo que mais gosta.

Não se trata de uma situação passageira nem normal. É errado pensar que quem sofre desta condição é fraco e que só depende de si para se tratar. Torna-se custoso melhorar através da força de vontade, até porque esta sofre uma grande diminuição na depressão.

Sinais e sintomas


sinais e sintomas da depressao

A depressão é uma patologia que perturba a mente e o corpo e afecta a maneira como o indivíduo come, dorme, como se sente, e como pensa sobre as coisas.

Os sinais e sintomas mais comuns são:

  • Humor persistentemente triste, ansioso e irritável;
  • Perda de interesse em actividades que eram de interesse;
  • Fadiga e falta de energia;
  • Perda de apetite e perda de peso;
  • Aumento do apetite e ganho de peso;
  • Insónia ou hipersónia;
  • Perda da expressão emocional;
  • Sentimentos de desesperança, pessimismo, culpa, inutilidade, ou desamparo;
  • Isolamento social;
  • Dificuldade de concentração e de memória;
  • Dificuldade ou incapacidade de tomar decisões;
  • Agitação ou lentificação motora;
  • Problemas físicos persistentes como dores de cabeça, dores de costas, dores abdominais, etc;
  • Pensamentos de morte, ideias de suicídio, tentativas de suicídio ou auto-mutilação.

> Saiba mais aqui sobre os sintomas da depressão

Causas e fatores de risco


causas e fatores de risco da depressao

Normalmente, a depressão é causada por um evento negativo na vida, como a perda de um ente querido, uma doença grave, desemprego ou stress persistente. No entanto, também pode surgir sem nenhuma causa aparente.

Fatores genéticos e alterações hormonais são outros fatores que contribuem para o aparecimento da depressão.

Os fatores de risco para a depressão são:

  • Acontecimentos de vida traumáticos;
  • Dificuldades de longa duração (dificuldades financeiras, cuidar de pessoa incapacitada, etc);
  • Isolamento social;
  • Histórico pessoal e/ou familiar de depressão;
  • Doenças físicas e dores crónicas;
  • Características da personalidade;
  • Problemas conjugais ou relacionais;
  • Gravidez, parto e menopausa;
  • Abuso de substâncias, como álcool e droga;
  • Perturbações do sono.

 

Tratamento da depressão


A depressão é uma doença para a qual existe um tratamento curativo.

O tratamento difere de pessoa para pessoa. O que funciona melhor numa pessoa pode não funcionar na outra e, como tal, devem ser exploradas as várias opções de tratamento.

Normalmente, a melhor abordagem para o tratamento desta doença baseia-se numa combinação de apoio social, mudanças no estilo de vida, desenvolvimento de habilidades emocionais e ajuda profissional.

Pedir ajuda

tratamento da depressao e pedir ajuda

O tratamento começa por pedir ajuda.

É importante partilhar os sentimentos depressivos com alguém próximo, como um amigo ou um familiar. Para além disto, é vantajoso que a família e amigos saibam da situação, para que possam ajudar. Tudo isto ira acelerar o processo de recuperação.

Os profissionais de saúde mental podem ajudar a ultrapassar os problemas causados pela depressão. A toma de medicação, por si só, não é o suficiente para o tratamento. Muitas vezes, o apoio psicológico é o suficiente para superar este problema.

Adquirir hábitos de vida saudáveis

tratamento da depressao e adquirir habitos saudaveis

As mudanças no estilo de vida podem nem sempre ser fáceis. No entanto, a manutenção de um estilo de vida saudável contribui em boa parte para o tratamento desta doença:

  • Praticar exercício físico;
  • Ter uma alimentação saudável;
  • Ter um sono saudável;
  • Passar tempo com a família e os amigos;
  • Gerir o stress os seus compromisso;
  • Apanhar sol e disfrutar da natureza;
  • Evitar álcool e drogas.

Criar uma rotina

tratamento da depressao e criar uma rotina

Criar um rotina e segui-la todos os dias ajuda a organizar melhor os dias e manter o compromisso de vontade para o tratamento. Como por exemplo: acordar às 9h, fazer exercício físico às 9h30, estar com a família às 12h…

Procurar ajuda profissional

tratamento da ansiedade e procurar ajuda de um profissional

Se o apoio da família e dos amigos e a adoção de um estilo de vida saudável não for o suficiente para o tratamento da depressão, é aconselhada a procura de um profissional de saúde mental.

Existem vários tratamentos eficazes:

  • Terapia;
  • Medicação;
  • Tratamentos alternativos.

Existe um grande leque de tratamentos, medicamentos antidepressivos e terapias que podem ser benéficos no tratamento da depressão. A escolha do tratamento dependerá das características específicas do indivíduo e da avaliação do seu nível de depressão.

Cuide da sua saúde. Consiga aqui consultas de clínica geral, medicina dentária e especialidade médica gratuitas!

Veja também:

Ler mais
Isabel Silva Isabel Silva

Isabel Silva é enfermeira por paixão, licenciada pela Escola Superior de Enfermagem do Porto. Sempre quis seguir a área da saúde e acredita que a informação é uma ferramenta essencial para a saúde da população, e que cabe aos profissionais de saúde transmiti-la de forma relevante e fidedigna para que cada indivíduo seja capaz de tomar decisões importantes relativamente à sua saúde e ao seu bem-estar.