Cardio antes ou depois da musculação?

Cardio antes ou depois da musculação?

Uma das questões mais frequentes.

Deixamos-lhe respostas relativas à melhor forma de adequação da componente cardio ao treino, se antes ou depois da musculação. 

Efetivamente a questão do cardio antes ou depois da musculação é uma das perguntas mais comuns quando se entra num ginásio.

Na verdade, as opiniões divergem, muitas vezes por falta de informação no que respeita ao objetivo específico da pessoa.

Há já muitos anos que as opiniões acerca da execução de exercícios cardiovasculares antes ou depois do treino de musculação têm variado: quer pela evolução e estudo do metabolismo, quer pelas opiniões gerais dos praticantes.

A verdade é que os efeitos podem variar consoante as pessoas, mas principalmente, pelo nível de treino e a frequência do mesmo.

Porém, vários estudos, no sentido de esclarecer se o cardio deve ser antes ou depois da musculação, têm sugerido correlações positivas com o antes e com o depois, consoante o objetivo de treino em questão. Assim, podemos dizer que para determinado objetivo é mais aconselhado fazer-se o cardio antes ou depois da musculação.

Cardio antes ou depois da musculação?


Perda de peso


Sendo certo que o exercício cardiovascular, considerado exercício prolongado, de moderada a baixa intensidade é importante para a perda de gordura, uma vez que utiliza a gordura como principal substrato energético, é fundamental que se saiba que antes desta utilização existe o desgaste da glicose, do açúcar existente no sangue.

 
Quer receber um plano de treinos?
Obtenha já o seu plano de treinos personalizado e atinja os seus objectivos! Fale com o nosso personal trainer e receba o seu plano de treinos.
Estudos indicam que a adição de uma componente de musculação é benéfica, pois leva a um aumento de massa muscular e, consequentemente, a um maior consumo de energia pelo organismo, até para a simples manutenção da sua função normal.

Ao mesmo tempo, quanto mais massa muscular, maiores as necessidades metabólicas e, portanto, maior o gasto energético.

Apesar de muitos acreditarem que o cardio antes da musculação funciona como aquecimento para o treino, é importante saber que 20 a 30 minutos de cardio antes do restante treino não deve ser considerado aquecimento, mas antes um treino cardiovascular.

Vários estudos indicam que os melhores resultados na perda de peso surgem da intercalação de treinos de musculação com treinos cardiovasculares, principalmente quando o cardio vem depois da musculação:

 
  • Indicam ainda que a recuperação muscular é aumentada quando o cardio é feito após o treino de musculação;
     
  • Existe um aumento do tamponamento dos resíduos derivados do exercício físico;
     
  • Existe um maior consumo de oxigénio pós-treino, logo um maior consumo de gorduras também;
     
  • Uma maior libertação de hormonas anabólicas na corrente sanguínea, responsáveis pelo aumento da massa muscular e queima de gordura.
 
 
 



HIPERTROFIA / AUMENTO DE MASSA MUSCULAR


Aparentemente, no que respeita ao cardio que se faz para “secar”, isto é, para tirar as gordurinhas a mais depois de um estímulo de aumento de massa muscular, as opiniões já divergiram mais.

É certo que, para trabalharmos um aumento de massa muscular, as nossas reservas de energia devem estar intactas, de forma a podermos chegar o nosso máximo nas várias repetições ao longo do treino.

Vejamos, se para começarmos a utilizar a gordura como fonte energética temos que primeiro gastar o açúcar que está no sangue, o que acontecerá quando fazemos cardio antes do treino de musculação?

 

Contraindicações do cardio antes da musculação:

 
  • O açúcar, indispensável para a força muscular, é gasto antes do início daquilo que será a parte fundamental do treino;
     
  • Não estamos no máximo das capacidades aquando da realização do exercício e, por isso, não serão atingíveis resultados tão bons;
     
  • Inclusive, se as reservas de glicose e gorduras não forem suficientes para suportar o esforço, a excessiva produção de cortisol, levará à degradação de massa muscular para criar energia.
               


Vantagens do cardio depois da musculação:

 
  • O aumento da oxigenação pode durar mais quando o cardio é realizado após o treino de musculação, o que consumirá mais gorduras;
     
  • Utilizámos o açúcar na parte mais importante do nosso treino, portanto, as gorduras são o substracto restante para utilização no cardio;
     
  • Ambas as componentes conjugadas levam a um aumento do consumo energético, podendo levar ao máximo da tonificação e definição muscular.
 
 
Receba aqui o seu plano de treinos!
 

Veja também: