Quais os alimentos para cada tipo de corpo?

Quais os alimentos para cada tipo de corpo?

Se ainda não sabe qual é o seu tipo de corpo, descubra aqui.

Existem vários tipos de corpo e cada pessoa, dependendo do seu, deve adotar uma alimentação adequada. 

Certamente já reparou que cada pessoa tem um tipo de corpo diferente, os biótipos, dos quais já aqui falamos. Referimo-nos às formas do corpo, da silhueta ou curvas, se preferir. Mas alguma vez se perguntou se a alimentação deve ser adequada ao tipo de corpo de cada um? A resposta a essa pergunta é: sim, tem. Ou melhor, deveria. Usualmente, os tipos de corpo são associados a determinadas formas, nomeadamente, maçã, cenoura ou pera, por exemplo. Mas essa “divisão” deve-se não só à silhueta de cada tipo de corpo, mas também às zonas onde é armazenada a gordura. A verdade é que cada um desses tipos reage de forma diferente aos alimentos, daí que seja importante identificar o seu tipo de corpo, para perceber quais os cuidados alimentares que deve ter ou – até – qual o exercício físico mais indicado. Já de seguida deixamos-lhe uma lista de alimentos para cada tipo de corpo.

Consulta Gratuita de Nutrição
Faça a sua consulta gratuita de nutrição. Fale já com a nutricionista online!

Os vários tipos de corpo

 

1. Tipo pêra

 
É um dos tipos de corpo mais comum, principalmente nas mulheres, que se caracteriza pela cintura fina e anca larga e pela acumulação de gordura nas ancas e coxas. Para quem possui este formato de corpo é aconselhável o cuidado na ingestão de gordura de origem animal e/ou alimentos com elevado índice glicémico elevado, como fritos ou bolos, respetivamente. 

É indicada uma alimentação rica em fibras. Fruta, legumes e hortaliças (em particular as de folha escura), tomate, pepino, cereais integrais (como quinoa ou arroz/massa integral) ou leguminosas, frango, peru e peixes magros (como bacalhau, dourada ou truta), são alguns dos alimentos aconselhados. Devem ainda ser evitados alimentos ricos em sódio, visto que estes favorecem a retenção de líquidos e aumentam o risco das pessoas com este tipo de corpo virem a sofrer de inflamações e de varizes. Neste sentido, pode ser benéfico o consumo de chá verde, por exemplo, que não só reduz a retenção de líquidos, como acelera o metabolismo e ajuda a eliminar as gorduras localizadas.
 

2. Tipo maçã


Pessoas com este tipo de corpo tendem a acumular gordura na cintura e nos braços. A vantagem é que, em comparação com o tipo pêra, conseguem perder peso mais facilmente. A gordura acumulada na zona abdominal (gordura visceral) deve ser controlada, uma vez que pode representar um aumento de fatores de risco metabólicos como a resistência à insulina, diabetes tipo 2, dislipidemia e aumento da circulação de proteínas inflamatórias. Aumenta ainda o risco de doenças cardiovasculares e de hipertensão arterial.

Nestes casos, o objetivo é manter os níveis de açúcar no sangue controlados e estáveis, devendo evitar-se a ingestão de alimentos ricos em açúcares simples, como bolos, refrigerantes e doces. Alimentos ricos em gorduras saturadas são de evitar (refeições pré-confecionadas, fast food, alimentos de origem animal sem serem magros), devendo previligiar as gorduras monosaturadas como o azeite e alimentos como nozes, peixes gordos (atum, salmão, cavala, sardinha).



3. Tipo ampulheta

É outros dos tipos de corpo mais comuns. Trata-se de uma silhueta curvilínea que se caracteriza pelo ganho de peso proporcional. Neste caso, um aumento de peso representa uma má alimentação e falta de exercício. A retenção de líquidos pode ser comum e alimentos diuréticos, que reduzam o inchaço e combatam o aparecimento de celulite podem ser uma boa opção.

Na despensa das pessoas com este tipo de corpo devem constar alimentos como chá verde, abacaxi, iogurtes magros, atum, salmão ou abacate. A evitar estão alimentos com alto teor de sódio, como o presunto, mortadela, enlatados, bebidas alcoólicas ou alimentos ricos em gorduras e açúcares.


4. Tipo triângulo invertido

Caracterizam-se por terem a parte superior do corpo mais larga do que a inferior e tendem a acumular gordura nas zonas dos ombros, peito e braços. Alimentos ricos em hidratos de carbono complexos (como arroz integral, aveia ou trigo), derivados do leite, vegetais frescos ou frutas não devem faltar na alimentação das pessoas com este tipo de corpo. Por outro lado, carnes gordas, queijos gordurosos, snacks salgados, ou bebidas com cafeína devem ser evitados.
 

Agora já sabe o que pode comer consoante a silhueta que tem ou que pretende ter. Ainda assim, é importante referir que não existe evidência científica que comprove a influência direta entre a dieta alimentar e tipo de corpo. Além disso, uma dieta variada e equilibrada são a chave do sucesso para manter um peso adequado, quando combinada com exercício físico regular. Em última instância, já sabe, consulte o seu médico ou nutricionista. 


 

Veja também: