Tratamento da psoríase: estratégias eficazes

A psoríase é uma doença crónica. Mas existem opções de tratamento da psoríase eficazes que ajudam a melhorar as lesões e, consequentemente, a sua qualidade de vida.

Tratamento da psoríase: estratégias eficazes
Conheça as várias estratégias de tratamento eficazes na psoríase.

A psoríase é uma doença crónica da pele causada pela renovação demasiado rápida das células.

O resultado são lesões avermelhadas à superfície, cobertas por escamas brancas. A pele fica seca, causa comichão e, em alguns casos até mesmo dor.

O tratamento da psoríase visa melhorar estes sintomas. Estas lesões tanto podem estar limitadas a zonas específicas, tais como o couro cabeludo, as unhas, os joelhos, os cotovelos, as orelhas ou o tronco, como podem estender-se a uma grande área do corpo.

Como ocorre a psoríase?


Com a pele normal, o nosso corpo demora cerca de 28 a 30 dias para produzir novas células, eliminando as antigas. Quando uma pessoa sofre de psoríase, o ritmo deste processo é bastante mais rápido, ocorrendo em ciclos de apenas 3 a 4 dias.

À medida que as novas células são produzidas, as antigas não são eliminadas, sendo “empurradas” para a superfície, provocando acumulação de células com aglomerados espessos, vermelhos e escamosos, as placas psoriáticas.

Qual a causa da psoríase?


A causa exata da psoríase não é totalmente compreendida, mas está provado que é o resultado de vários fatores, genéticos, ambientais com influência do sistema imunitário.

Plano de Saúde Grátis
Cuide da sua saúde. Obtenha consultas de clínica geral, medicina dentária e especialidade médicas gratuitas.Peça aqui o seu plano grátis.

Uma em cada 3 pessoas com psoríase relata ter um familiar com a doença.
Pesquisas indicam que até 10% da população possui geneticamente predisposição para desenvolver psoríase, embora apenas 2% a 3% realmente desenvolvam a doença.

Um dos maiores equívocos sobre a psoríase é que esta é contagiosa. Trata-se, absolutamente de um mito! A psoríase não é contagiosa.

Estratégias de tratamento da psoríase


Existem opções de tratamento disponíveis e estratégias que ajudam a viver bem com a psoríase, o que são ótimas notícias.

1. Tratamentos tópicos

pomada

É provavelmente a opção de tratamento da psoríase mais comum. Existem soluções em creme, pomada, gel ou espuma, que quando aplicados nos locais das lesões e ajudam a retardar o crescimento de novas células da pele.

Estes tratamentos podem dividir-se, essencialmente em 6 grupos:

  1. Corticoides: potente ação da redução da inflamação e consequentemente, da comichão associada.
  2. Derivados da vitamina D (calcipotriol): ajuda a normalizar o ritmo de produção das células da pele.
  3. Ácido salicílico: agente queratolítico. Conduz a um amolecimento das placas, facilitando a sua remoção e consequente diminuição da espessura. Este efeito vai atenuar o desconforto dos doentes, pela redução da comichão e da formação de fissuras dolorosas.
  4. Inibidores da calcineurina: para o tratamento da psoríase estão disponíveis dois inibidores, o tacrolimus e o pimecrolimus. São usados no tratamento de lesões psoriáticas em zonas de pele mais fina, tais como na psoríase facial e genital.
  5. Derivados do alcatrão e carvão: os alcatrões de importância, em uso dermatológico para o tratamento da psoríase, são o coaltar e ictiol. Usado isoladamente, o coaltar tem eficácia moderada na psoríase em placa, todavia, se associado aos raios UVB, estes potenciam a sua ação.
  6. Emolientes: A hidratação é fundamental no tratamento da psoríase. Embora os emolientes não intervenham na inflamação, nem previnam o desenvolvimento de novas lesões, são eficazes no controlo da escamação e prevenção de fissuras.

2. Fototerapia

fototerapia

Quando os tratamentos tópicos são insuficientes no controlo da psoríase, ou quando as lesões atingem áreas demasiado grandes e dispersas para o uso destes agentes, a fototerapia é uma alternativa.

A ação benéfica da radiação ultravioleta (UV) sob a psoríase é conhecida há vários séculos, sendo verificada uma melhoria incontestável com esta modalidade terapêutica.

Existem como alternativas:

  • Terapia UVB, normalmente são necessárias entre 20 a 25 sessões para se obter melhoria clínica significativa, as doses de radiação e a frequência das sessões variam de doente para doente;
  • Terapia PUVA que consiste na associação de um agente fotossensibilizante oral, seguido, aproximadamente 2h depois, de exposição corporal a radiação ultravioleta na gama UVA numa cabine própria;
  • Laser Excimer (a mais recente forma de fototerapia) – Tem efeitos secundários mínimos uma vez que é direcionada diretamente à lesão poupando as zonas cutâneas saudáveis envolventes.

3. Tratamentos por via oral

medicacao

Os tratamentos tópicos disponíveis conseguem controlar a maioria das formas de psoríase. No entanto, alguns doentes, com psoríase moderada a severa, requerem tratamentos sistémicos para controlo da doença.

O objetivo dos fármacos no tratamento da psoríase é induzir remissão da doença, aliviar sintomas e melhorar a qualidade de vida dos doentes, com o mínimo de efeitos colaterais.

Cuide da sua saúde. Consiga aqui consultas de clínica geral, medicina dentária e especialidade médica gratuitas!

Veja também:

Cátia Rocha Cátia Rocha

Cátia Rocha é farmacêutica. Como apaixonada pela profissão, acredita na importância da educação para a saúde e num papel interventivo dos profissionais de modo a transmitir conhecimentos que considera importantes e fundamentais para o bem-estar da população. É Mestre em Ciências Farmacêuticas pelo Instituto Superior de Ciências da Saúde do Norte e exerce atualmente o cargo de farmacêutica na Farmácia Agra.