As 4 doenças reumáticas mais comuns que precisa conhecer

Apesar de anteriormente conhecidas apenas como doenças reumáticas, estas doenças têm sintomas e diagnósticos próprios, sendo as mais comuns entre a população.

As 4 doenças reumáticas mais comuns que precisa conhecer
Estas doenças são conhecidas por afetar os músculos e articulações.

Doenças reumáticas são doenças que afetam os nossos músculos e articulações. Algumas delas, tal como a osteoartrite, são resultado de desgasto. Outras, tal como a artrite reumatóide, são problemas do sistema imunológico.

O tratamento destas doenças habitualmente inclui medicação, exercício regular, uma dieta equilibrada e saudável e descanso. O médico especializado nestas doenças – reumatologista – pode ajudá-lo a procurar a melhor abordagem de forma a gerir ou tratar o seu problema.

Há  alguns anos atrás, a maioria destas doenças eram simplesmente designadas como “doença reumática”, sendo agora distinguidas em diversas. Fique a conhecer as doenças reumáticas mais comuns.

Doenças reumáticas: Artrite Reumatóide


doencas reumaticas e artrite reumatoide

O que é?

A artrite reumatóide acontece quando o nosso próprio sistema imunológico nos ataca, causando dor, inchaço e rigidez nas articulações, o que não é causado apenas pelo envelhecimento.

Sintomas

  • Dor e inchaço em múltiplas articulações, habitualmente na mesma articulação nos dois lados do corpo;
  • Problemas noutros órgãos tais como ólhoes e pulmões;
  • Rigidez nas articulações, especialmente de manhã;
  • Fadiga;
  • Protuberâncias (saliências) chamadas “nódulos reumatóides”.

Diagnóstico

É feita uma consulta, com o seu médico, o qual pode pedir a realização de um raio-X, análise ao sangue e até mesmo análise ao líquido das articulações.

Doenças reumáticas: Osteoartrite


osteoartrite

O que é?

A osteoartrite danifica as cartilagens dos ossos. Com o avançar do tempo, as articulações começam a doer e torna-se mais difícil de mexer. Esta doença afeta habitualmente os joelhos, ancas, lombar, pescoço dedos e pés.

Sintomas

  • Dores nas articulações;
  • Inhaço na zona das articulações afetadas;
  • Ardor na zona das articulações afetadas;
  • Rigidez nos movimentos.

No caso das articulações afetadas serem na zona das mãos ou pés também pode sentir-se:

  • Dificuldade em andar;
  • Dificuldade em agarrar objetos.

Diagnóstico

Numa consulta com o médico, ele avalia os sintomas e historial médico e pede um exame físico para perceber a gravidade da situação. Também podem ser pedidas análises sanguíneas e ao líquido de uma articulação afetada.

Habitualmente quando o doente de osteoartirite procura ajuda já é possível ver-se alterações através do raio-X. Em alguns casos também pode ser pedida uma ressonância magnética.

Doenças reumáticas: Lupus


lupus

O que é?

A Lupus é uma das doenças reumáticas mais comuns. É uma patologia autoimune que pode afetar vários órgãos.

Sintomas

  • Dores nas articulações;
  • Fadiga;
  • Rigidez nas articulações;
  • Erupções cutâneas, muitas vezes com a forma de uma borboleta, afetando o nariz e as bochechas da cara;
  • Hipersensibilidade ao sol;
  • Queda de cabelo;
  • Dedos da mão ou pé azuis ou brancos, quando expostos ao frio;
  • Problemas noutros órgãos tais como rins;
  • Distúrbios sanguíneos, tais como anemia e baixos níveis de leucócitos ou plaquetas;
  • Dores no peito provenientes de inflamações no revestimento do coração e pulmões;
  • Convulsões ou mesmo acidentes vasculares cerebrais.

Diagnóstico

O diagnóstico é feito através de um exame físico, análises sanguíneas e análises à urina. Uma das análises sanguíneas mais habituais é o FAN (fator antinuclear), já que a maioria dos doentes com lupus têm positivo no resultado deste teste.

Doenças reumáticas: Espondilite Anquilosante


espondilite anquilosante

O que é?

A espondilite anquilosante começa na maioria das vezes por uma dor na lombar, a qual vai aumentando gradualmente. Geralmente envolve as articulações onde a coluna vertebral se prende à pelvis, conhecidas como articulações sacroilíacas.

Esta doença é mais comum em jovens do sexo masculino, especialmente entre a adolescência e os trinta anos.

Sintomas

  • Dor na lombar e/ou nas nádegas, a qual vai aumentando gradualmente e subindo a espinha dorsal;
  • Dor entre os ombros e o pescoço;
  • Dor e rigidez nas costas, especialmente quando parados na mesma posição (por exemplo durante a noite e ao acordar);
  • A dor e rigidez melhoram logo após exercício físico;
  • Em casos mais graves a espinha dorsal fica muito rígida, dificultando as atividades do dia a dia.

Diagnóstico

O diagnóstico é composto por um exame físico, e um raio-X às costas, de forma a analisar as articulações sacroilíacas. Também pode ser feita uma análise sanguínea à proteína HLA-B27 de forma a ajudar a confirmar o diagnóstico.

Veja também:

Enfª Isabel Silva Enfª Isabel Silva

Isabel Silva é enfermeira por paixão, licenciada pela Escola Superior de Enfermagem do Porto. Sempre quis seguir a área da saúde e acredita que a informação é uma ferramenta essencial para a saúde da população, e que cabe aos profissionais de saúde transmiti-la de forma relevante e fidedigna para que cada indivíduo seja capaz de tomar decisões importantes relativamente à sua saúde e ao seu bem-estar.