Artrite: o que precisa de saber sobre esta condição

A artrite caracteriza-se por uma inflamação das articulações. Pode afetar uma articulação ou múltiplas articulações e surgir em pessoas de várias idades.

Artrite: o que precisa de saber sobre esta condição
Milhões de pessoas sofrem diariamente devido a esta inflamação.

A artrite é muito comum, mas não é bem compreendida. Na verdade, artrite não é uma doença única, mas sim uma maneira informal de se referir a dor nas articulações ou doença articular. Apesar da inflamação afetar sobretudo as articulações, também tendões, músculos e ligamentos podem ser lesados.

Existem mais de 100 diferentes tipos de artrite, com diferentes causas e métodos de tratamento. Dois dos tipos mais comuns são a osteoartrite (também conhecida como osteoartrose ou artrose) e a artrite reumatoide.

A artrite é mais comum em adultos com mais de 65 anos, mas também pode desenvolver-se em crianças, adolescentes e adultos mais novos. É também mais frequente nas mulheres e nas pessoas com excesso de peso.

Artrite: quais são as causas?


artrite causas

As causas da artrite dependem do tipo de artrite subjacente.

Artrite degenerativa

A osteoartrite é o tipo mais comum de artrite. O processo degenerativo ocorre quando a cartilagem – a superfície lisa e amortecedora nas extremidades dos ossos – se desgasta, o que se traduz num aumento de atrito entre os ossos. Os fatores de risco incluem excesso de peso, história familiar, idade e lesões anteriores (por exemplo, rutura de um ligamento).

Plano de Saúde Grátis
Cuide da sua saúde. Obtenha consultas de clínica geral, medicina dentária e especialidade médicas gratuitas.Peça aqui o seu plano grátis.

Artrites inflamatórias

Quando o sistema imunológico se encontra saudável ele tem o poder de proteger o corpo humano. Ele gera inflamação interna para combater infeções e prevenir doenças. Mas quando o sistema imunológico se encontra comprometido, ele ataca erradamente o próprio organismo. Neste caso, ele pode atacar as próprias articulações e originar uma inflamação descontrolada e, consequentemente, erosão articular. Pode igualmente danificar órgãos internos, olhos e outras partes do corpo. A artrite reumatoide é o exemplo mais comum de artrite inflamatória.

Artrites infeciosas

Uma bactéria, vírus ou fungo podem entrar na articulação e desencadear a inflamação. Isso pode ocorrer através de intoxicação alimentar (por exemplo pela salmonela), doenças sexualmente transmissíveis (clamídia, gonorreia), partilha de agulhas, transfusão sanguínea, etc.

Artrites metabólicas

As purinas são substâncias encontradas nas células humanas e em muitos alimentos. A sua abundância deve-se ao facto de fazerem parte da estrutura do DNA (molécula que carrega a informação genética) dos seres vivos. Quando as células morrem é feita uma reciclagem do seu material e as purinas são quebradas, resultando como produto da degradação o ácido úrico. Este é um processo natural do organismo.

No entanto, quando os níveis de ácido úrico se encontram elevados pode ocorrer a sua acumulação nas articulações. Daqui resultam doenças como a gota e a pseudogota.

Artrite: quais os sintomas mais comuns?


sintomas artrite

Os sintomas da artrite geralmente desenvolvem-se ao longo do tempo, mas também podem surgir repentinamente. Os sintomas comuns da artrite incluem dor e diminuição da amplitude de movimento das articulações. A inflamação articular da artrite é caracterizada por rigidez articular, inchaço, vermelhidão, dor e calor. Para muitas pessoas estes sintomas encontram-se exacerbados durante a manhã. Com o tempo existe uma diminuição da força dos músculos que rodeiam a articulação, o que contribui para a manutenção da dor.

A artrite grave pode resultar em dor crónica, incapacidade em determinadas atividades da vida diária e dificuldade ao caminhar ou subir escadas. A alteração do alinhamento da articulação é igualmente uma das consequências.

Uma vez que as causas da artrite são variadas outros sintomas podem estar presentes, como a fadiga, febre, perda de apetite, entre outros.

Artrite: como tratar?


O principal objetivo do tratamento é diminuir a dor e evitar danos adicionais nas articulações. O tratamento escolhido dependerá muito de diversos fatores: tipo de doença; idade; medicações em curso; estado geral de saúde; intensidade dos sintomas.

Medicação

medicacao artrite

Diferentes tipos de medicamentos podem ser prescritos pelo seu médico:

  • Analgésicos para alívio da dor. Estes não ajudam na redução da inflamação;
  • Anti-inflamatórios não esteroides para ajudar a controlar a dor e a inflamação;
  • Imunossupressores (bloqueiam a resposta do sistema imunológico) para combater a inflamação;
  • Cremes tópicos à base de mentol e capsaicina para ajudar a diminuir a dor nas articulações.

Cirurgia

cirurgia artrite

Cirurgias de substituição da articulação por uma prótese (articulação artificial) ou de fusão articular são algumas das opções existentes.

Fisioterapia

fisioterapia artrite

Na fisioterapia são aplicadas diversas estratégias com o objetivo de diminuir a dor, melhorar a amplitude de movimentos, prevenir e travar as deformidades articulares, manter ou aumentar a força muscular e garantir a independência nas atividades da vida diária.

Artrite: mudanças no estilo de vida


artrite mudanca de estilo de vida

Adotar mudanças no seu estilo de vida pode ser vital para a manutenção do seu bem-estar e controlar a artrite. Consulte os profissionais de saúde adequados para o orientar nessas mudanças.

A perda de peso e a manutenção de um peso saudável reduz o risco de desenvolver osteoartrite. Quando a condição já se encontra instalada ajuda a reduzir os sintomas.

Optar por uma dieta saudável é fundamental na perda de peso. Uma dieta à base de antioxidantes, como frutas frescas, vegetais e ervas, pode ajudar a reduzir a inflamação. Alimentos como peixe e nozes podem igualmente ajudar nesse sentido. Já alimentos fritos, comidas processadas e produtos lácteos são alimentos que deve evitar, bem como a ingestão elevada de carne.

Exercitar-se regularmente permitir-lhe-á manter as suas articulações mais flexíveis. A natação geralmente é uma boa opção pois diminui a pressão imposta nas articulações, ao contrário da corrida e das caminhadas. Estar ativo é fundamental, mas também é importante intercalar com períodos de repouso para não sobrecarregar em demasia o seu corpo.

Cuide da sua saúde. Consiga aqui consultas de clínica geral, medicina dentária e especialidade médica gratuitas!

Veja também:

Ler mais
Ana Vicente Ana Vicente

Ana Vicente é fisioterapeuta, instrutora de pilates clínico e pós graduada em terapia assistida por animais no papel. Na realidade é apaixonada por pessoas, animais, palavras e pelas maravilhas da natureza. Motivada a deixar uma marca positiva no seu mundo e no dos outros, compromete-se a contribuir para o conhecimento e bem-estar das pessoas.