Albumina: Tudo o que deve e precisa saber

Albumina: Tudo o que deve e precisa saber

Proteína da clara de ovo, a albumina. Conhece-a?

A albumina tem sido preferida e eleita por muitos adeptos do fitness nas suas refeições. Mas, na realidade, sabe o que é e para que serve?

A inclusão da albumina em refeições começa a tornar-se comum principalmente entre adeptos do fitness. 

A albumina é uma proteína e torna-se inevitável não falar do alimento que mais se associa a esta: o ovo. 

Com um perfil de aminoácidos quase perfeito para as necessidades do organismo, o ovo possui as proteínas de melhor qualidade na alimentação humana.

E, apesar de ainda muito desprivilegiada por muitos, e colocada a sua eficácia em dúvida, a proteína da clara do ovo apresenta-se como um bom aliado quando o objetivo é ingerir proteína de qualidade.
 

Mas afinal o que é a albumina?


A albumina é a proteína da clara, a parte branca do ovo e é uma das principais proteínas do corpo humano, sendo sintetizada pelo fígado.

Tudo para manter a forma
Tenha acesso às melhores dicas de nutrição! Receba já conteúdo exclusivo!
Responsável pelo transporte de substâncias como ácidos gordos, hormonas e pela manutenção dos fluídos corporais, esta proteína apresenta-se com grande utilidade na prática clínica.

Trata-se de uma proteína de alto valor biológico que pode ser obtida de forma fácil e barata.

É comum associar a palavra albumina à proteína da clara do ovo, com toda a legitimidade. No entanto, esta proteína também se encontra em outros alimentos como por exemplo o leite, em menor quantidade, é certo.


 

Constituição do Ovo e Albumina


clara do ovo


O ovo é rico em proteínas de elevado valor biológico, tendo um teor de aminoácidos essenciais ao nosso organismo.

Nutricionalmente, é possível distinguir as duas partes do ovo: a gema é rica em lípidos (gorduras), colesterol, vitamina A, cálcio e ferro; já a clara é rica em proteínas (albumina) e apresenta uma pequena quantidade de minerais e vitamina B2

E, não descurando de toda a riqueza nutricional que o ovo apresenta, a verdade, é que a clara do ovo está a ser cada vez mais utilizada, seja sob a forma de ovo, claras de ovo em pó ou como suplemento.
 

Proteína da clara do ovo – Utilidades


1. Suplemento 

Devido à sua proteína de alto valor biológico, a proteína da clara do ovo é muitas vezes usada como um suplemento por atletas para aumentar a massa muscular

Contudo, um detalhe interessante da albumina é que, contrariamente a outros suplementos como a Whey,  esta proteína tem uma ação lenta, fornecendo os aminoácidos de forma gradual.

 


2. Saciedade

Além dos benefícios de recuperação e aumento da massa muscular que lhe são característicos, a proteína do ovo apresenta um poder de saciedade superior à de muitos outros alimentos.

Assim, por ser menos calórica, não possuir gordura e fornecer um elevado grau de saciedade, é muitas vezes incluída em receitas de pratos doces ou salgados ajudando a cobrir as necessidades proteicas.

 


3. Intolerância alimentar

Apesar da albumina também provir de fonte animal, esta proteína pode ainda ser uma alternativa ideal para as pessoas com intolerância à lactose (açúcar do leite) ou para indivíduos ovo-lacto-vegetarianos, face a outros suplementos como a caseína e a proteína whey.



Quando tomar Albumina?


Antes do treino

A toma de albumina antes do treino não trás vantagens por si só. A ingestão de ovo numa refeição 1-2 horas antes do treino pode ser uma opção no entanto, a ingestão de suplementação com albumina não é necessária. 

Antes do treino (1-2 horas), aposte numa refeição completa rica em hidratos de carbono de lenta absorção, pobre em fibras e com proteína de alto valor biológico, ou refeições mais leves (30-50 min antes) igualmente constituída por fontes de hidratos de carbono complexos e proteína.
 

Depois do treino

Havendo a impossibilidade de investir na suplementação em whey (de mais rápida absorção), a ingestão de albumina pode ser uma opção se entre a última refeição e o final do treino tiverem passado mais de 3 horas. 

A ingestão de proteína neste caso, é fundamental para que haja uma recuperação muscular adequada.
 

Ao dormir

Tendo em conta que a albumina é uma proteína de lenta absorção, esta é uma das proteínas ideias para se tomar antes de dormir.

Durante a noite o processo de catabolismo é maior e a ingestão de albumina (ou caseína) poderão ser vantajosas na síntese muscular.

 

Ao acordar

Visto que o corpo fica sem receber uma fonte alimentar durante muitas horas, é importante a ingestão proteica logo pela manhã. 

O ideal é a ingestão de uma proteína de absorção mais rápida, no entanto, caso haja essa impossibilidade, a ingestão de albumina pode ser uma opção.



Se pondera incluir este tipo de proteína na sua alimentação seja atleta ou não, e se apresenta alguma condição de saúde que mereça algum cuidado, como por exemplo alguma patologia renal, deve aconselhar-se com o médico ou nutricionista sobre esta opção.
Saiba as melhores dicas para ficar em forma !

 

Veja também: