Como prevenir a toxoplasmose na gravidez

A toxoplasmose é uma doença assintomática para a maior parte das pessoas. No entanto, a toxoplasmose na gravidez pode provocar graves sequelas se não for tratada atempadamente.

Como prevenir a toxoplasmose na gravidez
Existem algumas medidas para prevenir este problema.

A toxoplasmose na gravidez é uma infeção grave que pode ser muito perigosa para o bebé. É uma infeção provocada pelo parasita Toxoplasma gondii, e geralmente não é sintomática em pessoas saudáveis.

O ser humano é infetado pelo Toxoplasma gondii através da ingestão do parasita presente nos alimentos crus ou mal passados ou através da água ou vegetais contaminados por fezes de gatos infetados. A toxoplasmose não é transmitida de pessoa para pessoa.

Toxoplasmose na gravidez: em que consiste e quais os sintomas


As mulheres que foram infetadas pelo parasita antes da gravidez não representam risco para o bebé. Se já estiveram em contacto com o Toxoplasma gondii, o seu sistema imunitário já desenvolveu anticorpos que lhes conferem imunidade. No entanto, em mulheres imunodeprimidas o parasita pode voltar a ficar ativo. Neste caso, há o risco de infetar o bebé durante a gravidez.

Novidades Vertbaudet
Aproveite os melhores preços em roupas para pré-mamãs, bebés e crianças, brinquedos, puericultura e muito mais! Espreite já esta oportunidade.

A toxoplasmose representa um risco quando a mulher não foi infetada antes da gravidez, não possuindo anticorpos para a infeção. Neste caso, existe o risco de ocorrência de toxoplasmose congénita.

Assim, se a mulher já apresenta imunidade à doença pode ficar tranquila, pois não há o risco de transmissão para o bebé. Se, por outro lado, não apresentar anticorpos para a doença, há alguns cuidados que deve ter para prevenir a toxoplasmose na gravidez.

Sintomas

sintomas toxoplasmose na gravidez

Durante a gravidez, a maior parte das mulheres apresenta-se assintomática. No entanto, podem surgir os seguintes sintomas:

  • Febre;
  • Calafrios;
  • Adenites;
  • Dor de cabeça;
  • Dor nos músculos e articulações.

.

Toxoplasmose congénita


toxoplasmose congenita

Este problema acontece quando a mulher é exposta ao toxoplasma durante a gravidez.

Se a mulher tem intenções de engravidar, mas foi infetada com toxoplasmose, deve aguardar um período mínimo de 6 meses depois da cura da doença para engravidar.

Quanto maior for a idade gestacional no momento da infeção, maior é o risco de haver transmissão do parasita para o bebé.

Sintomas da toxoplasmose congénita

Ao nascer, grande parte dos recém-nascidos não apresentam sintomas da infeção. Apenas uma percentagem inferior a 30% apresenta algum sintoma ao nascimento:

  • Coriorretinite;
  • Calcificações intracranianas;
  • Hidrocefalia;
  • Lesões cutâneas;
  • Linfadenopatia generalizada.

Os recém-nascidos assintomáticos à nascença apresentam uma elevada probabilidade de desenvolver sintomas graves, se não forem tratados precocemente:

  • Lesões oculares graves;
  • Surdez;
  • Atraso do desenvolvimento mental;
  • Epilepsia.

Em casos graves que não tenham sido tratados atempadamente, a doença pode evoluir para a morte.

As ecografias pré-natais são capazes de detetar malformações fetais provocadas pelo Toxoplasma gondii ainda no interior do útero materno. Nos países e que o aborto é legal, é sugerida a interrupção da gravidez, uma vez que estes bebés apresentam sequelas neurológicas graves e elevado índice de mortalidade nos primeiros dias de vida.

Tratamento da toxoplasmose na gravidez


tratamento toxoplasmose na gravidez

Se detetada precocemente, a toxoplasmose na gravidez é tratável com antibióticos que devem ser administrados durante todo o período da gestação.

No entanto, existem algumas medidas que a mulher grávida deve tomar para evitar a infeção pelo parasita Toxoplasma gondii.

Prevenção da toxoplasmose na gravidez


Cuidados com a alimentação e confeção dos alimentos

toxoplasmose na gravidez e Cuidados com a alimentação e confecao dos alimentos

  • Lavar bem as mãos antes das refeições;
  • Lavar bem a louça e os utensílios após a refeição;
  • Lavar bem todos os alimentos crus;
  • Lavar bem as mãos após o contacto com qualquer alimento cru;
  • Evitar o contacto das mãos com os olhos e boca ao manusear carne crua;
  • Evitar comer alimentos crus e mal passados;
  • Evitar produtos lácteos não pasteurizados.

Cuidados no contacto com animais e com o meio ambiente

toxoplasmose na gravidez e cuidados no contacto com animais e com o meio ambiente

  • Evitar o contacto com gatos estranhos ou com acesso ao exterior;
  • Usar luvas sempre que manusear a caixa de areia dos gatos;
  • Se possível, pedir a alguém que faça por si a limpeza da areia dos gatos;
  • Lavar bem as mãos após contacto com gatos, os seus brinquedos e após manusear a sua caixa de areia;
  • Evitar dar carne crua aos gatos;
  • Usar luvas ao fazer jardinagem;
  • Lavar bem as mãos após contactar com terra ou areia.

Novidades Vertbaudet: roupinhas pré-mamã, bebé e criança aos melhores preços. Veja tudo aqui!

Veja também:

Ler mais
Isabel Silva Isabel Silva

Isabel Silva é enfermeira por paixão, licenciada pela Escola Superior de Enfermagem do Porto. Sempre quis seguir a área da saúde e acredita que a informação é uma ferramenta essencial para a saúde da população, e que cabe aos profissionais de saúde transmiti-la de forma relevante e fidedigna para que cada indivíduo seja capaz de tomar decisões importantes relativamente à sua saúde e ao seu bem-estar.