Swing: os prós e os contras

Já lhe passou pela cabeça experimentar fazer swing, mas as dúvidas persistem? Esclarecemos aqui em que consiste, assim como o que pode trazer de bom e de mau.

Swing: os prós e os contras
Esclareça as suas dúvidas.

Swing tem a ver apenas com uma coisa: sexo. Não há amor, não há sentimentos nem há nada além da procura pelo prazer numa relação sexual.

Essa é a primeira coisa que tem de ter em mente se está a ponderar experimentar esta prática com o seu parceiro.

Quanto ao resto, é importante que tenha a certeza daquilo que está a fazer e que tenha todos os limites bem definidos.

O que funciona para uns, pode não funcionar para outros e, por isso, tem de deixar tudo bem claro com o seu parceiro para que nenhum dos dois se sinta mal com alguma situação.

O QUE É O SWING?


O swing consiste numa troca de casais onde o homem ou mulher de um casal vai estar com o homem ou mulher de outro casal.

Apimente a sua relação como sempre sonhou
A imaginação não tem de ter limites. Saia da rotina e explore um novo mundo! Saiba mais aqui.

Existem vários tipos de swing, mas a regra principal é deixar definido de início quais serão as regras desta prática sexual para que não haja momentos desconfortáveis, arrependimentos ou problemas a decorrerem daqui.

A prática pode acontecer onde quiser porque a escolha é de cada um. Tanto pode optar por um hotel como pela sua própria casa, ou até por um local dedicado mesmo à prática de swing.

Sendo assim o swing pode assumir dois tipos de práticas:

  1. Soft swing: Troca de parceiras com carícias, beijos, sexo oral, mas sempre sem penetração.
  2. Hard Swing: Troca de parceiros com penetração.

SWING: SIM OU NÃO?


Cada relação é uma relação e cada casal é um casal. Se pode haver casais que não consideram sequer estar com outras pessoas porque não é algo que lhes faça qualquer sentido, outros acreditam num relacionamento mais liberal. O que importa mesmo é que a relação se mantenha feliz e saudável.

Mas se o swing é uma opção, então há algumas vantagens e desvantagens que devem ser consideradas:

1. VANTAGENS

À vontade entre o casal – O facto de se chegar a um ponto numa relação onde ambos têm confiança e à vontade suficiente para falar abertamente sobre sexo, desejos e fantasias, a relação está assente em bons pilares;

Liberdade – Uma das principais vantagens que os casais que praticam swing encontram é a liberdade de estar com outras pessoas sem sentir culpa, sem ter de se preocupar com ciúmes ou com mentiras e, consequentemente, acreditam que é uma forma de vida muito mais simples e livre de preocupações;

Aprendizagem sexual – Estando com outras pessoas, é natural que acabe por aprender outras práticas que pode aplicar mais tarde com o seu parceiro. Além disso pode ser uma forma de concretizar fantasias que nunca tenha sido capaz.


2. DESVANTAGENS

Desacordo – Esta é provavelmente a maior desvantagem e, para ser evitada, a única coisa que pode e tem mesmo de fazer, é garantir que os dois membros do casal estão plenamente de acordo e com vontade de avançar com o swing. Caso contrário, poderá gerar problemas posteriormente difíceis de resolver.

Não há exclusividade – Claro que se a liberdade é boa por um lado, por outro pode gerar desconforto. Como é óbvio, se um dos parceiros está com outra pessoa, então o outro também estará. Caso a relação e a decisão não estejam bem resolvidas entre o casal poderão acontecer ciúmes, desconforto e até insegurança.

Precauções – Não que possa ser realmente considerada uma desvantagem, mas é um pormenor que é sempre importante ter em conta. Nunca esquecer de tomar as devidas precauções para evitar alguns problemas (como doenças ou alguma gravidez indesejada) que acabem por fazer esta prática perder todas as partes boas que tem.

Apimente a sua relação e desubra novos prazeres. Dê asas à sua imaginação aqui.

Veja também:

Ler mais