Reumatismo: o que é, como diagnosticar e tratar

O reumatismo engloba diversas doenças, com localizações e características muito diferentes. Apesar de não existir uma cura existem formas de as controlar.

Reumatismo: o que é, como diagnosticar e tratar
Doença degenerativa muito relacionada com o envelhecimento.

Apesar de ser geralmente utilizado para definir uma doença responsável por “dores nos ossos”, a definição de reumatismo engloba diversas doenças, com localizações e características muito diferentes, as quais afetam as articulações e músculos do nosso corpo.

Estas doenças são degenerativas, estão muito relacionadas com o envelhecimento, e o facto da esperança média de vida estar constantemente a aumentar faz também com que a frequência de aparecimento também aumente.

Causas do reumatismo


reumatismo e osteoporose

Existem diversas doenças reumáticas, sendo que cada uma tem as suas causas. De uma forma generalizada, as causas mais comuns são formas degenerativas, nas quais o os membros inferiores vão perdendo as suas características originais, tal como acontece com as artroses e a osteoporose.

Sintomas do reumatismo


inchaco de articulacoes

O sintoma mais habitual é a dor, a qual poderá variar de intensidade, frequência e localização consoante o tipo de doença reumática.

É importante saber distinguir a dor referente à parte mecânica, que aparece devido ao esforço sobre uma articulação doente, de uma dor relativa a uma inflamação, habitualmente mais intensa ao acordar.

Outros sintomas habituais são sensação de calor e inchaço das articulações, sensação de fraqueza e/ou rigidez ao executar atividades básicas.

Como diagnosticar o reumatismo


exames laboratoriais

É difícil definir um diagnóstico específico porque os sintomas sentidos em doenças associadas a reumatismo também estão presentes em outras doenças. Habitualmente o médico reumatologista faz uma revisão da história clínica do paciente, observa-o e pede uma séria de exames de laboratório.

As análises mais comuns (e também mais imprtantes) são a proteína C-reactiva, a velocidade de sedimentação, a creatinina, o complemento, factor reumatóide e os anticorpos antinucleares.

Também pode ser importante examinar o líquido sinoval (existente nas articulações) para tentar encontrar células inflamatórias, bactérias e/ou vírus.

A avaliação e diagnóstico devem ser feitos pelo médico reumatologista. Quanto mais precoce for o diagnóstico, maior será a probabilidade de controlar eficazmente qualquer uma das doenças reumáticas.

Como tratar o reumatismo


medicacao para o reumatismo

As únicas doenças reumáticas que atualmente têm cura são as de forma infeciosa. Isto não significa que uma pessoa que tenha uma forma de reumatismo não inflamatório vá sofrer para o resto da vida.

Como explicado anteriormente existem várias doenças associadas a reumatismo e cada uma tem o seu métdo de tratamento. Existem diversos medicamentos para controlo ou até mesmo cura de algumas doenças.

Dentro dos diversos tratamentos disponíveis inclui-se o exercício, repouso, uma dieta equilibrada, fisioterapia, hidroterapia, medicamentos, dispositivos de contenção e em alguns casos até mesmo a cirurgia. Dentro dos medicamentos utilizados estão corticóides, analgésicos, anti-inflamatórios e até mesmo medicamentos biológicos.

É muito habitual haver a necessidade de usar diversos métodos diferentes de tratamento para o mesmo tipo de reumatismo.

Como prevenir o reumatismo


postura correta

Não existe um método 100% eficaz, tal como acontece com praticamente todas as outras doenças, mas existem algumas coisas que poderá fazer para reduzir o risco de desenvolver reumatismo.

Algumas delas são:

  • Proteger o aparelho locomotor, mais propriamente as articulações afetadas, evitando sobrecarregá-las (no caso de já existir alguma lesão ou fase inicial de uma forma de reumatismo). Resumidamente, mantenha-se ativo;
  • Realizar exercício periódico, de preferência um tipo de exercício que melhor a mobilidade das articulações;
  • Manter uma dieta equilibrada, e evitar o excesso de peso, já que isso vai fazer com que sobrecarregue as suas articulações;
  • Manter uma postura correcta sempre que possível, principalmente em posições que mantém durante muito tempo, como, por exemplo, a trabalhar no computador;
  • Escolha bons sapatos, já que vais estar em cima deles o dia todo. Este facto é ainda mais importante para pessoas que caminhem muito;
  • Escolha um bom colchão. Passamos cerca de um terço da nossa vida a dormir, e um bom colchão faz toda a diferença. Este vai ajudá-lo a dormir uma posição mais correta, ajudan o seu corpo a manter a postura.

Veja também:

Ler mais
Isabel Silva Isabel Silva

Isabel Silva é enfermeira por paixão, licenciada pela Escola Superior de Enfermagem do Porto. Sempre quis seguir a área da saúde e acredita que a informação é uma ferramenta essencial para a saúde da população, e que cabe aos profissionais de saúde transmiti-la de forma relevante e fidedigna para que cada indivíduo seja capaz de tomar decisões importantes relativamente à sua saúde e ao seu bem-estar.