Fruta: porque deve comer, quando e em que quantidade?

Fruta: porque deve comer, quando e em que quantidade?

Será que há um limite? Saiba a resposta.

Saiba o que torna a fruta tão importante na sua dieta alimentar e quais as quantidades aconselhadas pelos especialistas. 

Muito se fala dos benefícios da fruta para a saúde e da importância de a incluir na alimentação.

Mas porquê? E em que quantidades? É sobre isso que agora lhe falamos. 

Porque devemos consumir fruta?


Uma alimentação saudável é uma alimentação variada. E nessa variedade, a fruta não falta. Aliás, são vários os estudos que indicam que a fruta deve corresponder a cerca de 20% da alimentação diária. 

 
Obtenha um Plano Alimentar Personalizado
Perca peso de forma saudável e não o volte a ganhar! Fale já com a nutricionista online!


Mas se não fosse pela enorme variedade, imensidão de sabores, versatilidade e possibilidades de consumo, há ainda que ter em conta as propriedades da fruta e os seus benefícios para a saúde.

De facto, dada a sua variadíssima composição química, a fruta torna-se quase um “medicamento natural”, que não só contribui para o para o bom funcionamento do organismo, como ainda ajudam a prevenir várias doenças e/ou problemas. 



Benefícios da Fruta

  • Importante fonte de antioxidantes (licopeno, polifenóis...)
  • Prevenção de vários tipos de cancro
  • Prevenção do envelhecimento celular
  • Prevenção da ação de radicais livres
  • Prevenção de doenças cardiovasculares
  • Melhoria do trânsito intestinal
  • Diminuição do colesterol
  • Prevenção da diabetes tipo II


Opções não faltam. Logo aí a variedade salta à vista. Manga, toranja, morango, pera, maçã, papaia, pêssego, ameixa, laranja, ananás, melancia, amora, framboesa, mirtilo, melão, kiwibanana, maracujá, abacaxi, anona, mamão, líchia, figo, nêspera, uva, diospiro, tangerina,… e a lista continua por aí fora. 



Qual é a melhor altura para comer fruta?



Existem muitas especulações relativamente à altura do dia em que deve ingerir fruta. Antes, durante ou depois das refeições, só de manhã ou à noite não... As sugestões são variadas. De facto, a ingestão de fruta pode ser feita a qualquer altura do dia, bastando apenas que escolha o momento em que lhe sabe melhor. No entanto, deve ter em conta os argumentos para a ingestão antes ou depois das refeições:
 

Antes da refeição

A fruta é constituída por fibra que diminui a absorção de gordura. Posto isto, a fruta poderia ser uma boa aliada neste ponto. No entanto, a ingestão de sopa ou de uma salada antes de passar à refeição principal pode ser uma forma de conseguir essa fibra, não sendo necessáriamente obrigatório a ingestão de fruta antes da refeição para que consiga diminuir a absorção de gordura.
 

Depois da refeição

A ingestão de fruta depois da refeição tem a grande vantagem de poder atuar como sobremesa doce. O carácter doce da fruta pode ser um conforto do ponto de vista sensorial que muitas pessoas procuram no final da refeição. 

Além disso, frutas ricas em vitamina C como a laranja, kiwi ou morango podem facilitar a absorção de ferro de origem vegetal (feijão, grão, lentilhas, etc...).


 

Qual a dose diária recomendada de fruta? 


Referimos no início que certos estudos indicam que a fruta deve representar cerca de 20% da alimentação diária. Um número que revela que, ainda que a fruta seja saudável e benéfica para a saúde, isso não significa que se deve consumir sem restrições. 

Os especialistas recomendam a ingestão de três a cinco porções de frutas e legumes por dia (400 gramas), no entanto, esta quantidade pode variar de pessoa para pessoa, de acordo com o sexo, peso, idade e atividade física praticada (ou não). 

É certo que o consumo excessivo de fruta é menos prejudicial para a saúde do que o excesso de outros grupos de alimentos (como as gorduras, por exemplo), mas ainda assim há alguns cuidados que deve ter. Lembre-se que a fruta contém açúcar (a frutose) de absorção rápida que pode provocar uma rápida subida do nível de glicose no sangue. 
 



O que é uma porção de fruta?

Uma dose de fruta corresponde a uma peça de fruta de tamanho médio com cerca de 160 gramas.


Se já sabe que a fruta faz bem e se sabe quais as quantidades indicadas, de que está à espera para comer fruta?! Pode consumir as suas frutas de eleição simples ou incorporá-las nas suas refeições (como saladas, por exemplo), usá-las em sobremesas ou transformá-las em batidos. É só escolher!

Coma fruta, pela sua saúde!!
 

Obtenha aqui um plano alimentar personalizado !
 

Veja também: