8 dicas para manter a flora vaginal saudável

Uma flora vaginal saudável poderá evitar incómodos diários e problemas mais graves. Descubra como consegui-lo diariamente.

8 dicas para manter a flora vaginal saudável
Tudo o que precisa de saber sobre o tema

"Um batalhão de soldados estrategicamente posicionados e organizados para barrar qualquer invasor que possa provocar problemas": é esta a forma mais simples de descrever uma flora vaginal saudável.

Mas para que tudo funcione em plena harmonia, os micro-organismos existentes na anatomia feminina devem estar em perfeito equilíbrio entre si para conseguir manter a vagina, a vulva e os órgãos próximos delas - a bexiga, o útero e as trompas – devidamente protegidas. 

Só uma flora vaginal saudável permitirá evitar problemas indesejados e incómodos como comichão, corrimento, sensibilidade, secura vaginal e ardor e, sintomatologias mais graves que podem levar à infertilidade e ao aborto.  

Plano de Saúde Grátis
Cuide da sua saúde. Obtenha consultas de clínica geral, medicina dentária e especialidade médicas gratuitas.Peça aqui o seu plano grátis.
Estima-se que 3 em cada 4 mulheres têm ocasionalmente problemas vaginais que requerem atenção e apesar de ser um assunto do qual pouco se fala, recomendamos que não tenha qualquer pudor em falar com o seu médico assistente, para se sentir bem e apoiada. 


Dicas para uma flora vaginal saudável


depilacao
Alguns cuidados diários são importantíssimos para diminuir o risco de haver um desequilíbrio numa flora vaginal saudável.

Descubra quais!


1. Use roupa interior de algodão

O algodão, ao contrário de outros tecidos sintéticos, evita que a vagina fique abafada, o que facilita a reprodução de micróbios que desencadeiam infeções.

Permanecer muito tempo com roupas de banho molhadas também não é indicado, porque a humidade provoca o mesmo efeito.

 


2. Evite roupas apertadas 

As roupas apertadas pressionam e abafam os órgãos genitais. Além disso, usar sempre calças também não é o ideal.

Por isso recomenda-se o uso alternado entre calças e saias. 

 


3. Não use pensos diariamente

Os pensos diários poderão dar uma sensação de proteção, mas, na verdade, eles poderão “sufocar” a vagina.

Se estiver com mais corrimento do que habitual, como acontece no período pré-ovulação, é preferível trocar de roupa interior mais vezes. Ajuda também se de cada vez que for à casa de banho se limpar com papel higiénico da frente para trás, desde a vagina até ao ânus, de modo a evitar transpor micróbios para a flora vaginal.
  
 


4. Evite lavar a zona íntima em excesso

Muitas mulheres recorrem a limpezas constantes, sobretudo durante a menstruação ou quando há a presença de mais corrimento.

Se é o seu caso, mude esse hábito, pois pode estar a matar os micro-organismos que mantêm a flora vaginal saudável.
 
 


5. Não use sabonete íntimo de forma excessiva

Há especialistas que o aprovam, visto ser menos agressivo do que sabonetes comuns. No entanto, o seu uso deve ser consciente. 

 


6. Se possível, durma sem roupa interior

Desta forma, a região genital poderá passar algumas horas totalmente ventilada, prevenindo a proliferação de fungos e bactérias danosos. 
 
 


7. Troque o absorvente com frequência

Deverá fazê-lo, no máximo, a cada quatro horas, principalmente se for de uso interno. Além de deixar a área mais húmida, há o contacto prolongado da mucosa com o sangue, que tem o pH diferente do da região vaginal.

Evite ainda as versões perfumadas, que aumentam a probabilidade de irritação.
 
 


8. Tenha cuidado na hora da depilação

Os pelos são uma barreira protetora natural do corpo e ao retirá-los poderá abrir caminho para a passagem de micro-organismos que desencadeiam doenças. 


Alimentos aliados de uma flora vaginal saudável


Ter uma vida saudável é o primeiro passo para preservar o equilíbrio da flora vaginal, pois isso ajuda a manter a imunidade em dia.

Saiba quais os alimentos que deve privilegiar. 


1. Água

agua


As membranas mucosas dos olhos, boca e vagina dependem de um corpo hidratado para funcionarem na perfeição. Beber oito copos de água por dia é a medida certa para ajudar a manter a vagina lubrificada.

 


2. Iogurte com probióticos

iogurte probiotico


Os probióticos são organismos vivos que, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), quando consumidos em quantidades adequadas, são benéficos para a nossa saúde. Neste caso, ajudam a manter os níveis naturais de pH da vagina.

 


3. Fruta, vegetais e frutos secos

frutos secos


Uma dieta rica em vegetais e fruta fresca é útil para prevenir as dores menstruais. Já a vitamina E, que se encontra no gérmen de trigo, azeite, nozes, sementes e abacate, evita a secura vaginal.

 


4. Sumo de mirtilo

sumo de mirtilo


O mirtilo é um excelente aliado na prevenção e alívio das queixas provocadas por infeções urinárias, por conterem compostos ácidos que combatem bactérias nocivas. 


Cuide da sua saúde. Consiga aqui consultas de clínica geral, medicina dentária e especialidade médica gratuitas!

 

Veja também:

Ler mais