Descubra os principais benefícios da couve

Descubra os principais benefícios da couve

Saiba por que deve incluir este legume na sua alimentação

Existem vários tipos de couve, porém todas têm algo em comum: as suas elevadas e importantes propriedades nutricionais. Descubra-as!

A couve é um vegetal crucífero originário da Europa e introduzida no Brasil pelos primeiros colonizadores portugueses, tornando-se, hoje, uma das hortaliças mais consumidas e apreciadas um pouco por todo o mundo.

Caracterizada por possuir longas folhas comestíveis de formato alongado e ondulado, que podem ser encontradas em diferentes tons de verde, a couve é cultivada e apreciada por ser considerada um alimento altamente nutritivo, pleno em propriedades medicinais, ajudando a prevenir e combater diversas doenças.

Além disso, por ser pobre em calorias, a couve pode estar presente em dietas de restrições calóricas, cujo objetivo é emagrecer. 

Muito apreciada na culinária, as couves compõem diversos pratos típicos. Estão presentes em saladas, refogados, sumos, mas também em sopas, caldos, molhos, recheios, entre outros. Quando consumidas cruas, como nas saladas, as couves devem ser devidamente limpas, para que sejam removidos quaisquer microorganismos causadores de doenças. 
 

Diferentes tipos de couve – qual é o seu preferido?


Tudo para manter a forma
Tenha acesso às melhores dicas de nutrição! Receba já conteúdo exclusivo!
 
  • Couve-verde: é o tipo de couve que contém uma quantidade maior de nutrientes;
     
  • Savoy: é de origem Italiana e as folhas são em novelo e largas; pode-se estufar ou rechear e usar em saladas;
     
  • Bruxelas: são couve repolho em miniatura e resultam dos rebentos ao longo de um tronco de uma couve;
     
  • Couve-flor: é considerada a aristocrata da família das couves, pode ser consumida crua, cozinhada ou gratinada;
     
  • Couve roxa: é servida para acompanhar carnes de caça e carne de porco e resulta muito bem quando acompanhada com vinagre e maçã; é ideal para saladas marinadas;
     
  • Pak Choy: é de origem chinesa e normalmente é servida em frita e em saladas;
     
  • Couve Coração-de-Boi: como o nome indica é uma couve em forma de coração, tipo repolho e indicada para sopas e estufados; 
     
  • Couve branca: é de origem alemã usada em salada sem ingredientes cozinhados e chucrute;
     
  • Couve portuguesa: é de origem portuguesa e tem uma folha verde-escura e rija; é apropriada para o tão famoso caldo verde;
     
  • Couve kohlrabi: é de origem alemã e tem este nome porque é um tipo de couve parecida com nabo - aliás, a parte comestível não é a raiz, é o caule.


8 bons motivos para comer couve


1. Ideal para perda de peso

Uma chávena de couve cozida tem apenas 33 calorias, é pobre em gordura e rica em fibras. É definitivamente um carboidrato inteligente.
 


2. É um alimento bom para o cérebro

Está cheio de vitamina K e antocianinas que ajudam a função mental e na concentração. Estes nutrientes também previnem danos nos nervos, melhorando a defesa contra a doença de Alzheimer e demência. A couve roxa tem a maior quantidade destes poderosos nutrientes.
 


3. Alto teor de enxofre

Conhecido como o mineral da beleza. A couve ajuda a secar a pele oleosa e o acne. Internamente o enxofre é essencial à queratina, uma substância proteica necessária à saúde do cabelo, unhas e pele. 
 


4. Ajuda a desintoxicar o organismo

O alto teor de vitamina C e enxofre presentes na couve eliminam toxinas, que são as principais causas de artrite, doenças de pele, reumatismo e gota.
 


5. Rica em componentes para prevenção do cancro 

Lupeol, sinigrina e sulforafano estimulam a actividade enzimática e inibem o crescimento de tumores cancerígenos. 



6. Ajuda a prevenir a tensão alta

O alto teor de potássio ajuda a alargar os vasos sanguíneos, facilitando o fluxo de sangue. 
 


7. Alívio das dores de cabeça 

Uma compressa quente feita com folhas de couve pode ajudar a aliviar a dor de cabeça. Esmague folhas de couve, envolva num pano e aplique na testa. Além disso, para dores de cabeça crónicas, beba entre 25 e 50 ml de sumo de couve crua por dia. 
 


8. Anti-inflamatório e regulador de açúcar no sangue

Os pigmentos vermelhos naturais da couve roxa reduzem os níveis de açúcar no sangue e aumentam a produção de insulina. Além disso, tal como acontece com a beterraba, estes pigmentos vermelhos da couve roxa têm potentes propriedades anti-inflamatórias.


Saudável, deliciosa e um alimento muito completo, a couve deve fazer parte de um regime alimentar equilibrado. No entanto, se tem problemas de tiróide, deve evitar comer grandes quantidades, pois poderá interferir com a absorção de iodo, necessário para a glândula da tiróide. Esta é, aliás, uma característica que se aplica a todos os vegetais crucíferos.

 
Saiba as melhores dicas para ficar em forma !
 

Veja também: