Aftas: alimentos a evitar para não agravar a dor

Para combater as aftas, há certos alimento que deve evitar. Apesar das causas não serem totalmente conhecidas e de, em muitas casos,  serem multifatoriais, a alimentação pode ter uma papel determinante para não agravar a lesão e os sintomas.

Aftas: alimentos a evitar para não agravar a dor
Se lhe surgem aftas com frequência ou se os sintomas se agravam, o problema pode estar na alimentação.

As aftas representam pequenas lesões com úlcera na mucosa da boca e língua, que provocam dor intensa devido à exposição de tecidos muito vascularizados e enervados. Além da dor e desconforto, as aftas podem condicionar a ingestão alimentar, por dificuldades de mastigação, e até a fala.

Neste sentido, se quer prevenir ou minimizar a dor provocada pelas aftas, existem alguns alimentos a evitar, como veremos de seguida.

Aftas: alimentos a evitar


Em caso de aftas, alguns dos alimentos a evitar são os seguintes:

1. Alimentos picantes ou muito condimentados

aftas alimentos a evitar e especiarias picantes

Muitos dos condimentos utilizados nestes alimentos, nomeadamente as especiarias, são agressivas para a lesão da muscosa, deixando-a ainda mais exposta.

2. Alimentos salgados, nomeadamente snacks, batatas fritas, amendoins com sal

batatas fritas em palitos

Também o sal é um elemento que agrava as aftas, pois promove ardor e desconforto.

No entanto, em caso mais avançado de infeção bacteriana, como tem propriedades anti-sépticas, poderá ajudar no tratamento da mesma.

3. Frutas cítricas e outros alimentos ácidos

kiwi em metade

Os alimentos ácidos, nomeadamente as frutas cítricas como o limão, kiwi e laranja, modificam o pH da boca e fragilizam a mucosa predispondo-a ou potenciando as aftas. Além disso, aquando do contacto do alimento ácido com a lesão, os nervos são estimulados e aumenta-se o grau de inflamação da lesão, causando a sensação de dor e ardor.

4. Alimentos duros

frutos secos sem casca

Alimentos duros, como tostas ou frutos secos oleaginosos, devem ser evitados por exigirem maior mastigação, um fator que agride e agrava a lesão.

5. Alimentos ou bebidas quentes

cafe quente

A temperatura alta é outro dos fatores que potencia e agrava a lesão bucal. Neste sentido, o consumo de alimentos ou bebidas muito quentes, como o café, é outra das situações a evitar para não agravar a lesão.

6. Refrigerantes, chocolate e alimentos ricos em açúcar

tablete de chocolate

A presença de açúcar na boca agrava a lesão tanto de forma direta, como indireta (promove o aparecimento de bactérias que iniciam um processo infecioso mais grave).

Alimentos que ajudam a evitar ou combater as aftas


duas bananas

Pelo contrário, frutas mais doces como a banana, pera, cerejas, melão, melancia, alimentos macios, como sopas de legumes e purés e bebidas frias, como água e chás, são boas alternativas para aliviar os sintomas das aftas.

Além disso, deve manter uma boa higiene oral, com uso frequente de líquidos anti-sépticos bucais, evitar traumatizar a mucosa, fazer suplementação vitamínica caso as aftas sejam recorrentes e minimizar o stress são, também, fatores importantes na prevenção desta situação.

Características das aftas


afta na boca

Como referido anteriormente, as aftas são pequenas lesões rasas, redondas ou ovais, na mucosa bucal, que não são contagiosas.

A sua cor varia de acordo com a fase em que encontra: inicialmente aparece com tonalidade avermelhada, evoluindo posteriormente para uma auréola esbranquiçada ou amarelada.

Demoram cerca de 7 a 10 dias a desaparecer e, por norma, não deixam marcas. Aftas maiores que demoram semanas a curar e deixam cicatriz são pouco comuns.

Em situações mais graves, além das dores e desconforto, pode surgir febre, mal-estar geral e inflamação dos gânglios do pescoço.

Se na mucosa bucal, mais especificamente no local da lesão, existirem bactérias, estas podem provocar um agravamento da infeção e um quadro clínico mais pronunciado.

Qual é a origem das aftas?


escovar os dentes

A etiologia das aftas não é fácil de identificar, visto que pode ser multifatorial. No entanto, as causas mais frequentes são as seguintes:

  • Situações de grande stress;
  • Alterações do sistema imunológico;
  • Ingestão regular de alimentos agressores da mucosa;
  • Alterações hormonais derivadas da menstruação;
  • Alterações no trânsito intestinal;
  • Deficiência de vitamina B12ácido fólico e ferro;
  • Situações de grande cansaço;
  • Pós-operatórios graves;
  • Lesões provocadas por próteses dentárias;
  • Mordeduras acidentais na língua ou na zona interior da bochecha;
  • Escovagem dos dentes demasiado vigorosa;
  • Movimento de dentes mal posicionados ou afiados;
  • Mastigação de alimentos demasiado duros.

Apesar de não estar comprovado, filhos de pais com aftas parecem ter maior probabilidade de sofrer de aftas.

Veja também:

Nutricionista Rita Lima Nutricionista Rita Lima

Rita Lima é nutricionista e trabalha, atualmente, nos ginásios Urban Fit de Ermesinde, Antas Prime Fitness e CulturaFit Club no Porto. Durante 2 anos colaborou no projeto Dragon Force do Futebol Clube do Porto e com o Boavista Futebol Clube. É licenciada em Ciências da Nutrição pela Faculdade de Ciências da Nutrição e Alimentação da Universidade do Porto e frequentou o Curso de Nutrição no Desporto na mesma faculdade.