Tratamento da candidíase no homem: o que deve fazer?

O tratamento da candidíase no homem é relativamente simples e com boas taxas de sucesso. Contudo, a origem da infeção condiciona o tratamento a aplicar.

Tratamento da candidíase no homem: o que deve fazer?
Pomadas ou comprimidos, saiba como atuar.

O tratamento da candidíase no homem implica conhecer a origem da mesma, bem como a sua forma de manifestação.

Só assim se poderá apostar num tratamento cujos resultados sejam eficazes. Por isso, vamos por partes e por definir a origem da candidíase no homem.

A pele e as mucosas digestivas e genitais do ser humano albergam pequenas quantidades de “candida albicans”, um fungo microscópico muito comum na natureza. Em condições normais, estes fungos não penetram na pele, nem no interior das mucosas.

Todavia, em muitos casos, estes fungos ultrapassam, por várias razões, estas barreiras protetoras naturais do organismo, reproduzem-se e originam as manifestações que caracterizam a candidíase.

Tratamento da candidíase no homem


O tratamento da candidíase no homem passa pela prescrição de vários medicamentos que atuam contra os fungos responsáveis pela doença, como a nistatina ou derivados do imidazol.

Plano de Saúde Grátis
Cuide da sua saúde. Obtenha consultas de clínica geral, medicina dentária e especialidade médicas gratuitas.Peça aqui o seu plano grátis.
Estes medicamentos podem ser administrados de várias formas, visto que são aplicados, por vezes, de forma tópica na região afetada, enquanto noutros casos são ingeridos por via oral.

Deve-se igualmente proceder ao tratamento, correcção ou controlo da circunstância que tenha favorecido o desenvolvimento do problema e que debilitam o sistema defensivo.

Para escolher o tratamento adequado, deve-se analisar a origem da candidíase:

1. Dermatológico

candidiase na pele
Pode aparecer em várias parte da pele, como na virilha, as axilas, os dedos, ao redor do ânus, debaixo dos seios, no umbigo e no interior das coxas.

2. Candidíase peniana

Apesar de geralmente ser adquirida sexualmente, a candidíase peniana não é classificada como uma infeção sexualmente transmissível, visto poder também estar presente em homens que não tiveram relações íntimas, e manifesta-se da seguinte forma: pele vermelha, inchaço, irritação e dor e comichão.

3. Candidíase no esófago

As esofagites de causa infeciosa predominam nos pacientes com algum grau de imunodeficiência devido à quimioterapia, transplante de órgãos ou síndrome da imunodeficiência adquirida (SIDA). Ocasionalmente, podem também ocorrer em pessoas sem doença de base diagnosticada. Neste caso específico, a infeção visceral deve ser tratada com medicamentos específicos de ação sistémica, como os antifúngicos.

4. Candidíase oral

candidiase oral
Aparece como placas esbranquiçadas na boca, na língua e às vezes no céu da boca.

> Saiba mais sobre este tipo de candidíase

5. Candidíase sanguínea

É a forma mais séria da doença e atinge pessoas hospitalizadas e com o sistema imunológico severamente debilitado, e é por isso que a candidíase deve ser tratado com rigor.

► Saiba mais aqui sobre a origem da candidíase no homem.

Tipos de tratamento da candidíase no homem


pomada antifungica
A pomada antifúngica é um dos meios usados para tratar a candidíase e tem vários benefícios:

  • É menos tóxica do que os comprimidos para administração oral;
  • O tratamento tem resultados eficazes em pouco tempo (normalmente entre dura 4 a 7 dias);
  • Praticamente desprovido de efeitos secundários;
  • Fácil de usar;
  • Tem um custo aceitável.

Nos restantes casos em que a pomada pode não ser a solução mais eficaz, recomenda-se a toma de comprimidos, à base de metronidazol, geralmente durante uma semana.

Candidíase no homem: prevenção


Uma boa higiene impede o aparecimento e, posteriormente, ajuda no tratamento da candidíase no homem, já que infeções fúngicas prosperam em locais quentes e húmidos.

Em homens que ainda mantenham o prepúcio, a falta de higiene debaixo dele pode levar à acumulação de uma substância de aparência estranha chamada esmegma, que pode causar irritação.

Por isso, pode prevenir o aparecimento de candidíase ou outra doença do aparelho genital provocada por fungos e bactérias com uma boa higiene íntima.

Cuide da sua saúde. Consiga aqui consultas de clínica geral, medicina dentária e especialidade médica gratuitas!

Veja também: