3 Sintomas de parto que não pode ignorar

3 Sintomas de parto que não pode ignorar

Conheça o seu corpo.

Quais são os verdadeiros sintomas de parto? Conheça-os para que saiba exatamente quando deve pegar nas malas e seguir para o hospital.

Quando está grávida, especialmente se for a primeira gravidez, é possível que não saiba identificar os sintomas de parto.

Pode confundir alguns sinais julgando que já está na hora do bebé sair quando, na realidade, está longe desse momento.

Neste artigo vamos falar dos verdadeiros sintomas de parto para que saiba, com certeza, quando é a hora certa para ir para a maternidade.


3 Sintomas de parto a que deve prestar atenção


Mulher com contrações

1. Contrações

Tome nota:
A ligação que existe entre uma mãe e um filho é a mais poderosa! Receba já todas as dicas para si e o seu bebé.
A partir do meio do segundo trimestre, é possível que sinta contrações irregulares, não dolorosas, de duração e intensidade variáveis, são as conhecidas contrações de Braxton Hicks. Estas não provocam alterações no colo que levem ao trabalho de parto.

Entre as oito e as quatro semanas que antecedem o parto, as contrações vão aumentando, paulatinamente, de intensidade e frequência, podem mesmo ficar regulares durante algum tempo para depois voltarem a espaçar. 

Apenas quando as contrações tiverem um padrão regular, de forma rítmica, com intervalos de tempo certos, primeiro a cada de 15 minutos, depois a cada 10 minutos ou a cada 5 minutos, e com maior intensidade, é que devem ser consideradas como sintomas de parto e deve começar a preparar-se para ir para a  maternidade. 

Porém, deve deixar a situação instalar-se durante, pelo menos, duas horas para garantir que não se trata de um falso sintoma de parto. Se a dor não for intolerável e se continuar a sentir os movimentos do bebé, fique por casa enquanto se sentir confortável.

 

2. Rutura da bolsa de águas

Abrimos este ponto com algo insólito: o facto de poder dever-se a alguma incontinência sentir-se molhada - especialmente se já teve mais filhos. Sim, urina ou líquido amniótico, por incrível que pareça é um motivo comum de confusão quando se trata de sintomas do parto. Como distinguir? Será líquido amniótico se: 
 
  • Sente-se molhada, o líquido é claro e sem cheiro;
     
  • Esvazie a bexiga completamente, seque-se e vista roupa limpa;
     
  • Mova-se durante meia hora, rindo ou tossindo ocasionalmente;
     
  • Se ficar de novo molhada, provavelmente é líquido amniótico e deve ser observada;
     
  • Se não molhar, à partida, será urina.

É tempo de prestar atenção ao líquido amniótico para conseguir dar todas as instruções ao médico, nomeadamente, a cor e hora da rutura. Mesmo que não tenha contrações, deve ir ao hospital. Normalmente, depois da rutura da bolsa de águas sem contrações, o parto ocorre em 12 horas, porém, esta rutura, em qualquer circunstância, exige internamento imediato para evitar complicações.

 

3. Rolhão mucoso

Foi durante muito tempo considerado um sintoma de parto clássico, porém, de acordo com a Dra. Marcela Forjaz, no livro Parto Feliz, hoje em dia sabemos que desde que perde o rolhão mucoso até ao parto podem passar semanas!

Durante a gravidez, o muco cervical fica mais espesso para formar uma barreira física a tudo aquilo que possa provocar uma infeção protegendo, assim, o bebé. Este muco adere ao canal cervical formando o rolhão mucoso - o estabilidade do colo depende deste muco. 

Com a dilatação ou encurtamento do colo, o rolhão vai destacar-se do colo o que pode provocar algum sangramento de cor vermelho-vivo ou acastanhado. Isto apenas significa que há alterações, não necessariamente que entrou em trabalho de parto.

Ou seja, a expulsão do rolhão mucoso pode ser um sintoma de parto na medida em que significa que o nascimento pode estar para breve mas não exige uma deslocação imediata para o hospital.



Receba aqui as melhores novidades para si e para o seu bebé


 

Veja também: