Dieta Dukan: os prós e contras

Dieta Dukan: os prós e contras

Saiba mais sobre esta dieta.

Promete eliminar peso de forma rápida e desde a sua criação conquistou várias celebridades. 
 

Também conhecida como Dieta Francesa ou Prototal, a dieta Dukan foi desenvolvida há mais de 10 anos e deve o seu nome (ou pelo menos um dele) ao seu criador, o Dr. Pierre Dukan, um nutricionista francês.

A dieta é um verdadeiro sucesso à escala mundial e há mesmo quem dia que, entre o vasto rol de celebridades que decidiu seguir este regime alimentar, consta o nome de Kate Middleton. A dieta Dukan – que deriva da dieta Atkins – está dividida em quatro fases: as fases de ataque, transição, consolidação e estabilização, ou seja, duas para emagrecer e outras tantas para criar condições para controlar o peso. A dieta promete a eliminação rápida e manutenção do peso perdido através da implementação de alguns hábitos alimentares (e uma rotina de exercício físico, claro), que pressupõe a redução drástica de hidratos de carbono na sua alimentação e a preferência de proteínas.

No entanto, como em qualquer dieta, nem tudo são maravilhas e esta dieta também “tem levantado algumas sobrancelhas”. Por se tratar de um plano demasiado restritivo pode acarretar alguns “senãos”. Conheça os prós e contras da dieta Dukan.

Consulta Gratuita de Nutrição
Faça a sua consulta gratuita de nutrição. Fale já com a nutricionista online!

Os prós

Entre as principais vantagens da dieta destacam-se as seguintes:
 
  1. Ao privilegiar a ingestão de proteínas, nutrientes de digestão lenta e que prolongam a sensação de saciedade, e ao restringir a ingestão de hidratos de carbono, a dieta Dukan pode induzir uma perda de peso rápida, o que funciona como um estímulo para quem segue a dieta, já que os resultados não tardam a fazer-se notar.
  2.  Não existe uma limitação em termos de quantidades dos alimentos consumidos, apenas de tipo (os hidratos de carbono e proteínas, mencionados anteriormente). Ou seja, não há um menu pré-estabelecido, pode comer quanto quiser, à hora que quiser, desde que sejam alimentos dos grupos referidos.
 

Os contras

Aqui fica uma lista de desvantagens para considerar seguir esta dieta:
 
  1. A privação de hidratos de carbono – principais fontes de energia do organismo – pode causar tonturas, fraqueza e desmaios, ou ainda falta de energia, irritabilidade e cansaço físico ou mental. Isto sem falar que quando se verifica uma carência de hidratos de carbono, o organismo converte a gordura em energia, o que provoca a libertação de corpos cetónicos no organismo que podem prejudiciais.
  2. A dieta Dukan não representa uma alimentação equilibrada e variada, visto que elimina macronutrientes importantes da alimentação (como é o caso dos hidratos de carbono), que desempenham funções importantíssimas para o organismo (como o fornecimento de energia celular e regulação da glicose no sangue).
  3. Pode contribuir para o aumento do mau colesterol (LDL), se os alimentos de origem animal consumidos (por exemplo: carnes ou lacticínios) não forem magros. Se as opções não forem livres de gordura ou com baixo teor de gordura, esta dieta (como qualquer outra) pode, inclusivamente, aumentar o risco de vir a sofrer de doenças cardiovasculares, visto que os alimentos mencionados contêm gordura saturada e colesterol.
  4. O consumo excessivo de proteínas pode provocar uma sobrecarga renal e, por consequência, uma incapacidade de converter amónia (uma toxina) em ureia (um composto excretável pela urina). A acumulação de amónia na corrente sanguínea pode causar danos severos a nível cerebral. 
  5. Pode provocar desconforto gástrico, devido ao processo de digestão de proteínas e gorduras ser mais demorado.

Como sabe as dietas demasiado restritivas podem ter resultados fugazes (ou até promover um aumento de peso finda a dieta). Por isso, o ideal é que, antes de se aventurar numa qualquer dieta, procure um nutricionista que possa fazer uma avaliação do seu caso e definir a dieta mais adequada para si. 

 

Veja também: