Como conservar alimentos congelados?

Há aspetos que deve ter em conta para conservar alimentos congelados sem que eles percam os nutrientes e a qualidade. Saiba quais são.

Como conservar alimentos congelados?
Cuidados e dicas importantes.

Parece algo simples e de conhecimento geral, mas conservar alimentos congelados exige alguns cuidados se quiser garantir que as características nutricionais não se perdem e que se mantêm próprios para consumo.

Congelar alimentos não significa que podem ficar no congelador por tempo indeterminado, tal como não significa que podemos fazê-lo sem ter em conta alguns aspetos.

Esqueça a ideia de chegar a casa e atirar tudo para o congelador, a partir de hoje vai ter de ter em atenção outros factores.

CONSERVAR ALIMENTOS CONGELADOS: CUIDADOS A TER


Se foi às compras e trouxe produtos congelados, então deve trazê-los em sacos térmicos para que mantenham a temperatura e não descongelem até casa.

Calcule o seu IMC
Descubra o seu peso ideal e como atingir o seu objetivo! Calcular já.

Isto porque a regra número um é,  sempre que um alimento descongelar, não deve voltar a ser congelado porque perde as suas propriedades.

Além disto, há outras regras que deve reter para conservar alimentos congelados:

1. Preparar os alimentos

Deve congelar os alimentos já bem preparados.

A carne e o peixe, por exemplo, devem ser logo cortados na forma como vão ser cozinhados e devem ainda ser arranjados – retirar espinhas, gordura, ossos, tripas, etc.

Em relação aos legumes, devem ser muito bem lavados (deixar um ou dois minutos em água a ferver, passar por água fria e secar) e as partes não comestíveis devem ser logo retiradas.

2. Deixar arrefecer

Se esteve a cozinhar e agora pretende congelar a comida, então primeiro vai ter de esperar que arrefeça. Mas não, não deve deixar arrefecer à temperatura ambiente.

O ideal é que guarde as refeições em caixas de plástico e as mergulhe em água fria ou então que as deixe no frigorifico em vez de as colocar diretamente no congelador.

3. O mais frescos possíveis

Isto é importante: para conservar alimentos congelados da melhor forma, deve fazê-lo enquanto estão o mais frescos possível para que preservem o máximo de nutrientes possíveis.

4. Temperatura regulada

Muito provavelmente esta era uma regra que não conhecia, mas a temperatura do congelador deve ser regulada conforme o momento de congelamento em que os alimentos estão.

Cerca de 12 horas antes de os congelar deve reduzir para a temperatura mais fria e manter assim durante mais 24 horas.

Depois deverá então reduzir para os -18 graus.

5. Recipientes corretos

As opções aqui são várias e devem ser adequadas aos alimentos em questão.

  • Tupperwares de plástico – são adequados a todos os alimentos, mas devem ser resistentes ao congelamento e as tampas devem ter fecho hermético;
  • Formas de gelo – São ideais para congelar líquidos, legumes e verduras sendo mais práticas para calcular as porções;
  • Sacos herméticos – Próprios para este efeito, deve apenas ser tido em conta o cuidado de retirar o máximo de ar possível para que não se acumulem bactérias

COMO DESCONGELAR OS ALIMENTOS?


descongelar no microondas conservar alimentos congelados

Muito provavelmente aquilo que tem vindo a fazer para descongelar os alimentos não é o processo mais correto.

Não, retirá-los do congelador e deixá-los descongelar à temperatura ambiente não é a melhor solução.

Tem outras opções mais corretas:

  • Utilizar o microondas;
  • Retirar do congelador na véspera e deixar no frigorífico;
  • No caso de peixe e gordura, pode cozinhar diretamente.

Além disto, é sempre importante que se lembre que, uma vez descongelado, o alimento deve ser consumido o mais cedo possível e não deverá ser novamente congelado porque perde as suas propriedades nutritivas.

ALIMENTOS CONGELADOS: ATÉ QUANDO CONSUMIR?


fruta conservar alimentos congelados

Na altura de congelar os alimentos, é importante que identifique devidamente o que é o quê, assim como a data em que os congelou para que não cometa erros para a frente.

Só desta forma vai conseguir ter a certeza que está a cumprir os prazos ideais para cada alimento:

  • Bolos com creme – até um mês;
  • Carne picada e hambúrgueres – até dois meses;
  • Massa para pão e pizzas, peixes gordos (como atum, salmão, sardinha, carapau), marisco, sopa, pratos já cozinhados, tartes de fruta – até três meseS;
  • Pão, massa folhada ou quebrada, peixe magro ou meio gordo (como pescada), carne de porco pouco gorda, coelho, lebre, manteiga, bolachas e crepes – até seis meses;
  • Queijos de pasta (como queijo da serra ou queijo brie) – até oito meses;
  • Bife de vaca sem gordura, frango, peru e salsichas frescas – até 10 meses;
  • Frutas e hortícolas – até um ano.

Calcule o seu IMC, descubra o seu peso ideal e a melhor forma de atingir os seus objetivos!

Veja também:

Ler mais