BCAA: o suplemento 3 em 1

O BCAA é um suplemento associado ao desempenho nos treinos de ganho de massa muscular. Os benefícios são claros tanto no treino como em algumas patologias.

Powered by: HSNSport
BCAA: o suplemento 3 em 1
Venha conhecer este suplemento.

O termo BCAA é a abreviatura de “Branched Chain Amino Acids”, que traduzido para português significa Aminoácidos de Cadeia Ramificada.

Os BCAA’s são então um conjunto de aminoácidos no qual se incluem a leucina, a valina e a isoleucina, ou seja, três aminoácidos que formam cerca de 1/3 das proteínas musculares e que são essenciais para o desenvolvimento muscular.

Apesar do organismo humano produzir uma série de aminoácidos, existem outros que precisam de ser ingeridos através da alimentação ou suplementos, como é o caso destes três. Sem eles, não conseguimos sobreviver.

A carne, os ovos e o leite podem ser boas fontes ou então existe a opção em forma de suplemento.


O que fazem no organismo?


Os aminoácidos de cadeia ramificada estimulam a construção de proteínas no músculo e reduzem a degradação muscular. Além disso, parecem impedir a transmissão de mensagens erradas entre as células cerebrais em indivíduos com doença hepática avançada e anorexia.

Outra função deste conjunto de aminoácidos é estimular a produção de insulina.
 

BCAA: Algumas das suas principais utilizações


idosa acamada
Os BCAA’s são atualmente utilizados no tratamento de diversas condições, que incluem não só patologias mas também condições relacionadas com a atividade física:
 
Tudo para manter a forma
Tenha acesso às melhores dicas de nutrição! Receba já conteúdo exclusivo!
  • Esclerose lateral amiotrófica (ELA)
  • Anorexia – OS BCAA reduzem a anorexia e melhoram o estado nutricional de idosos desnutridos.
  • Patologias cerebrais devido a doenças do fígado, nomeadamente encefalopatias hepáticas;
  • Um distúrbio do movimento designado discinesia tardia;
  • Doenças genéticas, tais como a Doença de McArdle;
  • Falta de apetite em pacientes idosos com insuficiência renal ou pacientes com cancro.
  • Atrasar a perda muscular em pessoas que estão acamadas.
  • Em casos de stress extremo, derivado de lesões graves e sérias ou infeção generalizada.
  • Prevenção da fatiga e melhora da concentração;
  • Os atletas também utilizam esta combinação para melhorar a performance desportiva e reduzir o desgaste muscular durante o exercício intenso
 

BCAA em atletas


BCAA em atletas
A principal utilização deste conjunto de aminoácidos – leucina, valina, isoleucina - encontra-se mesmo em atletas.

Este é um dos suplementos mais conhecidos entre os amantes de musculação e frequentadores de ginásios.
 

1. Energia durante o exercício

Durante o exercício físico o organismo precisa de energia para desempenhar aquilo que pedimos. Os aminoácidos são parte integrante dessa energia necessária, e se não estiverem disponíveis vão ser captados ao musculo.

Contudo esta ação resulta em perda de massa magra.

Os BCAA vão intervir neste processo ao evitar a captação das substancia aos músculos, o que também vai acelerar a recuperação muscular.
 
 


2. Síntese proteica  

Após o treino, existe a possibilidade de lesão muscular. Para que essa possibilidade seja reduzida, pode-se ingerir BCAA e dessa forma vai ficar disponível “alimento” para a construção das células musculares.

 


3. Fadiga

Apresentar um nível baixo de aminoácidos de cadeia ramificada e praticar exercícios prolongados pode resultar na entrada de triptofano no cérebro. Esta ação aumenta a produção de serotonina, uma hormona relacionada com a sensação de cansaço.

Desta forma, a ingestão de BCAA pode reduzir a formação de serotonina e consequentemente reduzir a sensação de fadiga. O desempenho desportivo também pode ser melhorado.
 
 


4. Imunidade

A administração de BCAA após o exercício físico pode aumentar as concentrações de glutamina, o que diminui a incidência de infeções nos indivíduos praticantes de exercício físico, isto porque a glutamina diminui aquando da prática de exercício o que vai afetar o sistema imunológico.


Cuidados a ter


Tal como qualquer outro suplemento, deve ser tomado com supervisão de um profissional competente para o efeito. As formas de uso e as quantidades devem ser avaliadas individualmente.

Apesar de não estar associado a efeitos colaterais mais sérios, pode interferir com a saúde dos rins devido à sua quantidade de aminoácidos. 

Saiba as melhores dicas para ficar em forma !

 

Veja também:

  •