Musicoterapia: deixe-se levar pela música

A musicoterapia é utilizada em diferentes contextos para tratar pacientes com problemas do foro psicológico. Saiba mais neste artigo sobre esta terapia alternativa.

Musicoterapia: deixe-se levar pela música
Saiba como funciona esta terapia alternativa

A musicoterapia é uma terapia alternativa que utiliza a música para corresponder ás necessidades físicas, cognitivas, emocionais, sociais e espirituais de pacientes de todas as idades.


Musicoterapia: o que é


A musicoterapia é a aplicação de música em contextos clínicos, por forma a apoiar os pacientes a tratar ou mesmo a prevenir problemas maioritariamente do foro psicológico, mas não exclusivamente.

Esta terapia complementar deve ser levada a cabo por um profissional qualificado. O musicoterapeuta facilita e promove a comunicação, a expressão de sentimentos, a aprendizagem, a capacidade de organização, entre outros, pela aplicação caso a caso de elementos relacionados com a música, como o ritmo, a melodia e a harmonia.

Plano de Saúde Grátis
Cuide da sua saúde. Obtenha consultas de clínica geral, medicina dentária e especialidade médicas gratuitas.Peça aqui o seu plano grátis.
A musicoterapia é uma técnica terapêutica que pode ser vista e aplicada como um complemento a outras terapias e mesmo à medicina convencional.

Por isso mesmo, pode tanto ser uma terapia incluída em grupos multidisciplinares, onde os pacientes dão tratados por várias áreas e diferentes profissionais da saúde, como pode ser uma terapia isolada, de consultório, onde apenas participam o paciente e o musicoterapeuta.


Musicoterapia: como funciona


musicoterapia como funciona
As sessões de musicoterapia são diferentes de caso para caso e de paciente para paciente. Em casos em que os pacientes se encontra mais limitado, como por exemplo pacientes com graves dificuldades motoras, o musicoterapeuta toca os instrumentos para o paciente.

Neste caso, estamos a falar de uma sessão de terapia com um método recetivo, ou seja, o paciente apenas recebe do musicoterapeuta.

No entanto, na maioria dos casos, as sessões de musicoterapia têm um caráter mais ativo, pois os pacientes são levados a, eles próprios, tocarem instrumentos, de acordo com o que o musicoterapeuta definiu para a sessão. Nestas sessões com método ativo, as atividades para o paciente podem ser diversas, desde tocar instrumentos, a dançar, cantar ou fazer outro tipo de trabalho, conforme indicado.

Dada a natureza das sessões desta terapia, os musicoterapeutas devem ter experiência com alguns instrumentos musicais. Por isso mesmo, a sua formação inclui aulas teóricas de música, aulas de canto e de percussão e são, também, experientes num instrumento de maior harmonia, como o piano ou a guitarra e instrumentos mais melódicos, como a flauta.

Para além disso, o musicoterapeuta tem ainda incluídas na sua formação aulas de expressão artística e expressão corporal, aulas de psicologia, filosofia, anatomia e neurologia, entre outras. Esta é, portanto, uma terapia alternativa bastante completa, onde o profissional deve ter conhecimentos que abrangem as mais diversas áreas.


Musicoterapia: quem pode beneficiar


Esta terapia alternativa é muito abrangente, pelo que quase todos podem beneficiar dela.

É, no entanto, muito frequente em pacientes que apresentam necessidades como as abaixo indicadas:
 
  • Gerir o stress do dia a dia;
  • Promover o bem estar;
  • Melhorar a capacidade de exprimir sentimentos; 
  • Aliviar a dor;
  • Melhorar a comunicação;
  • Melhorar a capacidade de socializar;
  • Melhorar a memória;
  • Melhorar a qualidade de vida.


Musicoterapia: benefícios


estimula o bom humor
Pode então dizer-se que os benefícios desta técnica terapêutica são muitos diversos e abrangentes. 
 
  • Melhora concentração e o raciocínio
  • Estimula do bom humor
  • Alivia as dores de cabeça 
  • Aumenta a disposição física e mental
  • Previne problemas de hipertensão
  • Diminui a ansiedade e o stress
  • Melhora a resistência física
  • Melhora a expressão corporal
  • Aumenta a capacidade respiratória
  • Estimula a coordenação motora.

Como referido anteriormente, as sessões de musicoterapia devem ser conduzidas por um profissional com formação na área, para que este consiga diagnosticar corretamente as necessidades de cada paciente, analisá-las e aplicar o tratamentos mais adequado, seja em sessões individuais ou em sessões de grupo.

Cuide da sua saúde. Consiga aqui consultas de clínica geral, medicina dentária e especialidade médica gratuitas!

 

Veja também: