Medicina chinesa: o que é e como funciona

Medicina chinesa: o que é e como funciona

Conheça melhor este forma de medicina.

Muito diferente da medicina ocidental, a medicina chinesa tem os seus princípios, as suas crenças e as suas técnicas de tratamento. Saiba tudo aqui.

A medicina chinesa acredita que o ser humano é um microcosmo maior ligado ao universo e sujeito às suas forças e entende o corpo humano como uma entidade orgânica em que os órgãos, embora tenham funções diferentes, dependem todos uns dos outros.

Isto significa que, segundo os valores da medicina, aquilo que acontece no universo (desde mudanças de estações a sons e sabores) tem influência direta no corpo e na mente do ser humano.

A função da medicina é precisamente garantir que existe um equilíbrio entre o as pessoas e o meio, entre o corpo e a mente, de forma a garantir a saúde e o bem-estar.

O QUE É?


Só nos anos 70 é que a medicina chinesa começou a ser divulgada, mas a verdade é que esta é uma das formas de medicina mais antigas do mundo.

Baseia-se essencialmente na crença de uma corrente vital e no equilíbrio entre duas forças que se opõem e complementam: yin e yang.


YIN E YANG


É a teoria base dos princípios da filosofia chinesa, que também se aplica na medicina.

Proteja a sua saúde!
Receba conteúdos exclusivos e habilite-se a um check-up completo. Registe-se já!
Representam duas energias opostas, mas complementares, e simbolizam a dualidade de tudo o que existe no universo e a necessidade de encontrar o equilíbrio entre essas forças opostas para conquistar o bem-estar.

Yin significa escuridão, é o princípio passivo, feminino, noturno e frio.

Já Yang significa claridade, é o princípio ativo, masculino, diurno e quente.
 

TÉCNICAS TERAPÊUTICAS


1. ACUPUNTURA

acunpuntura
É provavelmente a técnica mais conhecida e a sua popularidade deve-se à capacidade que tem em curar vários problemas diferentes.

A acupuntura consiste em aplicar agulhas de forma indolor no corpo (são colocadas para que reduzam a transmissão de sinais nervosos e, consequentemente, a dor) descongestionando fluxos de energia em pontos enfraquecidos.

Assim a circulação sanguínea é melhorada, equilibra-se o sistema nervoso central, ativa-se o sistema imunológico e reduzem-se várias dores crónicas.
 
 


2. TUINA (MASSAGEM E OSTEOPATIA CHINESA)

Aqui os benefícios e o prazer de receber este tratamento unem-se porque esta massagem terapêutica faz sentir imediatos efeitos ao nível de tendões, ossos e ligamentos, mas também de relaxamento.

Eficaz no tratamento de órgãos internos, hipertensão, obesidade, doenças do sistemas nervoso e até paralisias, é muito útil ser combinado com outras terapias de forma a elevar o seu potencial.
 
 


3. FITOTERAPIA

fitoterapia
Podendo ser combinada com as outras técnicas, a fitoterapia consiste na combinação de várias ervas (por um especialista, claro, porque é de elevada complexidade) de forma a conseguir poderes terapêuticos.

Em formato de chás, de cápsulas ou até de pomadas, ajuda no tratamento de doenças crónicas, no fortalecimento do sistema imunitário e no restabelecimento do equilíbrio do organismo (mental e físico).
 
 


4. REFLEXOLOGIA

É uma massagem que exerce pressão em pontos reflexos dos pés, baseando-se na ideia de que as áreas reflexas dos pés correspondem a todas as partes do corpo.

A reflexologia é ideal para problemas relacionados com o sistema nervoso, como tensão nervosa e stress, que levam a outros problemas como dores de cabeça, insónias ou distúrbios intestinais.

É uma técnica de relaxamento muito importante porque um organismo em stress constante acaba por resultar num sistema imunológico enfraquecido.
 
 


5. VENTOSATERAPIA

ventosoterapia


Muito utilizado para combater a má circulação sanguínea e para promover a livre circulação de energia vital, este tratamento de medicina chinesa baseia-se na sucção da pele através de calor ou de pressão de ar.

Atualmente a ventosaterapia é recorrente em casos de doenças pulmonares, paralisias, tensões musculares crónicas e até para questões do sistema nervoso como o stress ou problemas de ansiedade.

 


6. MOXABUSTÃO

Direcionada para doenças crónicas ou lentas em pessoas com pouca resistência ao frio e de fraca constituição, a moxabustão tem como objetivo transmitir calor ao corpo e afastar o frio.

Para isso usa rolos que se acendem como o incenso e depois aproximam-se até dois ou três centímetros da pele em pontos energéticos, tal como acontece na acupunctura.

Quando o calor começa a incomodar, afasta-se e depois repete-se até que a pele fique vermelha.


ONDE EXISTE?


Existem vários sítios pelo país onde pode experimentar tratamentos de medicina chinesa.

Sugerimos aqui alguns:
 
Se a saúde é uma prioridade para si, clique aqui.

 

Veja também: