Conheça os 10 benefícios da Equinácea

A equinácea é uma das plantas medicinais mais utilizadas e importantes. Descubra todos os seus benefícios e faça a sua escolha em relação a esta planta.

Conheça os 10 benefícios da Equinácea
Uma planta completa e cheia de propriedades medicinais

Considerada pelos índios como uma planta sagrada, a equinácea sempre foi utilizada numa grande variedade de situações: mordeduras de cobras, irritações da pele, febres, dores de garganta, de cabeça e até de dentes, entre outras.

A equinácea cresce nas planícies e nas margens arenosas dos rios da América do Norte, sobretudo no vale do Mississipi, de onde é oriunda e onde se podem encontrar várias espécies diferentes, mas cujas ações terapêuticas são iguais e que passam por ser um forte imuno-estimulante, anti-inflamatório, ajudando a impedir a progressão de infeções.

O efeito estimulante que a equinácea provoca no sistema imunitário tornou-a numa das plantas mais conhecidas do mundo. A sua capacidade de aumentar as defesas naturais do corpo está comprovada.

10 Propriedades terapêuticas da equinácea


A parte da planta mais utilizada medicinalmente é a da raiz, sendo a sua composição muito complexa.

De facto, podemos encontrar na raiz desta planta diversos compostos bioativos, nomeadamente: polissacarídeos, fitoesterois, flavonoides e outros polifenóis e ácidos gordos essenciais.

Confira os principais benefícios.

1. Tratamento de Cancro

cancro e equinácea

Já existem estudos que recomendam o uso da equinácea em tratamentos de cancro.

2. Estimula o sistema imunológico

sistema imunológicoe equinácea

A equinácea é considerada uma planta que estimula e fortalece o sistema imunitário, promovendo uma maior produção de anticorpos e de glóbulos brancos no sangue.
Como tal, é usada em constipações e gripes, sinusites, amigdalites, infeções respiratórias, entre outras, tanto de modo preventivo como curativo.

3. Alivia a dor

alivio da dor e equinácea

Já era usada pelos indígenas como analgésico em chá de ervas ou como macerado aplicado externamente na região magoada.

4. Laxante

trânsito intestinal e equinácea

Use o chá de ervas, no máximo dois copos por dia.

5. Anti-inflamatória

anti-inflamatória e equinácea

A equinácea é usada para tratamento de processos inflamatórios, internos ou externos, agudos ou crónicos.

6. Pele

psoríase e equinácea

A equinácea é usada, de forma tópica para picadas de aranha, eczema, inflamações, psoríase, picada de cobra, infeções de pele, cicatrização de feridas.

Esta planta promove também a regeneração do tecido conjuntivo e a cicatrização.

7. Depressão, ansiedade e transtornos psicossociais

depressão e equinácea

Neste caso, não ultrapasse a dose de 20 mg pois deixará de ter o devido proveito e benefício da equinácea.

Ainda que sejam necessários mais estudos que sustentem de forma sólida a sua eficácia, a equinácea parece ter também potencial na prevenção e/ou tratamento de distúrbios de ansiedade.

> Saiba mais sobre depressão e ansiedade.

8. Problemas respiratórios das vias superiores

inflamação na garganta e equinácea

Sinusite, resfriado, gripe, inflamação de garganta são alguns dos problemas que a equinácea pode ajudar a resolver.

Outra das suas importantes características é o facto de ter ajudar a impedir a progressão de infeções através da inibição do enzima hialuronidase, produzida por muitas bactérias.

9. Combate infeções

gengivite e equinácea

A equinácea é utilizada como solução para algumas infeções: herpes, gengivite, vias urinárias e vaginais.

10. Melhoria da performance desportiva

melhoria da performance desportiva

Apesar de também serem necessários mais estudos, a equinácia parece também melhorar a performance desportiva, por retardar a fadiga.

Efeitos secundários da equinácea


Os inúmeros estudos realizados sobre a equinácea referem que a sua utilização parece ser segura, não existindo referências sobre possíveis reações alérgicas e efeitos secundários.

No entanto, e como qualquer outro composto, o seu uso excessivo e sem indicação de um profissional de saúde, poderá conduzir a:

  • Náuseas;
  • Tonturas;
  • Reações alérgicas;
  • Diarreia;
  • Desorientação;
  • Boca seca;
  • Insónia;
  • Dores musculares;
  • Vómitos.

Além disso, é também importante referir que a equinácea reduz a velocidade de metabolização da cafeína, o que poderá acentuar os efeitos desta última, nomeadamente ansiedade, tremores e náuseas.

Há estudos que referem que a utilização da equinácea por períodos superiores a 5 dias atenua o efeito da mesma, o que significa que o aumento da actividade do sistema imunitário é atenuado regressando a valores semelhantes aos registados antes da sua utilização, levando a concluir que a equinácea perde o seu efeito após uma utilização prolongada.

Contra-indicações do uso da equinácea


A Equinácea está contra-indicada em doenças auto-imunes, como o lúpus eritematoso e a artrite reumatóide, já que a sua ação imuno-estimulante pode exacerbar os sintomas desta doenças.

Como utilizar a equinácea


cha de equinacea

Para poder beneficiar de todas as propriedades desta planta, poderá encontrá-la disponível sob diversas formas, desde a sua forma desidratada (para fazer infusões), ao extracto de equinácea, disponível em líquido, cápsulas, pomadas e cremes.

Veja também:

Ler mais