Como recuperar de uma cesariana

Como recuperar de uma cesariana

Os nossos conselhos.

A cesariana acarreta mais riscos do que o parto normal mas, na maioria das vezes, salva vidas. A recuperação também é mais lenta e desconfortável.

Por vezes, a cesariana é a única opção para trazer um bebé ao mundo. Seja porque a mãe, a criança ou ambos correm risco de vida, porque o bebé é muito grande ou são partos de gémeos, trigémeos ou mais, entre outras razões. Também pode ser feita uma cesariana apenas porque a mãe quer, normalmente, em hospitais privados. Previsto ou não, é importante estar preparada.

Como funciona?


Numa cesariana, são normalmente usadas a anestesia epidural ou a anestesia da medula espinal. São anestesias locais que lhe permitem estar desperta e  ver o seu bebé ainda no bloco operatório. É feita uma incisão junto ao baixo-ventre ou usando um novo método em que a pele é torcida, leva apenas pequenas incisões e, assim, a recuperação é mais rápida. 

8 Conselhos para recuperar de uma cesariana


1. Uma cesariana é uma cirurgia, por isso, a recuperação é sempre mais demorada do que um parto normal. Nos primeiros meses pode sentir-se sem sensibilidade mas com alguma comichão, contudo, em princípio, nove meses depois do parto essa sensação começa a regularizar.

2. Nas primeiras semanas pode sentir algumas dores. Tente apoiar o tronco numa almofada junto à incisão, evite pegar em pesos, esticar-se para chegar aos armários e subir ou descer escadas no primeiro mês. Uma boa cinta é imprescindível e será a sua melhor amiga nestes meses de recuperação.

3. Algumas complicações estão relacionadas com infeções na cicatriz, logo na primeira semana, ou lesões na cavidade abdominal. Se não cicatrizarem podem criar abcessos nos gânglios linfáticos, libertar pus e, se não rebentarem sozinhos, podem ter que ser drenados cirurgicamente.  

4. Depois de nove meses com um bebé na barriga e de tudo remexido durante a cesariana, os primeiros dias podem ser dolorosos com os órgãos a voltar ao lugar. Os intestinos voltam a trabalhar e há muito para libertar o que pode ser doloroso. Caminhe um pouco e mude de posição para ajudar a libertar os gases e diminuir as dores.

5. Também ao urinar, nas primeira semanas, pode sentir alguma pressão e desconforto. Assim que o seu corpo começar a cicatrizar, vai começar a sentir-se melhor.

6. Nos primeiros dias, amamentar pode ser desconfortável se tiver o bebé a pressionar a cicatriz. Os profissionais estão aí para a ajudar, não hesite em falar com os enfermeiros ou médicos se sentir qualquer dificuldade. Experimente fazê-lo deitada de lado.

7. Não há super-mulheres. Nem na banda desenhada existe essa personagem! Por isso, preocupe-se apenas em descansar, alimentar, cuidar e mimar o seu bebé. Deixe o restante trabalho para quem não passou por uma cirurgia.

8. Numa cesariana ou nem parto normal pode sentir depressão pós-parto. Ao primeiro sintoma contacte imediatamente o seu médico. Esperar só vai agravar o quadro.


Veja também: