11 calmantes naturais para a ansiedade

11 calmantes naturais para a ansiedade

Dicas, alimentos e exercícios para ajudar a relaxar

Os calmantes naturais para a ansiedade permitem controlar este problema de forma simples e mais saudável, evitando a ingestão de químicos. Descubra quais são.

A ansiedade é uma reação física e emocional perante o stress ou nervosismo, que despoleta uma série de reações no organismo do ser humano: náuseas, enjoos, palpitações, fadiga, tensão, irritabilidade, angústia e insónias.

Tudo isto interfere com o padrão de vida normal, pelo que o ideal é optar por perceber as alternativas de calmantes naturais para a ansiedade, evitando assim a toma de medicamentos e aprendendo a relaxar e descontrair de forma mais simples e saudável. 

A ansiedade causa transtornos que vão muito além das pernas bambas - uma reação comum quando experimentamos uma situação nova e que nos deixa inseguros, ou quando esperamos algum resultado importante.

Proteja a sua saúde!
Receba conteúdos exclusivos e habilite-se a um check-up completo. Registe-se já!

A ansiedade é nociva à saúde e, infelizmente, cada vez mais comum, já que o ser humano sofre por antecipação, por dedução ou até por imaginação.

De forma a evitar este desgaste mental e físico, vamos dar-lhe a conhecer alguns calmantes naturais para a ansiedade, para que possa já a partir de hoje a sentir-se melhor. 
 

11 calmantes naturais para a ansiedade


1. Camomila 

camomila
Esta dica vem já do tempo das nossas avós e seus antepassados: beber chá de camomila ajuda a acalmar. Isto por que alguns dos seus componentes se ligam aos mesmos receptores cerebrais da mesma forma que medicamentos como o Valium o fariam. A diferença? É tudo natural e saudável!
 
 


2. Chá verde

Dizem que os monges budistas japoneses podiam meditar durante horas a fio, graças, entre outros motivos, ao chá verde e seus aminoácidos, nomeadamente a  L-teanina, potenciando assim estados de maior tranquilidade.  
 
 


3. Cidreira

cidreira
Nomeada após a palavra grega para “abelha de mel”, a erva-cidreira tem sido usada pelo menos desde a Idade Média para reduzir o stress e a ansiedade, bem como para ajudar a dormir melhor. 
 
 


4. Exercício

A célebre frase latina “mens sana in corpore sano” (mente sã em corpo são) ilustra bem o facto de que o homem sempre sentiu a necessidade de exercitar o corpo para poder alcançar um equilíbrio generalizado.

O exercício físico constante e moderado tem efeitos benéficos na saúde em geral e, ao nível psicológico, pode ajudar a reduzir a ansiedade, melhorar a autoestima e autoconfiança, melhorar a cognição e diminuir o stress.

Isto acontece, porque o exercício físico liberta no cérebro as endorfinas que proporcionam uma sensação de paz e de tranquilidade, funcionado como neuromediadores ligados à génese do bem-estar e do prazer.

Logo, a prática de exercício físico é um dos melhores calmantes naturais para a ansiedade.
 
 


5. Maracujá 

maracuja
O maracujá tem efeitos sedativos no ser humano, sendo muito recomendado para combater insónias, um dos grandes motivos que levam ao aparecimento da ansiedade. Já experimentou? 
 
 


6. Lavanda

O aroma da lavanda funciona como um anti inflamatório “emocional”: possui efeitos calmantes e tranquilizadores.

Já reparou que muitos dos ambientadores, perfumes e detergentes para o lar possuem este componente? Não é por acaso… 
 
 


7. Respirar fundo 

respirar fundo
“Inspira. Expira. E não pira.” – um ditado popular que acaba por ter muito de verdade. E isto porque o ser humano não consegue respirar profundamente e estar ansioso ao mesmo tempo.

Agora, respire fundo...
 
 


8. Se ficar ansioso, coma

Sente-se aborrecido e irritado quando está com fome? Então, o remédio é mesmo muito simples: comer!

Essas sensações acontecem como manifestação do seu corpo à necessidade de nutrientes, por isso, o melhor mesmo a fazer é  comer algo rapidamente, como alguns frutos secos ou um pouco de chocolate preto.
 
 


9. Nunca salte o pequeno-almoço 

pequeno almoco
Que esta é a refeição mais importante do dia isso não é novidade. Mas sabe porquê? Após o jejum noturno é essencial restabelecer a energia e os nutrientes necessários para começar um novo dia com vitalidade.

Durante o período de sono, o corpo precisa de energia para manter as funções fisiológicas básicas, como a respiração, o equilíbrio térmico e o ritmo cardíaco. O fígado armazena energia durante algumas horas mas ao esgotar-se esta reserva o corpo recorre a outras fontes de energia endógena como o nosso tecido muscular para fornecer energia que é metabolizada a nível hepático.

Há por isso necessidade de repor energia logo na primeira refeição do dia, a qual deve fornecer 15 a 20% do total de calorias diárias.

E, assim, contribuir para regular o apetite, melhorar o humor, diminuir a ansiedade e a irritabilidade, aumentar a capacidade de concentração, a rapidez de raciocínio e a aprendizagem, contribuindo assim para um rendimento cognitivo superior.
 
 


10. Não dramatize

Em estados de ansiedade é fácil cair em estados mais depressivos e ter pensamentos negativos.

Evite fazê-lo: respire profundamente e foque-se no lado positivo de cada situação ou nas resoluções possíveis. 
 
 


11. Aqueça-se 

sauna
Já pensou por que motivo se sente tão relaxado após uma sessão de saúna? Porque aquecer o corpo ajuda a reduzir a tensão muscular, o stress e nervosismo, sendo assim este um dos melhores calmantes naturais para a ansiedade. 


Entre alimentos, pequenas mudanças na rotina e pausas estratégicas, são estas as nossas sugestões de calmantes naturais para a ansiedade. Experimente as que lhe parecerem mais adequadas e esperamos que consiga entrar em estado zen. 


Se a saúde é uma prioridade para si, clique aqui.

 

Veja também: