Mónica Carvalho
Mónica Carvalho
13 Fev, 2020 - 14:03

Continente explica como reciclar embalagens

Mónica Carvalho

No âmbito da política de redução do uso de plástico, o Continente está a colocar nas embalagens instruções para reciclar cada produto. Saiba tudo.

continente reciclar embalagens

O Continente, em conjunto com a Sociedade Ponto Verde (SPV), está a colocar em todas as embalagens de produtos de marca própria instruções para reciclar.
Assim, além da indicação de ecoponto, poderá ver em que contentor cada embalagem deve ser colocada. Mas as indicações não se ficam por aqui: dividir frasco e tampa, espalmar as embalagens ou escorrer as garrafas dos iogurtes líquidos são mais alguns dos aspetos que passarão a fazer parte das embalagens dos produtos da marca Continente.

A Sonae MC assinou o Pacto Português para os Plásticos e esta iniciativa ajuda a cumprir com o objetivo de ajudar os clientes a fazer a preparação e a separação das embalagens para reciclagem, sensibilizando para a importância dessa ação e incentivando a adoção de comportamentos mais amigos do ambiente.

“Ainda são mais as embalagens de plástico que vão parar a um aterro do que as que vão para o ecoponto. Existem muitas dúvidas em relação ao processo da reciclagem e à separação dos vários componentes, e as embalagens são um meio privilegiado para esclarecer as questões que temos no exato momento em que estas surgem. Queremos ajudar os nossos clientes a reciclar mais e melhor e, por isso, somos uma vez mais pioneiros na comunicação de boas práticas nas nossas embalagens, tal como fizemos com a introdução do Semáforo Nutricional há mais de 10 anos”, defende Ana Alves, diretora de Marcas Próprias da Sonae MC.

As primeiras embalagens com a nova iconografia já começam a marcar presença nas prateleiras do Continente, prevendo-se que, em dois anos, todos os produtos de marca própria contenham já esta informação. A Sonae MC assumiu ainda o compromisso de tornar todas as embalagens de produtos Continente recicláveis, reutilizáveis ou compostáveis até 2025.