Zoonoses: um perigo para a nossa saúde e dos nossos amigos de 4 patas

As zoonoses são doenças que se transmitem entre animais e pessoas e vice-versa. Saiba mais sobre estas doenças e cuide de si e do seu melhor amigo.

Powered by: Vetecare
Zoonoses: um perigo para a nossa saúde e dos nossos amigos de 4 patas
Conheça as doenças que afetam os animais e o Homem

As zoonoses definem-se como um conjunto de doenças que afetam os animais e podem também ser transmissíveis ao Homem ou ao contrário. Estas doenças podem ser causadas por bactérias, vírus, fungos ou parasitas.

As zoonoses podem ser classificadas de duas maneiras:

  • Antropozoonoses: são doenças típicas de animais mas que podem ser transmitidas ao Homem;
  • Zooantroponozes: são doenças típicas de humanos mas que também podem ser transmitidas aos animais.

 

Zoonoses: grupos de risco


zoonoses gravida

Apesar de qualquer pessoa poder ser afetada por zoonoses, indivíduos com o sistema imunitário deprimido têm maior probabilidade de desenvolver a doença e até desenvolver problemas mais graves relacionados.

Este grupo de pessoas inclui:

  • Pessoas com doenças imunossupressoras;
  • Idosos;
  • Crianças;
  • Grávidas;
  • Pessoas a fazer quimioterapia ou que fizeram transplantes recentemente;
  • Pessoas com medicação imunossupressora;
  • Pessoas com doenças crónicas.

O facto de pertencerem a um grupo de risco não condiciona o facto de terem um animal ou terem contacto com animais. Estas pessoas devem sim, ter cuidados acrescidos em relação à sua saúde e saúde dos seu animais.

Como o contacto com os animais não é o único meio de contágio, estas pessoas devem também ter certos cuidados com a sua alimentação.

Se pertence a um grupo de risco, fale com o seu médico veterinário de forma a que possam ser tomadas medidas profiláticas (preventivas) com o seu animal, evitando que possa infetar-se com alguma zoonose.

Zoonoses: formas de prevenção


zoonoses veterinaria a examinar cao

A melhor forma de evitar zoonoses é manter os seus animais saudáveis e ter uma boa higiene. E pode consegui-lo através de:

Consultas regulares

Para prevenir que o seu animal fique doente ou desenvolva alguma doença, deve fazer check-ups regulares com o seu médico-veterinário e, com o Plano de Saúde animal Vetecare pode poupar em possíveis despesas. Com uma vasta lista de veterinários parceiros por todo o país, este plano vai facilitar o acesso a uma rede de prevenção e cuidados essenciais para o seu melhor amigo, por apenas 13€ por mês.

Desta forma, não só irá manter o seu animal saudável mas também irá detetar alguma doença, mesmo em fase inicial e terá maior probabilidade de tratamento.

Alimentação

Aconselhe-se com o seu médico veterinário acerca da alimentação mais adequada para o seu animal. Deve dar preferência a alimentos próprios para animais e evitar dar alimentos crus.

Desparasitações

Certifique-se de que o seu animal é desparasitado com regularidade. Deve ser feita a desparasitação externa para pulgas, carraças e mosquitos e também a interna para os parasitas internos.

Com o plano de saúde animal da Vetecare conseguirá poupar nestes procedimentos, assegurando assim que o seu melhor amigo é devidamente protegido sem custos elevados.

Cuidados de higiene

Use luvas, lave e desinfecte bem as mãos caso tenha contacto com fezes ou urina dos animais.

Vacinação

Certifique-se que o seu animal tem as vacinas em dia.

As Zoonoses mais comuns


zoonoses cao a dormir

Existem inúmeras doenças transmissíveis entre homem e animais. No entanto as seguintes são as que merecem mais destaque.

Raiva

A raiva é uma doença que afeta todos os mamíferos. Transmite-se através de contacto sanguíneo, normalmente através de uma mordedura.

Tanto nos animais como nas pessoas leva a sintomas neurológicos como agressividade e hidrofobia (medo da água). Também podem apresentar paralisia dos membros, febre, salivação intensa, agitação e depressão mental.

Esta doença pode levar à morte em poucos dias caso não seja tratada. Atualmente em Portugal a vacinação contra a raiva é obrigatória e esta doença está erradicada em Portugal.

Erliquiose

É uma doença infeciosa transmitida através da picada de carraças. Pode dar sintomas como febres altas, cefaleias (dor de cabeça) e mialgias (dores musculares). Pode também disseminar-se pela corrente sanguinea e afetar o rim, coração e cérebro.

A doença pode ser tratada através da administração de antibióticos. No entanto, o melhor é fazer a prevenção através de produtos repelentes.

Doença de Lyme

A Doença de Lyme é também uma doença transmitida através da picada de carraça infetada e é causada por uma bactéria.

Os principais sintomas são:

  • Cefaleias;
  • Inchaço dos linfonofos;
  • Mal estar e fadiga;
  • Febres altas;
  • Calafrios;
  • Rigidez no pescoço e dor nas articulações e músculos.

Também pode ser tratada através da administração de antibióticos e prevenida por repelentes insecticidas.

Salmonelose

É uma doença provocada por uma bactéria, salmonella, transmitida ao homem ou animais através da ingestão de alimentos de origem animal, como carne, ovos e leite, e por ingestão de água contaminada.

Os sintomas de salmonelose são diarreia, dor abdominal e febre.

Toxoplasmose

Doença causada pelo protozoário Toxoplasma Gondii. É transmitida pela ingestão de quistos presentes em águas contaminadas ou fezes de animais contaminados, especialmente gatos, ou ingestão de alimentos (carne) contaminada mal cozinhada.

Geralmente a infeção é assintomática, causando sintomas apenas em pessoas imunodeprimidas. Em grávidas pode também provocar sérias complicações caso não sejam imunes, causando lesões no feto.

Pessoas susceptíveis devem, portanto, evitar a ingestão de alimentos contaminados e ter cuidados extra caso mexam na terra ou diretamente em fezes de animais.

Leptospirose

Procovada por uma bactéria, é transmitida principalmente através da urina de roedores.

Podem surgir sintomas como febre, dores de cabeça, cansaço, vómitos, diarreia. A bactéria pode também afetar o rim e o fígado.

É tratada através de antibióticos específicos.

Leishmaniose

A Leishmaniose é transmitida através da picada de um mosquito (flebótomo) infetado.

Provoca vários sintomas como problemas de pele, anemias, emagrecimento rápido, crescimento exagerado das unhas. Pode também causar lesões nos órgãos internos.

Pode ser prevenida através de repelentes específicos, existindo também uma vacina disponível.

Veja também:

Dra. Patrícia Azevedo Dra. Patrícia Azevedo

Patrícia Azevedo é médica veterinária natural de Braga. Desde a sua infância que é apaixonada por animais e sempre teve a ambição de ser médica veterinária. Trabalhou como voluntária em associações de proteção e ajuda a animais errantes desde os 11 anos de idade . Iniciou o seu percurso como estudante desta área na Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro e concluiu os seus estudos no Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar. Tem três gatos e uma cadela retirados da rua. Trabalha atualmente na sua cidade natal, em medicina e cirurgia de pequenos animais.