Publicidade:

Whippet: tudo o que precisa de saber sobre esta raça

Como qualquer galgo, o Whippet adora alongar as suas pernas, por isso nada melhor que umas boas corridas ao ar livre, na companhia de quem mais ama. Sim, porque ele vai querer estar sempre o mais perto possível do dono, seja em momentos de diversão, seja em casa, debaixo do cobertor, desfrutando do calor e do conforto.

 
Whippet: tudo o que precisa de saber sobre esta raça
Um galgo pequeno, mas rápido.

O Whippet é um dos galgos mais leves, apresentando um tamanho reduzido quando comparado com outras raças do mesmo grupo. Devido à sua aparência, muitos consideram-no uma versão em miniatura do Greyhound, que até se acredita ter tido origem na sua criação.

Embora o Greyhound seja considerado o mais veloz dos cães, o desempenho do Whippet é proporcionalmente melhor em relação ao seu congénere. Capaz de alcançar distâncias de até 60 km/hora em segundos, consegue ficar com as quatro patas no ar duas vezes durante a corrida.

Características gerais do Whippet


Grupo: Grupo 10 – Galgos

Finalidade: cão de corrida e de companhia

Ambiente ideal: apartamento ou casa

País de Origem: Grã-Bretanha

Porte: pequeno

Altura: de 44cm a 51cm

Peso ideal: de 9kg a 14kg

Cor: qualquer cor ou mistura de cores, nas quais se incluem bege, cinza, preto e branco, podendo ser unicolores, bicolores ou tricolores

Esperança Média de Vida: entre 12 a 15 anos

Preço médio: de 350€ a 830€

 

Características específicas do Whippet


O Whippet tanto adora uma boa corrida, sendo o cão ideal para praticantes de jogging, como não perde uma oportunidade para se enroscar com os donos no sofá ou mesmo dentro da sua cama, adaptando-se muito bem a um ambiente de apartamento. Esta raça é bastante asseada e não possui aquele cheiro característico dos cães.

Como aprecia bastante o conforto e o quente da casa, não vai dar grandes sinais de que precisa de passeios, mas, como qualquer galgo, precisa de correr para libertar a sua energia. É aconselhável, portanto, dar-lhe a oportunidade de o fazer pelo menos uma vez por dia, num espaço controlado e delimitado, ou podem sair disparados se virem algo que desperte a sua atenção.

Energia
Inteligência
Tolerância ao frio
Tolerância ao calor
Cuidados de higiene
Queda de pelo
Tendência para problemas de saúde
Facilidade de aprendizagem
Socialização com crianças
Socialização com estranhos
Socialização com cães
Socialização com gatos

Fases da vida do Whippet


Bebé

0 – 8 meses

Adulto

8 meses – 12 anos

Idoso

12 – 15 anos

 

Físico do Whippet


Whippet

Combinam na perfeição a força muscular com um aspeto gracioso e elegante. Embora sejam leves e magros, os Whippets possuem uma musculatura bem desenvolvida, principalmente nas patas traseiras, responsáveis pelo arranque na corrida.

O peito é alto e as costelas bem arqueadas. A cabeça, longa e fina, estreita em direção ao focinho, que também é comprido. As orelhas, pequenas, devem apresentar-se em forma de pétala de rosa e nunca espetadas.

Temperamento do Whippet


Afetuoso, calmo e dedicado: características que fazem do Whippet um excelente cão de companhia, extremamente ligado aos donos. A sua carência e dependência fazem com que possa sofrer mais facilmente de ansiedade de separação.

Como é muito sensível, pode ficar melindrado com um tratamento áspero ou correções mais severas, tornando-se medroso e inseguro.

É tranquilo com crianças e outros cães, mas o mesmo não acontece com animais pequenos, que vê como presas.

Problemas de Saúde do Whippet


Coração

  • Doenças cardíacas.

Pele

  • Por serem magros e finos, são propensos a cortes e lesões na pele.
  • Alergias.

Outros

  • Por terem uma baixa percentagem de gordura corporal, podem ser sensíveis a determinados medicamentos (cortisona, pó anti-pulgas, tranquilizantes, anestesia).

 

Cuidados a ter com o Whippet


Temperatura

  • São muito sensíveis ao frio, devendo usar roupas caninas durante o Inverno.

Dentes

  • Escove duas vezes por semana.

Alimentação

  • Controle as refeições do Whippet enquanto ele é cachorro pois tende a “esquecer-se” de comer, distraindo-se com brincadeiras.

 

Origem do Whippet


A história do Whippet é relativamente recente: acredita-se que tenha surgido no século XIX, quando os trabalhadores do Norte de Inglaterra decidiram cruzar Greyhounds e Terriers, com o objetivo de obter um cão especialista na caça à lebre e ao coelho.

Com a revolução industrial, muitos camponeses migraram para a cidade e levaram consigo os cães. Na mesma altura, o gosto dos ingleses pelas corridas crescia e os operários, percebendo que o Whippet perseguia uma lebre falsa e um pedaço de pano com a mesma determinação, passaram a fazer apostas. Esta raça passou então a ser conhecida como o “Greyhound dos pobres”, já que estes últimos eram praticamente exclusivos dos nobres.

Curiosidades sobre o Whippet


O nome da raça deve-se à sua rapidez, que se assemelha a um chicote (Whip em inglês).

Uma mutação genética que se verifica apenas nos Whippets pode dar-lhes uma musculatura desproporcional ou “dupla musculatura”, sendo por isso chamados de “bully” Whippets. Em 2007, uma cadela de nome Wendy com 27 Kg gerou polémica devido a este fenómeno, levando a que muitas pessoas acusassem a sua dona de lhe administrar esteróides.


Conheça mais raças de cães:

Todas as raças de cães

Todas as
raças de cães

Raças de cães pequenos

Raças de
cães pequenos

Raças de cães médios

Raças de
cães médios

Raças de cães grandes

Raças de
cães grandes

Mafalda Braga Mafalda Braga

Depois da licenciatura em Comunicação Social e Cultural e do mestrado em Media e Jornalismo, tirados na Universidade Católica Portuguesa, fez um estágio na extinta Rádio Clube Português e outro na Revista Máxima, onde ficou a trabalhar durante cinco anos e meio. Passou ainda pela Revista Must, suplemento do Jornal de Negócios, e atualmente é jornalista freelancer. Além desta área, tem uma grande paixão por cinema, viagens, animais e comida, de preferência com muito sol a acompanhar.

O Vida Ativa disponibiliza e atualiza informação, não presta serviços de aconselhamento nutricional, de saúde ou de treino. O Vida Ativa não é proprietário nem responsável pelos produtos e serviços de terceiros apresentados, por conseguinte não será responsável por quaisquer perdas ou danos que possam resultar de quaisquer imprecisões ou omissões. A informação está atualizada até à data apresentada na página e é prestada de forma geral, tratando-se de textos meramente informativos, pelo que não constitui nem dispensa a assistência profissional qualificada e individualizada. Caso pretenda sugerir uma atualização, por favor, envie-nos a sua sugestão para: [email protected].