Tonquinês: tudo o que precisa de saber sobre esta raça

O Tonquinês é mais um gato que se originou a partir de duas raças, sendo a opção ideal para quem está indeciso entre um Siamês e um Burmês. Embora ainda não seja totalmente reconhecido, tem vindo a conquistar cada vez mais adeptos, que ficam rendidos aos seus brilhantes olhos azuis e à sua natureza incansável e carinhosa.

Tonquinês: tudo o que precisa de saber sobre esta raça
Dá algum trabalho manter este gato entretido.

Nascido do cruzamento entre o Siamês e o Burmês, o Tonquinês herdou uma mistura das características físicas e comportamentais de ambos, resultando, para muitos, num gato que combina o melhor das duas raças. A sua personalidade é típica de um felino oriental, com alguma teimosia à mistura, embora os admiradores da raça o qualifiquem como o mais afetuoso de todos os gatos domésticos.

Características gerais do Tonquinês


Grupo: Gatos de pelo curto

País de Origem: América do Norte (Estados Unidos da América e Canadá)

Porte: médio

Peso ideal: de 2,75kg a 5,5kg

Cor: O padrão preferido é o mink (vison), exclusivo da raça, variando entre o chocolate, o azul, o lilás e o creme. Também há padrões pointed (típico do siamês), com as extremidades do corpo pretas.

Esperança Média de Vida: de 10 a 16 anos

Preço médio: de 500€ a 980€

 

Características específicas do Tonquinês


Embora goste de se manter longas horas ao colo, o Tonquinês é uma raça plena de energia e vontade de explorar, pelo que os donos devem tornar a casa “à prova de gato”, sobretudo quando se ausentarem. O seu caráter curioso e ativo fazem com que esteja sempre disposto a sair à rua, onde aprecia dar longos passeios, mas é preciso mantê-lo afastado dos carros, pois não tem tanta noção do perigo como outras raças felinas.

O mais importante é dar-lhe espaço e atividades para se exercitar, pois tende a ficar entediado facilmente se não tiver distrações suficientes. As suas brincadeiras constantes, por seu lado, têm a capacidade de entreter e divertir quem os observa.

Quando os donos chegam a casa, o Tonquinês costuma ir recebê-los e não é incomum vê-lo em cima dos seus ombros ou de algum outro lugar alto, pois adoram saltar.

Energia
Inteligência
Tolerância ao frio
Tolerância ao calor
Cuidados de higiene
Queda de pelo
Tendência para problemas de saúde
Facilidade de aprendizagem
Socialização com crianças
Socialização com estranhos
Socialização com cães
Socialização com gatos

Fases da vida do Tonquinês


Bebé

0 – 16 meses

Adulto

16 meses – 10 anos

Idoso

10 – 16 anos

 

Físico do Tonquinês


tonquines

Imagem: gatosmania.com

O Tonquinês é um gato firme e musculoso, mais pesado do que aparenta, não sendo considerado nem esguio nem compacto. As suas pernas e cauda são compridas, esta última com o mesmo comprimento do corpo. A cabeça, mais arredondada que a do Siamês, apresenta-se mais longa do que larga.

A raça é conhecida pelos seus olhos amendoados de um azul muito claro e límpido, embora também se aceitem tonalidades de verde quando combinados com determinadas pelagens.

Temperamento do Tonquinês


Sociável, afetuoso e inteligente, o Tonquinês precisa de atenção e não gosta de estar sozinho, preferindo uma casa com muito movimento. É habitual vê-lo a “conversar” com os donos, de quem espera alguma reacção. Pode-se dizer que é um gato de dar, mas também de receber, até porque acreditam que a função dos humanos passa exclusivamente por mimá-lo.

Adapta-se bem a ambientes com outros animais de diferentes espécies e, para ele, tudo é um motivo de brincadeira, incluindo a cauda de um cão. A sua personalidade forte pode torná-lo um pouco teimoso e difícil de treinar.

Problemas de Saúde do Tonquinês


Boca

  • Gengivite.

Sistema respiratório

  • Infeções respiratórias (mais comum nos gatinhos).

Intestinos

  • Doença inflamatória intestinal.

Outros

  • Sensível a anestesia, sobretudo enquanto pequeno.

 

Cuidados a ter com o Tonquinês


Dentes

  • Escove os seus dentes uma vez por semana para prevenir qualquer doença periodontal, usando escovas suaves.

Pelo

  • Escove de 15 em 15 dias para retirar os pelos mortos. Esfregá-lo periodicamente com uma flanela ajuda a manter o pelo brilhante.

 

Origem do Tonquinês


O Tonquinês é um gato que resulta do cruzamento entre o Siamês e o Burmês. Supõe-se que esse cruzamento se tenha dado de forma natural há centenas de anos, já que estas duas raças provêm de zonas muito próximas (Tailândia e Birmânia, antiga Myanmar). Gatos com características semelhantes às do Tonquinês aparecem descritos em documentos antigos do período de Ayudha, compreendido entre os anos 1358 e 1767.

Contudo, o seu verdadeiro desenvolvimento ter-se-á dado no início do século XX na América do Norte, quando a gata Wong Mau foi importada para os Estados Unidos em 1930. O objetivo dos criadores era separar a coloração castanha do Burmês, embora hoje se saiba que ela era, na verdade, a primeira Tonquinês.

Perto de 1960, já o Siamês e o Burmês eram raças bem definidas e Jane Barletta, dos EUA, decidiu criar um gato que se encontrasse no meio das duas. Para isso contou com a ajuda de Margaret Conroy, do Canadá, originando assim os primeiros exemplares tonquineses que, na altura, eram conhecidos por Siameses Dourados.

Curiosidades sobre o Tonquinês


Desde que o Tonquinês se tornou popular, é difícil satisfazer a procura por determinadas cores e características, sobretudo porque o seu cruzamento apresenta uma particularidade: a união de dois gatos de raça pura oferece, de acordo com as leis da genética, uma descendência homogénea do ponto de vista morfológico, mas heterogénea a nível de padrões. É muito comum encontrar numa ninhada apenas dois gatos de padrão Tonquinês por um de padrão Siamês e um de padrão Burmês.

O nome do Tonquinês refere-se à região de Tonkin, no norte do Vietname, sem razão aparente, já que a raça não tem nenhuma ligação com essa zona do mundo.


Conheça mais raças de gatos:

Todas as raças de gatos

Todas as
raças de gatos

Raças de gatos sem pelo

Raças de gatos
sem pelo

Raças de gatos de pelo curto

Raças de gatos
de pelo curto

Raças de gatos de pelo longo

Raças de gatos
de pelo longo

Mafalda Braga Mafalda Braga

Depois da licenciatura em Comunicação Social e Cultural e do mestrado em Media e Jornalismo, tirados na Universidade Católica Portuguesa, fez um estágio na extinta Rádio Clube Português e outro na Revista Máxima, onde ficou a trabalhar durante cinco anos e meio. Passou ainda pela Revista Must, suplemento do Jornal de Negócios, e atualmente é jornalista freelancer. Além desta área, tem uma grande paixão por cinema, viagens, animais e comida, de preferência com muito sol a acompanhar.

O Vida Ativa disponibiliza e atualiza informação, não presta serviços de aconselhamento nutricional, de saúde ou de treino. O Vida Ativa não é proprietário nem responsável pelos produtos e serviços de terceiros apresentados, por conseguinte não será responsável por quaisquer perdas ou danos que possam resultar de quaisquer imprecisões ou omissões. A informação está atualizada até à data apresentada na página e é prestada de forma geral, tratando-se de textos meramente informativos, pelo que não constitui nem dispensa a assistência profissional qualificada e individualizada. Caso pretenda sugerir uma atualização, por favor, envie-nos a sua sugestão para: [email protected].