Publicidade:

Que tipos de hérnias existem? Conheça-as a todas

A hérnia ocorre pelo deslocamento de um órgão, ou parte dele, através de uma zona enfraquecida no músculo ou tecido. Existem diversos tipos de hérnias.

 
Que tipos de hérnias existem? Conheça-as a todas
A hérnia inguinal é o tipo de hérnia mais frequente.

Existem diferentes tipos de hérnias, nomeadas de acordo com a sua localização. As mais frequentes são:

  • Hérnia inguinal;
  • Hérnia umbilical;
  • Hérnia femoral;
  • Hérnia do hiato;
  • Hérnia epigástrica;
  • Hérnia incisional;
  • Hérnia discal;
  • Outras.

 

VAMOS CONHECER OS DIVERSOS TIPOS DE HÉRNIAS…


1. HÉRNIA INGUINAL

tipos de hernias inguinais

As hérnias inguinais desenvolvem-se na região da virilha, entre o baixo ventre e a parte superior da coxa. Ocorre quando parte do revestimento da cavidade abdominal ou uma parte do intestino se insinua através de um ponto de fraqueza nos músculos abdominais.

A hérnia inguinal pode ser assintomática. Contudo, é possível ver ou sentir a saliência criada pela hérnia sobretudo na posição de pé, tossindo ou fazendo um esforço.

Pode ocorrer uma sensação de ardor, dor, desconforto, peso ou fraqueza na região da virilha.

2. HÉRNIA FEMORAL

São os tipos de hérnias que as mulheres têm mais probabilidade de desenvolver do que os homens. Ocorre quando uma parte do intestino atravessa uma área enfraquecida no músculo da coxa, logo abaixo da virilha.

A hérnia femoral geralmente causa um nódulo que pode ser doloroso e geralmente são tratadas com cirurgia.

3. HÉRNIA UMBILICAL

tipos de hernias umbilical

Uma hérnia que se projeta na área do umbigo é designada como hérnia umbilical. Embora adultos possam desenvolver estes tipos de hérnias, são bastante mais comuns em bebés.

A protuberância (inchaço) é normalmente visualizada quando o bebé chora ou se move para a posição sentada.

Geralmente, os bebés com hérnias umbilicais não precisam de tratamento. Desaparecem quando os músculos da parede abdominal ficam mais fortes, normalmente no momento em que a criança tem 1 ano de idade.

4. HÉRNIA DO HIATO

Também designada como hérnia diafragmática, ocorre quando parte do estômago se projeta através do diafragma para a cavidade torácica. O diafragma que é o músculo que divide a área abdominal do tórax.

Estes tipos de hérnias são mais comuns em pessoas com mais de 50 anos, obesas e fumadoras.

5. HÉRNIA EPIGÁSTRICA

tipos de hernias epigastrica

As crianças são mais propensas a contrair hérnias epigástricas, que ocorrem quando os tecidos fibrosos no abdómen não se fecham completamente à medida que a criança se desenvolve.

Normalmente, a cirurgia é necessária para fechar a abertura do tecido abdominal e tratar a hérnia epigástrica.

6. HÉRNIA INCISIONAL

Uma hérnia incisional ocorre quando uma hérnia se forma através de uma cicatriz de uma cirurgia abdominal. Geralmente um órgão abdominal, na maioria das vezes O intestino, empurra a área enfraquecida pela cirurgia e pela cicatriz e causa uma protuberância.

7. HÉRNIA DISCAL

tipos de hernias hernia discal

Estes tipos de hérnias em particular localizam-se na coluna vertebral. Começa com uma dor nas costas (lombalgia), que pode durar meses, até surgir uma nova dor muito violenta, num membro inferior.

A hérnia discal ocorre quando o núcleo sai para fora do anel externo em direção ao canal espinal, comprimindo os nervos. Estes são muito sensíveis à pressão, daqui resultando dor, adormecimento ou perda de força numa ou em ambas as pernas.

QUAIS SÃO AS CAUSAS COMUNS AOS DIVERSOS TIPOS DE HÉRNIAS?


tipo de hernias tosse cronica

As hérnias são causadas por uma combinação de fraqueza muscular e tensão. Dependendo da causa, uma hérnia pode desenvolver-se rapidamente ou por um longo período de tempo.

Causas comuns de fraqueza muscular incluem:

  • Tosse crónica;
  • Dano por lesão ou cirurgia;
  • Falha congénita na parede abdominal.

Além disso, existem fatores que sobrecarregam o corpo, podendo causar uma hérnia, especialmente se os músculos estiverem já fragilizados, incluindo:

  • Estar grávida, uma vez que coloca pressão no abdómen;
  • Obesidade, uma vez que também aumenta a pressão na zona abdominal;
  • Sofrer de obstipação, o que faz com que seja necessário um esforço maior para defecar;
  • Levantar objetos pesados sem estabilizar os músculos abdominais.

Veja também:

Farmacêutica Cátia Rocha Farmacêutica Cátia Rocha

Cátia Rocha é farmacêutica. Como apaixonada pela profissão, acredita na importância da educação para a saúde e num papel interventivo dos profissionais de modo a transmitir conhecimentos que considera importantes e fundamentais para o bem-estar da população. É Mestre em Ciências Farmacêuticas pelo Instituto Superior de Ciências da Saúde do Norte e exerce atualmente o cargo de farmacêutica na Farmácia Agra.

O Vida Ativa disponibiliza e atualiza informação, não presta serviços de aconselhamento nutricional, de saúde ou de treino. O Vida Ativa não é proprietário nem responsável pelos produtos e serviços de terceiros apresentados, por conseguinte não será responsável por quaisquer perdas ou danos que possam resultar de quaisquer imprecisões ou omissões. A informação está atualizada até à data apresentada na página e é prestada de forma geral, tratando-se de textos meramente informativos, pelo que não constitui nem dispensa a assistência profissional qualificada e individualizada. Caso pretenda sugerir uma atualização, por favor, envie-nos a sua sugestão para: [email protected].