Como ter momentos a dois depois do nascimento de um bebé?

A rotina de um casal após o nascimento de um bebé é cansativa e desgastante. Vamos dar algumas dicas para ter momentos a dois depois do nascimento de um bebé.

Como ter momentos a dois depois do nascimento de um bebé?
O que muda quando os filhos nascem?

A transição para a parentalidade implica a reorganização da vida do casal e a preparação para a tarefa conjunta de cuidar do bebé. Como ter momentos a dois depois do nascimento de um bebé passa a ser um dos principais quebra-cabeças dos casais embora, muitas vezes, se centrem no novo elemento familiar e descurem da relação conjugal.

O bebé chegou! Mudanças no relacionamento do casal


O nascimento de um bebé é tido como um dos acontecimentos mais importantes e marcantes na vida da família.

Contudo, pode também ser uma fonte de stress pelas exigências da prestação de cuidados, e pela reorganização individual, conjugal, familiar e profissional que exige.

As mudanças que ocorrem a nível familiar, após a chegada de um filho, são imensas

ter momentos a dois depois do nascimento de um bebe e partilhar tarefas

Aliás, já antes do nascimento o bebé vai construindo o seu espaço através do imaginário e das fantasias dos pais.

Os níveis de stress que a reorganização familiar implica são, naturalmente, variáveis de casal para casal. De qualquer modo, é um processo que implica sempre descentração e o assumir de novos papéis.

Com a transição para a parentalidade o casal necessita unir-se nas tarefas de educação dos filhos, nas tarefas financeiras e domésticas, por meio de constantes negociações.

Absorvidos por todas estas mudanças e tarefas, os pais sentem não ter tempo para si mesmos e não conversam sobre como ter momentos a dois depois do nascimento de um bebé, o que acaba por ter consequências na relação conjugal.

O nascimento de um filho redefine a relação conjugal

casal a discutir

Devido à alteração na estrutura familiar ser tão significativa, não é de surpreender que esta venha a ter reflexos ao nível do relacionamento do casal.

Se por um lado, o nascimento de um filho é um marco de consolidação de um projeto de vida a dois, por outro lado, uma fraca e inadequada adaptação a este novo papel pode, em alguns casais, representar um obstáculo à relação conjugal.

Diferentes estudos mostram que, em média, a satisfação conjugal é mais alta no início do casamento, declina quando o primeiro filho nasce e volta a crescer novamente quando os filhos se tornam adolescentes e começam a deixar a casa dos pais.

Referem ainda que não é a transição em si que provoca um declínio na relação conjugal. Acreditam que a forma como cada casal se relaciona antes do nascimento do filho determina a maneira como atravessam a transição.

Tendo em conta a vulnerabilidade que a passagem para a parentalidade pode representar para a relação conjugal importa que o casal reflita sobre como ter momentos a dois depois do nascimento de um bebé.

Como ter momentos a dois depois do nascimento de um bebé


casal unido a passear

Siga as seguintes dicas para ter momentos a dois depois do nascimento de um bebé e vai ver que tudo vai melhorar na sua relação:

  1. Planear, partilhar e gerir sentimentos e tarefas;
  2. Partilhar emoções e afetos um pelo outro;
  3. Ser uma equipa coesa: alternem as idas ao quarto do bebé à noite ou as visitas ao médico;
  4. Comunicar um com o outro: uma comunicação clara e aberta é fundamental para uma boa vivência a dois; partilhem aquilo que pensam e sentem, expressem os vossos medos e expectativas; aumentem a confiança mútua e a intimidade;
  5. Sair da rotina e encontrar atividades para fazer a dois: um dia por semana para poderem sair sozinhos;
  6. Preparar surpresas um ao outro: usem a imaginação e pensem no que o outro elemento do casal gosta;
  7. Brincar e rir juntos: não descurem do sentido de humor;
  8. Manter viva a sensualidade e a atração física: conversem sobre as vossas necessidades e receios no que respeita à intimidade sexual;
  9. Celebrar a relação: sempre e de forma criativa;
  10. Manter o contacto com os amigos;
  11. Rodear-se de amigos que já passaram pela mesma situação: a troca de experiências é positiva;
  12. Reservar tempo individual para cada elemento do casal;
  13. Aceitar ajuda externa: um erro comum a grande parte dos casais passa por se fecharem e não aceitarem ajuda de profissionais, familiares ou amigos; criem uma rede de apoio;
  14. Nada de sentimentos de culpa: desde que esteja bem tratado o bebé não dará pela sua falta; cuidarão melhor do bebé quanto melhor estiverem emocionalmente.

Veja também:

Psicóloga Ana Graça Psicóloga Ana Graça

Mestre em Psicologia, pela Universidade do Minho, com a dissertação “A experiência de cuidar, estratégias de coping e autorrelato de saúde”. Especialização (Pós-Graduada) em Neuropsicologia Clínica, Intervenção Neuropsicológica e Neuropsicologia Geriátrica. Membro efetivo da Ordem dos Psicólogos Portugueses, com especialidade em Psicologia Clínica e da Saúde e Neuropsicologia. Para além da Psicologia é apaixonada por viagens, leitura, boa música, caminhadas ao ar livre e tudo o que proporcione felicidade!

Cofidis