Mas afinal, o tamanho importa ou nem por isso?

9,85 centímetros é o comprimento médio do pénis do homem português em flacidez. Mas afinal, o tamanho importa ou nem por isso? Vamos descobrir!

Mas afinal, o tamanho importa ou nem por isso?
Sabe qual é o tamanho médio do pénis nos homens portugueses?

São vários os estudos que abordam as características morfométricas do pénis. De uma forma geral, estes estudo acabam por concluir que existem dimensões penianas muito variáveis, embora sempre dentro de um intervalo determinado. Mas será que o tamanho do pénis tem assim tanta importância? As opiniões dividem-se!

O tamanho do pénis!


Como já foi referido, existem vários estudos acerca do tamanho do pénis, sendo que um dos mais antigos data de 1899. Esta investigação mediu o comprimento do pénis em flacidez em 50 homens, todos de raça branca, com idade média de 26 anos. A média do comprimento foi de 9,51 cm.

Posteriormente, em 1942, procuraram pela primeira vez conhecer a dimensão do pénis em ereção, medindo-o em estiramento máximo, numa população reduzida, não clínica, de 54 homens, de raça branca, com idade média de 22 anos. Encontraram o valor médio de 13,02 cm para o pénis em estiramento.

Mais recentemente, em 1998, um estudo brasileiro de grande dimensão estudou as dimensões do pénis em flacidez e após ereção fármaco-induzida. Os resultados encontrados revelaram valores médios de 9,2 cm para o comprimento em flacidez e 14,8 cm em ereção.

No ano de 2004 foi publicado um estudo com uma amostra portuguesa que contava com 498 homens aleatoriamente selecionados de entre a população de jovens adultos que é submetida à inspeção militar, cuja idade variava entre os 18 e os 25 anos. Foram avaliados os seguintes critérios em todos os indivíduos: comprimento do pénis flácido, perímetro do pénis flácido e comprimento em máximo estiramento.

De acordo com os resultados da investigação, a dimensão do pénis em flacidez e em estiramento apresentou uma distribuição bastante regular: o comprimento médio do pénis em flacidez foi de 9,85 cm, com um perímetro médio de 9,39 cm; o valor médio do comprimento em estiramento foi de 15,14 cm.

A análise das dimensões penianas dos homens de raça negra que integravam a amostra revelou valores superiores à média da amostra: o comprimento em flacidez foi de 11,90 cm, o perímetro em flacidez de 10,09 cm e o comprimento em estiramento foi de 17,64 cm.

Tamanho do pénis em relação à altura

Tendo em conta a altura, os homens mais baixos possuíam o comprimento peniano em flacidez de 9,75 cm, o perímetro em flacidez de 9,15 cm e o comprimento em estiramento de 14,62 cm.

Já os homens mais altos apresentaram o comprimento em flacidez de 10,04 cm, o perímetro em flacidez de 9,63 cm e o comprimento em estiramento de 15,39 cm.

Tamanho do pénis em relação ao peso

As dimensões dos pénis dos homens mais gordos revelaram o comprimento em flacidez de 8,42 cm, o perímetro em flacidez de 8,84 cm e o comprimento em estiramento de 13,24 cm.

Por sua vez, os homens mais magros revelaram dimensões significativamente maiores, com o comprimento em flacidez de 10,08 cm, o perímetro em flacidez de 9,39 cm e o comprimento em estiramento de 15,39 cm.

Mas afinal, o tamanho importa ou nem por isso?


tamanho casal na cama

De facto, o tamanho do pénis continua a ser uma preocupação para muito elementos do sexo masculino, mas será que esta preocupação tem fundamento? A maioria dos especialistas acredita que não!

Para muitos homens, e também para muitas mulheres, ainda perdura o mito de quanto maior é o pénis, maior o prazer que este é capaz de proporcionar. De acordo com este mito, homens com um pénis de tamanho inferior à média têm maiores dificuldades em estar à altura da ocasião e são menos cobiçados.

Contrariando este mito obsoleto, os especialistas referem que o tamanho do pénis apenas é relevante quando estamos perante situações que podem trazer consequências ao nível da saúde e bem-estar, como no caso de um micropénis (menos de 6,2 centímetros quando está flácido e menos de 10,9 centímetros quando em ereção) ou de um megapénis (mais de 13,6 centímetros quando está flácido e mais de 19,5 centímetros quando ereto).

Assim, com a exceção destas situações limite, o tamanho do pénis parece não ser assim tão determinante. Mais ainda, os especialistas afirmam que se houvesse relação entre o prazer e a dimensão do pénis, seria em relação ao diâmetro e não ao comprimento, já que é o diâmetro que permite o contacto com a parede vaginal.

Em suma…


Apesar dos vários estudos já realizados e da maior difusão da opinião de diversos especialistas que contrariam os mitos acerca do tamanho do pénis, ainda são muitos os homens que acreditam que a virilidade está relacionada com a dimensão do pénis.

Todavia, mais que o tamanho do pénis, o que importa é o homem por detrás do mesmo, que não deve centrar-se excessivamente em si e no seu órgão sexual, esquecendo que habitualmente o sexo é uma relação a dois.

Veja também:

Psicóloga Ana Graça Psicóloga Ana Graça

Mestre em Psicologia, pela Universidade do Minho, com a dissertação “A experiência de cuidar, estratégias de coping e autorrelato de saúde”. Especialização (Pós-Graduada) em Neuropsicologia Clínica, Intervenção Neuropsicológica e Neuropsicologia Geriátrica. Membro efetivo da Ordem dos Psicólogos Portugueses, com especialidade em Psicologia Clínica e da Saúde e Neuropsicologia. Para além da Psicologia é apaixonada por viagens, leitura, boa música, caminhadas ao ar livre e tudo o que proporcione felicidade!