Senior Emergency: a aplicação a ter em caso de emergência!

Consciente do número crescente de idosos em Portugal e da ajuda necessária a esta população, nasceu a Senior Emergency. Descubra tudo sobre esta aplicação.

Senior Emergency: a aplicação a ter em caso de emergência!
Saiba tudo sobre esta importante aplicação.

De acordo com a “Por Data”, em 2016 haviam 148,7 idosos por cada 100 jovens na população portuguesa, que está, assim, com uma camada sénior cada vez maior e que requer cuidados. A pensar nisso, nasceu a Senior Emergency.

Trata-se de uma aplicação gratuita, pensada e criada em Portugal, que, através da sua interface simples e intuitiva, visa ajudar todas as pessoas em situações de emergência, especialmente as pessoas mais idosas.

Como funciona a Senior Emergency?


Senior Emergency

Fonte: Play Store

A aplicação está disponível na Play Store e, após download no telemóvel do sénior, poderá proceder à introdução e gravação do número de um familiar ou amigo próximo, que será a pessoa a contactar em caso de emergência, seja uma queda, doença súbita ou outra situação que o idoso considere estar em perigo e a precisar de ajuda.

Após ter criado esse registo, será possível efetuar uma chamada de emergência para o número introduzido. Em paralelo com a chamada, é também enviado uma mensagem escrita, de forma automática, com as coordenadas geográficas do local onde a pessoa se encontra.

Além da possibilidade de contactar de forma automática e apenas com recurso a um toque, a aplicação dispõe também de linhas de atendimento geral, nomeadamente, a linha do medicamento, linha de apoio à vítima e a linha do serviço nacional de saúde.

Desta forma, com a instalação da aplicação Senior Emergency é possível o contacto imediato da pessoa em situação de emergência com o seu familiar, fornecendo-lhe em simultâneo a sua localização, permitindo, assim, a rápida atuação que pode ser preponderante em determinadas situações.

> Para descarregar a aplicação para android aceda aqui.

A população idosa em Portugal


auxilio ao idoso

Em 1970, a esperança média de vida à nascença era de 67,1 anos. Em 2016, esse valor aumentou exponencialmente para 80,8 anos.

Além disso, de acordo com as estimativas do portal “Por Data”, no final de 2017, existiam em Portugal 2.213.274 idosos com mais de 65 anos, para um total de 10.562.178 de portugueses. Números que provam bem o quão mais vivemos e o peso que a população sénior tem na população portuguesa. E estes dados terão consequências no país, pelo que o agravamento do envelhecimento da população deve ser compensado pelo aumento da natalidade.

Outra das principais consequências do envelhecimento populacional é o aumento do nível de dependência dos idosos e que leva a questionar se Portugal terá capacidade para ter estabilidade ao nível económico e financeiro que chegue para preservar e assegurar boas condições de vida para a sua população.

Veja também: