Sarcopenia: fruto do envelhecimento ou um problema patológico?

Conforme a idade vai avançando, vamos sofrendo perda de força e massa muscular. A este processo dá-se o nome de sarcopenia.

Sarcopenia: fruto do envelhecimento ou um problema patológico?
Este problema está associado ao processo de envelhecimento.

A sarcopenia consiste na perda de massa muscular associada ao processo de envelhecimento. Conforme a idade vai passando, é normal que comecemos a perder massa muscular. No entanto, esta patologia refere-se à perda de massa muscular fora dos parâmetros normais.

Esta condição afeta o equilíbrio, a marcha e as habilidades gerais para realizar as atividades diárias. Durante muito tempo, pensava-se que esta deterioração muscular era inevitável. Atualmente, começam a surgir tratamentos que podem prevenir ou abrandar este processo.

Sintomas de sarcopenia


sarcopenia e perda de massa muscular

As pessoas que sofrem deste problema experienciam, muitas vezes, perda de força e energia. Isto pode afetar a sua capacidade de realizar atividades físicas. Uma redução na atividade leva, por sua vez, a uma maior perda de massa muscular.

Causas da sarcopenia


celulas do sistema nervoso

Uma das causas comuns da sarcopenia é a diminuta atividade física realizada ao longo do dia. Contudo, ainda que seja menos frequente, existem pessoas com estilos de vida ativos, que podem ser diagnosticados com esta patologia. Este facto sugere que podem haver outras razões para o seu desenvolvimento.

Os investigadores acreditam que outras causas possíveis para a sarcopenia incluem:

  • Redução do número de células nervosas que enviam sinais do cérebro para os músculos se moverem;
  • Diminuição dos níveis hormonais;
  • Deterioração da habilidade de converter proteína em energia;
  • Baixo consumo diário de calorias e proteínas.

 

Tratamento da sarcopenia


1. Exercício

senior a praticar exercicio

O tratamento principal da sarcopenia é o exercício físico. Investigadores identificaram o treino de força como um tipo de exercício específico benéfico para as pessoas que sofrem desta doença. Este treino está preparado para desenvolver força muscular e energia usando bandas de resistência e pesos.

O treino de força também pode ajudar a equilibrar os níveis hormonais. Está provado que esta prática ajuda a melhorar a capacidade de converter proteína em energia, em pessoas de idade mais avançada. Estes resultados podem ser observados apenas com duas semanas de treino.

É importante trabalhar com um treinador qualificado ou um fisioterapeuta, de forma a preparar o melhor plano de exercício adequado a cada situação. A frequência e intensidade de exercício é importante, para que seja tirado o maior partido possível do mesmo, sem que sejam provocados danos secundários.

2. Terapia hormonal de substituição (THS)

Terapia hormonal de substituicao

A terapia hormonal de substituição pode ajudar a aumentar a massa corporal magra, diminuir a gordura abdominal e prevenir a deteriorização óssea em mulheres na menopausa. No entanto, a utilização da THS é várias vezes debatida uma vez que está associada ao aumento do risco de alguns cancros e outros problemas graves de saúde.

3. Tratamentos em estudo

importancia da vitamina D

Existem alguns tratamentos ainda em estudo:

  • Suplementos de hormona de crescimento;
  • Suplementos de testosterona;
  • Vitamina D;
  • Inibidores da enzima de conversão da angiotensina;

Se estes tratamentos provarem ser úteis no tratamento da sarcopenia, poderão ser utilizados em conjunto com o treino de resistência.

Prevenção da sarcopenia


casal a caminhar ao ar livre

A falta de atividade física é a causa mais comum por trás desta doença. Assim sendo, manter-se fisicamente ativo pode ajudar a diminuir a possibilidade de vir a ter sarcopenia. Cerca de 30 minutos de exercícios físico moderado por dia, como caminhada ou jogging, é o suficiente para contribuir para manter o corpo a trabalhar saudável.

Para que o exercício físico seja eficiente, é importante manter uma alimentação apropriada. Várias investigações demonstram que o consumo de uma maior quantidade de proteína está associada à diminuição do risco de desenvolvimento de sarcopenia. Alguns suplementos alimentares também provaram ser úteis na prevenção desta patologia, tais como:

  • Creatina: para ajudar a aumentar e manter a massa muscular;
  • Vitamina D: para manter os ossos e tecido muscular saudáveis;
  • Whey protein (proteína de soro de leite): para ajudar a preservar a massa corporal.

Veja também:

Enfª Isabel Silva Enfª Isabel Silva

Isabel Silva é enfermeira por paixão, licenciada pela Escola Superior de Enfermagem do Porto. Sempre quis seguir a área da saúde e acredita que a informação é uma ferramenta essencial para a saúde da população, e que cabe aos profissionais de saúde transmiti-la de forma relevante e fidedigna para que cada indivíduo seja capaz de tomar decisões importantes relativamente à sua saúde e ao seu bem-estar.