Salicórnia: uma alternativa vegetal ao consumo de sal

A salicórnia é uma planta que tem a capacidade de atribuir um sabor salgado a variadíssimas preparações culinárias, e é mais saudável que o sal tradicional.

Salicórnia: uma alternativa vegetal ao consumo de sal
O "sal verde" que deve conhecer.

Hoje apresentamos-lhe a salicórnia, uma alternativa saudável ao consumo de sal.

Apesar de ainda não ser muito conhecida, a verdade é que tem vindo a conquistar as cozinhas dos portugueses e cada vez mais desperta a curiosidade de quem ouve falar dela.

O uso de salicórnia como substituto do sal de cozinha apresenta o benefício de ajudar a reduzir a quantidade de sódio fornecido pelas preparações culinárias. O sódio é um dos principais minerais responsáveis por provocar um conjunto de doenças do foro cerebrovascular.

O que é a salicórnia?


salicornia

A salicórnia é uma planta de folhas verdes, em forma de escama, que cresce naturalmente em ambientes com elevado teor de sódio, como é o caso das zonas costeiras, rias e junto a salinas. Em Portugal, desenvolve-se principalmente nas zonas da ria de Aveiro, na ria Formosa e outras zonas do Algarve.

A salicórnia produz caules suculentos de cerca de 40 cm e com sabor salgado, devido à absorção direta do sal do local onde se desenvolve. Pela presença dos seus caules carnudos, também poderá ser denominada por “espargo do mar”.

Também há quem a chame de “sal verde” por ser uma alternativa vegetal para o consumo de sal. Mesmo não sendo uma erva aromática, é uma alternativa saudável e que deve fazer parte dos temperos culinários.

Composição nutricional da salicórnia


prato com salicornia

Para além das apreciadas características organoléticas, a qualidade desta planta provém da capacidade de armazenamento dos seus sais, que lhe dão um elevado valor nutricional.

Por cada 100 gramas, fornece cerca de 38 kcal. É rica em ácidos gordos polinsaturados, fibras e minerais (por exemplo, ferro e potássio).

Comparativamente ao sal, a salicórnia possui os seguintes valores de sódio:

  • Salicórnia fresca: possui 1393 miligramas de sódio por 100 gramas
  • Salicórnia seca: possui 9200 miligramas por 100 gramas
  • Salicórnia em pó: possui 18700 miligramas por 100 gramas
  • Sal: possui 40 mil miligramas de sódio por 100 gramas

Apesar de possuir muito menos sódio que o sal marinho, é importante que o seu consumo seja moderado.

Principais benefícios da salicórnia


medidor de tensao arterial

Para além do paladar, a salicórnia possui benefícios para a nossa saúde, tais como:

  • Possui uma ação antioxidante;
  • Possui uma ação diurética;
  • Possui uma ação anti-tumoral;
  • É repositora de eletrólitos;
  • Combate problemas de hipertensão arterial.

O seu benefício mais relevante é o facto de combater os problemas de hipertensão arterial, pois tal como se viu anteriormente, possui quantidades mais reduzidas de sódio do que o sal tradicional, e por isso, ajuda a combater também problemas cardiovasculares.

Como utilizar na culinária a salicórnia?


prato de empadao com salicornia

Até há pouco tempo, esta planta era considerada apenas mais uma “erva daninha”, mas parece que essa designação mudou e para algo bem melhor.

Atualmente, a salicórnia é utilizada em pratos sofisticados dos melhores restaurantes internacionais de luxo, sendo considerada um ingrediente gourmet que não pode faltar.

Tal como vimos anteriormente, a salicórnia pode ser utilizada na cozinha de diversas formas: fresca, seca ou em pó. Caso seja para temperar em cru e cozinhar de seguida, as formas mais adequadas são a seca e em pó.

A salicórnia fresca, que é também a que menos quantidade de sódio possui, devendo ser utilizada apenas no final da preparação culinária de modo a preservar ao máximo as suas propriedades nutricionais.

Pratos adequados para usar salicórnia

O seu sabor especial adapta-se na perfeição em pratos de peixe e marisco. Também a carne, mais concretamente o borrego, beneficia da sua utilização.

As preparações caseiras de caldos, sopas e até saladas são também uma boa forma de utilizar esta planta em detrimento do sal.

A sua utilização na culinária dispensa a adição de sal na totalidade.

Em conclusão…


Até agora já sabia que as ervas aromáticas e as especiarias deviam ser utilizadas como uma alternativa saudável ao consumo de sal, mas a partir de hoje existe mais uma possibilidade, a salicórnia. É mais uma opção para poder escolher para dar sabor aos seus pratos preferidos.

Escolha esta planta e comprove que os seus cozinhados ficam igualmente saborosos, mas com uma pequena diferença: são mais saudáveis.

Veja também: