6 Receitas para receber os amigos com seleção de vinhos para verdadeiros anfitriões

Vai ter um jantar especial em casa? Nós ajudamos a surpreender os seus convidados com receitas para receber os amigos bem como na escolha do melhor vinho.

 
6 Receitas para receber os amigos com seleção de vinhos para verdadeiros anfitriões
Surpreenda os seus amigos.

Gosta de ter sempre a casa cheia? Nós também. Por isso, trazemos-lhe seis receitas para receber os amigos, aqueles que vão encher a sua mesa de alegria. E para lhe facilitar a vida, escolhemos o vinho por si!

Receitas para receber os amigos, práticas, deliciosas e surpreendentes


1. AMEIJÔAS À BULHÃO PATO

Receitas para receber os amigos e Ameijoas a bulhao pato

  • Unidades: 12
  • Tempo total: 35 min.

– Ingredientes –

  • 1kg de Amêijoas
  • 1/2 cebola
  • 2 dentes de alho
  • 4 colheres de sopa de coentros picados
  • 1 malagueta
  • 1 folha de louro
  • 1 copo de vinho branco
  • Sumo de ½ limão
  • Azeite q.b.
  • Sal q.b.

– Modo de preparação –

  1. Colocar as amêijoas a repousar em água com sal durante 30 minutos, para a areia sair.
  2. Cortar a cebola, os alhos em pedaços grandes e refogar ligeiramente numa cataplana com azeite.
  3. Juntar uma malagueta inteira com um corte a meio, talos de coentros e uma folha de louro.
  4. Adicionar as amêijoas, envolvendo-as na cebola e no alho. Aumentar o lume, deitar o vinho (idealmente o mesmo que vai consumir) na cataplana e deixar evaporar. Tapar, baixar o lume e aguardar dois minutos.
  5. Adicionar coentros picados grosseiramente, tapar de novo e esperar 30 segundos. Por fim, acrescentar o sumo de meio limão e sirva.

 

Sugestão de Vinhos

Para este prato, o vinho deve ser leve, fresco e com alguma acidez para contrastar com os sabores do prato.

Espumante Contemporal Branco Bruto ou o Vinho Verde Branco Muros Antigos são duas excelentes opções para acompanhar esta receita.


Contemporal Espumante Branco Bruto

Vinho Verde Branco Muros Antigos Escolha

2. TROUXAS DE ALHEIRA, ESPINAFRES E QUEIJO DE CABRA

trouxas de alheira com espinafres e queijo cabra

  • Unidades: 12
  • Tempo total: 40 min.
  • Temp. Forno: 190ºC

– Ingredientes –

  • 1 alheira de caça
  • 100gr. espinafres frescos
  • 100gr. de queijo de cabra macio
  • 2 dentes de alho picados
  • 1 colher de sopa de azeite
  • 3 colheres de sopa de salsa picada (opcional)
  • 25gr. nozes picadas (opcional)
  • 100gr massa filo comprada
  • Manteiga derretida para pincelar q.b.

– Modo de preparação –

  1. Com uma faca afiada, retirar a pele da alheira de caça. Desfazer em pedaços e reservar.
  2. Cortar o queijo cabra em pequenos pedaços e preparar espinafres frescos.
  3. Numa caçarola colocar o azeite e deixar aquecer um pouco; logo de seguida, juntar o alho picado e deixar saltear um pouco; adicionar a alheira em pedaços e envolver bem com o alho; deixar cozinhar um pouco, mexendo sempre e adicionar os espinafres, envolvendo.
  4. Retirar do lume, adicionar a salsa picada, se for o caso, e deixar arrefecer, reservar.
  5. Num tabuleiro de cupcakes, ou em formas redondas individuais, pincelar bem a manteiga derretida.
  6. Fazer camadas de 3 folhas quadradas de massa filo, pincelando uma fina camada de manteiga entre elas, e dividir em quadrados de 20cm x 20cm (pode optar por fazer doses mais pequenas de forma a obter mais porções).
  7. Colocar os quadrados de massa filo nas formas, moldando a massa à forma.
  8. Rechear com o preparado de alheira, os pedaços de queijo de cabra, e polvilhar com as nozes.
  9. Pincelar as beiras da massa com um pouco de água e unir todas as beiras ao centro, formando uma pequena “trouxa”. Por fim, pincelar, levemente, com manteiga derretida.
  10. Levar ao forno, previamente aquecido a 190ºC, por 20 minutos ou até a massa estar dourada e crocante.
  11. Retirar da forma, empratar e servir.

 

Sugestão de Vinhos

O queijo de cabra e a alheira combinam na perfeição com um vinho tinto médio, com estrutura e acidez para contrastar com a untuosidade do prato.

O Contemporal Tinto Dão ou o Mulha Velha Tinto Lisboa poderão ser a conjugação perfeita para esta receita.


Vinho Tinto Contemporal Dão

Vinho Tinto Mula Velha

3. LOMBOS DE PESCADA “EN PAPILLOTE”

lombos de pescada em papillote

  • Unidades: 6
  • Tempo total: 40 min.
  • Temp. Forno: 200ºC

– Ingredientes –

  • 6 lombos de pescada
  • 500 gr de tomate cherry cortado em metades
  • 1 cebola em rodelas finas
  • ½ pimento vermelho em fatias finas
  • 4 dentes de alho picados
  • 4 colheres de sopa de azeite
  • 4 colheres de sopa de vinho branco seco
  • 6 rodelas de limão finas
  • 100gr. de azeitonas pretas laminadas
  • 100gr. de alcaparras (opcional)
  • Sal q.b.
  • 4 pimentas moída q.b.

– Modo de preparação –

  1. Num tabuleiro retangular, forrar com papel de alumínio, deixando boas margens de papel de forma a poder formar um “envelope”.
  2. Distribuir as rodelas de cebola e fatias de pimento no fundo do tabuleiro de forma a criar uma “cama”.
  3. Distribuir lombos de pescada pelo tabuleiro; distribuir e espalhar por cima o tomate cherry, as azeitonas laminadas, as alcaparras, se for o caso e uma rodela de limão em cada lombo de pescada.
  4. Num recipiente, juntar o azeite, o vinho e o alho picado. Regar o preparado.
  5. Cobrir com mais folha de alumínio, unindo as duas folhas de forma a evitar a saída de vapor e sucos.
  6. Levar ao forno, previamente aquecido, durante 15 minutos.

 

Sugestão de Vinhos

Uma receita que pede um vinho branco com estrutura mas fresco e alguma acidez, para intensificar os elementos do prato.

As nossas sugestões são o vinho branco DOC Bairrada Contemporal e o Passa Pequena DOC Douro.


Vinho Branco DOC Bairrada Contemporal

Vinho Branco Passa Pequena DOC Douro

4. PATO “À L’ORANGE”

pato a lorange

  • Unidades: 4
  • Tempo total: 40 min.
  • Temp. Forno: 160ºC/220ºC

– Ingredientes –

  • 2 patos gordos selvagens
  • Folhas de aipo para cobrir a caçarola q.b.
  • 3 colheres de sopa de açúcar
  • ¼ de chávena de vinho tinto (idealmente o mesmo que vai consumir)
  • 2 chávenas de caldo de carne
  • 4 laranjas doces
  • 1 colher de sopa de amido de milho (MAIZENA)
  • 3 colheres de sopa de Grand Marnier ou outro licor de laranja.
  • 2 colheres de sopa de manteiga à temp. ambiente
  • Sal q.b.

– Modo de preparação –

  1. Com a ponta de uma faca afiada perfurar a pele do pato, com cuidado de forma a não cortar a carne. Isto ajudará a gordura a libertar-se. Temperar com sal.
  2. Colocar os patos numa caçarola de forno, sob a “cama” de folhas de aipo, para ficarem mais tenros. Levar ao forno, previamente aquecido a 160ºC, durante 90 minutos, com tampa. (Pode juntar legumes laminados ao assado.)
  3. Em seguida, retirar do forno a caçarola, e subir a temperatura do forno para os 220ºC. Quando atingida a temperatura, voltar a colocar a caçarola no forno, por mais 15/20 minutos, desta vez, sem tampa, para a pele fique crocante.
  4. Começar a preparar o molho: numa panela, ferver o vinagre e o açúcar até que fique com uma cor dourada; ir juntado o caldo de carne, pouco a pouco, mexendo sempre. Reservar.
  5. Raspar a casca de 2 laranjas e cortar a casca das outras 2 em pedaços grandes; tirar o sumo de 2 laranjas e colocar em gomos as outras 2.
  6.  Assim que os patos estiverem prontos, retirá-los do forno e deixá-los a repousar na tábua de corte.
  7. Para terminar o molho, levar outra vez a ferver e adicionar o sumo de laranja e os pedaços de casca de laranja grandes; deixar cozinhar durante 5 minutos; retirar um pouco de molho e dissolver muito bem o amido de milho; coar o aparelho de molho e amido para dentro da panela; mexa sempre para engrossar; adicionar Grand Marnier, ou outro licor.
  8. Adicionar manteiga, uma colher de cada vez, mexendo sempre; retificar o sal.
  9. Para servir, esculpir os patos e empratar com os gomos de laranja; demolhar com o molho e polvilhar com a raspa de laranja.

 

Sugestão de Vinhos

E porque um dos ingredientes da receita é o vinho tinto, o ideal será conjugá-la igualmente com um vinho tinto de notas frutadas, alguma acidez e estrutura, que harmonize na perfeição com os elementos do prato.

O tinto DOC Douro Contemporal ou o Luís Pato Touriga Nacional Beiras cumprem na perfeição.


Vinho Tinto DOC Douro Contemporal

Vinho Tinto Luís Pato Touriga Nacional Beiras

5. PÊRAS BÊBADAS

peras bebadas

  • Unidades: 4
  • Tempo total: 40 min.

– Ingredientes –

  • 1 garrafa de Moscatel de Setúbal
  • 1 chávena de vinho do Porto tinto
  • 1 colher de sopa bem cheia de mel
  • 1 anis estrelado
  • 3 a 4 sementes de cardamomo
  • 2 paus de canela
  • ½ colher de sopa de misturas de pimenta em grão
  • 1 vagem de baunilha aberta
  • 4 pêras rocha semi maduras
  • 3 colheres de chá de amido de milho (MAIZENA)
  • Gelado de baunilha, para servir (opcional) q.b.

– Modo de preparação –

  1. Numa caçarola de tamanho exato para as pêras em pé, juntar o vinho do Porto, o Moscatel – reservar um pouco – as especiarias e o mel; deixar ferver por 5 minutos.
  2. No entretanto, descascar as pêras, deixando o caule e o fundo; por fim mergulhá-las na caçarola, deixando-as cobertas e cozê-las por 20 minutos; ir rodando as pêras durante a cozedura; quando espetar uma faca e o centro do fruto já não oferecer resistência, estão prontas. Colocá-las gentilmente no prato.
  3. Para fazer o molho, coar o molho de cozedura para uma panela e deixar reduzir um pouco; diluir o amido de milho no Moscatel previamente reservado e juntar ao molho reduzido; mexer sempre com varas até engrossar ao ponto desejado.
  4. Servir com uma bola de gelado de baunilha ou avelã e regar com o molho.

 

Sugestão de Vinhos

A regra de ouro é cozinhar com o mesmo vinho que vai consumir. Neste caso, a receita foi preparada com Moscatel que, além das notas de mel e florais, também confere alguma acidez, que combinam na perfeição com o sabor das pêras e do mel da receita.

Assim, aqui fica a nossa sugestão: Moscatel de Setúbal Contemporal ou Moscatel de Setúbal Bacalhôa.


Moscatel de Setúbal Contemporal

Moscatel de Setúbal Bacalhôa

6. LAVA CAKE

lava cake

  • Unidades: 6
  • Tempo total: 35 min.
  • Temp. Forno: 180ºC

– Ingredientes –

  • 100gr. manteiga sem sal
  • 100gr. de chocolate negro, picado
  • 150gr. de açúcar mascavado claro
  • 3 ovos grandes
  • ½ colher de chá de essência de baunilha
  • 50gr. de farinha
  • Natas batidas, para servir (opcional) q.b.
  • Morangos em pedaços q.b.
  • Açúcar em pó q.b.
  • Manteiga para untar as formas q.b.

– Modo de preparação –

  1. Untar 6 formas redondas e altas com manteiga e colocá-las num tabuleiro de forno.
  2. Numa tigela de vidro, juntar o chocolate picado e a manteiga, e colocar em banho-maria, numa caçarola com água a ferver, sem nunca entrarem em contacto; mexer até ficar liso e homogéneo; deixar repousar por 15 minutos. (Pode também derreter o chocolate e manteiga no microondas, a baixa temperatura, em intervalos de 30 segundos, mexendo sempre muito bem).
  3. Numa batedeira fixa, ou com uma de mão, bater os ovos e o açúcar mascavado, até obter uma mistura fofa; adicionar a essência de baunilha e, por fim, a farinha peneirada.
  4. Dividir a massa pelas formas e levar ao forno, previamente aquecido a 180ºC, durante 10-12 minutos; estão prontos quando o topo está firme mas o interior ainda está líquido. (Pode também dosear o preparado nas formas e guardar no frigorifico ou no congelador até à altura de os servir, basta colocá-los diretamente no forno. Nesse caso, o tempo de cozedura sobe para 15 minutos).
  5. Retirar do forno e antes de desenformar passar uma faca em volta das formas; desenformar diretamente no prato e empratar com os morangos e as natas batidas, no fim, polvilhar com açúcar em pó.

 

Sugestão de Vinhos

Para sobremesa, o ideal é que o vinho tenha mais doçura do que a receita, de forma a não anular o seu sabor.

Um Porto Ruby Contemporal ou LBV Contemporal será o ideal uma vez que confere essa doçura mas com notas frutadas, de fruta vermelha e negra, para contrastar com o sabor do chocolate.


Vinho do Porto Ruby Contemporal

Vinho do Porto LBV Contemporal

> As receitas presentes neste artigo foram adaptadas das páginas Ingrediente secreto, Amuse Your Bouche, From a Chefs Kitchen, Honest food, Allrecipes e BBC GoodFood respetivamente.

Veja também:

Joana Pinto Joana Pinto

Apaixonada por gastronomia, a aliança dos vinhos com a arte de bem comer. Trabalha, atualmente, na área de análise sensorial. Possui o nível II em Wine & Spirits da WSET (Wine & Spirit Education Trust). Licenciada em Bioquímica, pela Faculdade de Ciências da Universidade do Porto, Mestre em Enologia pela Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro e pós-graduada em Marketing Management pela Porto Business School.