Publicidade:

Raças de cães mais enérgicas: conheça alguns exemplos

As raças de cães mais enérgicas podem ser de tamanhos muito variados, no entanto todos têm uma necessidade em comum: precisam de disponibilidade por parte dos donos e de espaço para realizarem exercício. Um cão destes necessita de muita atenção, correndo o risco de adquirir comportamentos indesejáveis. Conheça alguns exemplos.

Raças de cães mais enérgicas: conheça alguns exemplos
Saiba se são cães que se adequam ao seu estilo de vida.

Quando se decide adquirir um cão, há várias características que se tem de ter em conta, e uma delas é a do temperamento e a das necessidades de exercício do animal. Desengane-se quem pensa que o tamanho do cão está relacionado com o temperamento e com a energia: as raças de cães mais enérgicas variam desde os cães mais pequenos aos maiores.

Há cães pequenos que requerem quantidades significativas de atenção e exercício enquanto que há grandes que podem ser consideravelmente inativos quando maduros.

O que são raças de cães mais enérgicas?


Existe variabilidade individual entre os cães da mesma raça, e o treino que lhes é proporcionado terá uma influência essencial no seu comportamento futuro. No entanto, assume-se que as raças de cães mais enérgicas tenham um temperamento mais ativo e agitado, com maior necessidade de serem estimulados e desafiados.

São cães cujos antepassados tinham funções específicas exigentes fisicamente, nomeadamente de caça ou pastoreio.

Donos e situações ideais


racas de caes mais energicas e donos

Adquirir um cão implica que o cuide durante toda a vida dele, portanto deve optar por um que melhor se adeque à sua situação e estilo de vida.

Como referido acima, o tamanho não é um bom indicador de atividade, mas quer sejam grandes ou pequenos, se têm energia o ideal é que disponham de espaço para correr e brincar. Dão-se melhor quando têm acesso a um jardim vedado nas traseiras da casa, por exemplo, para poderem praticar exercício regular, e podem não ser a melhor escolha para o morador de um apartamento.

Há que ter em consideração também que cães pequenos e ativos podem não tolerar bem as brincadeiras mais brutas de certas crianças.

As raças de cães mais enérgicas não toleram tão bem períodos prolongados de solidão: podem tornar-se entediados e ansiosos, desenvolvendo problemas comportamentais tais como destruir coisas que os rodeiam e auto mutilar-se.

Estes cães necessitam, portanto, de donos que não se ausentem por longos períodos de tempo ou então de viverem numa casa onde haja sempre gente presente, passeios longos e ativos e brincadeiras que os estimulem. Os donos terão de lhes dar atenção e dispor de tempo para passar com eles.

Exemplos de raças de cães mais enérgicas


Jack Russel Terrier

Jack Russel Terrier

O inteligente Jack Russell Terrier é rápido e resistente e foi criado para a caça à raposa. Apesar do seu pequeno tamanho enfrenta qualquer desafio pelo que deve ser mantido à trela quando for passeado em espaços desconhecidos.

Pode ser destrutivo se for deixado demasiado tempo só ao ponto de ficar entediado: vai roer, escavar e ladrar até receber atenção. Se o dono for adepto de jogging ou de grandes caminhadas, este é o companheiro ideal.

> Conheça melhor esta raça aqui. 

Beagle

Beagle

Carismático, era usado na caça às lebres com seguidores a pé. Sempre pronto para a ação, é um cão que se dá muito bem em matilha mas que também aprecia o mimo da família.

É um cão alerta, vigoroso e determinado, motivo pelo qual pode demonstrar alguma teimosia. Se estiver sem trela, pode partir a seguir o rasto de uma presa, parecendo surdo à chamada do dono.

> Conheça melhor esta raça aqui.

Border Collie

Border Collie

É reconhecido como um dos melhores e mais inteligentes cães de pastor, e destaca-se em exposições caninas e exercícios de obediência, assim como em trabalhos de salvamento.

Extremamente ativo e um trabalhador incansável que reage bem às ordens de quem o treina. Por ter tantas capacidades, requer uma elevada quantidade diária de exercício e de estímulo mental, com o perigo de se tornar destrutivo caso não o tenha. Um cão destes na mão de quem não tem disponibilidade facilmente adquire comportamentos desordeiros como escape.

> Conheça melhor esta raça aqui.

Dálmata

Dalmata

Este cão farejador é atualmente considerado um cão de companhia mas permanece com um instinto de caça marcado. A sua empatia com os cavalos permitiu que fosse antigamente treinado para correr em frente aos veículos de bombeiros para abrir caminho.

É o companheiro ideal para quem gosta de um estilo de vida ativo pois tem uma energia inesgotável, vantagem para donos desportistas que disponham de tempo para o exercício e treino.

Em suma


Existem muitas outras raças de cães mais enérgicas, aqui apenas foram enumeradas algumas. No entanto, convém que haja sempre o cuidado de perceber se as condições necessárias estão reunidas para poder receber um.


Conheça mais raças de cães:

Todas as raças de cães

Todas as
raças de cães

Raças de cães pequenos

Raças de
cães pequenos

Raças de cães médios

Raças de
cães médios

Raças de cães grandes

Raças de
cães grandes

Drª Rita Campilho Drª Rita Campilho

Rita Campilho é médica veterinária. Apesar de viver na cidade, sempre teve contacto com animais e desde cedo que percebeu a importância destes como parte integrante do ecossistema. Tornou-se médica veterinária no Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar da Universidade do Porto e atualmente trabalha com cavalos, cães e gatos. Também com cães na família, acredita que é através da educação e do conhecimento sobre comportamento e saúde animal que se consegue o melhor para os animais e para quem vive com eles.

O Vida Ativa disponibiliza e atualiza informação, não presta serviços de aconselhamento nutricional, de saúde ou de treino. O Vida Ativa não é proprietário nem responsável pelos produtos e serviços de terceiros apresentados, por conseguinte não será responsável por quaisquer perdas ou danos que possam resultar de quaisquer imprecisões ou omissões. A informação está atualizada até à data apresentada na página e é prestada de forma geral, tratando-se de textos meramente informativos, pelo que não constitui nem dispensa a assistência profissional qualificada e individualizada. Caso pretenda sugerir uma atualização, por favor, envie-nos a sua sugestão para: [email protected].