Ração seca ou húmida: o que é preferível e em que ocasiões?

Tanto em cães como em gatos, será preferível dar ração seca ou húmida, ou ambas? Saiba qual a mais adequada e em que ocasiões deve dar cada uma.

Powered by: Vetecare
Ração seca ou húmida: o que é preferível e em que ocasiões?
Para saber qual o melhor tipo de alimento é preciso ter em conta as preferências do seu cão ou gato.

A alimentação do seu cão e gato é o ponto chave para um bom desenvolvimento. Existem dois diferentes tipos de alimentação para o seu cão e gato no mercado: ração seca ou húmida.

Ração seca ou húmida: benefícios da ração seca


racao seca ou humida comida seca na gamela

A diferença entre a ração seca ou húmida baseia-se fundamentalmente no teor de água que as constitui. No entanto, apesar de a nível físico esta ser a grande diferença, conheça alguns benefícios da ração seca em relação ao alimento húmido.

1. Dentes limpos

A consistência da ração seca obriga os cães e gatos a mastigar e, desta forma, contribui para a diminuição da acumulação de placa bacteriana e tártaro nos dentes dos nossos animais.

2. Longa duração

Ao contrário do alimento húmido, depois de aberta, a ração seca tem um longo prazo de armazenamento. Este tipo de alimento também pode ser deixado exposto durante o dia na gamela do seu cão ao gato sem haver problema de se estragar.

É especialmente importante no caso dos gatos, pois gostam de fazer pequenas refeições ao longo do dia, e o alimento húmido exposto ao ar durante grandes períodos de tempo pode adulterar.

3. Utilizada como recompensa

Sobretudo quando falamos em treino com reforço positivo e utilizamos uma recompensa, este tipo de alimento é mais adequado. Também pode ser utilizado como incentivo do exercício físico se a ração for deixada espalhada em locais estratégicos para que o seu cão ou gato possa ter a oportunidade de farejar à procura da comida e assim desenvolver os seus sentidos no dia-a-dia.

Ração seca ou húmida: benefícios do alimento húmido


racao seca ou humida saqueta de comida em gamela

O alimento húmido pode ter alguns benefícios que a ração seca não consegue proporcionar ao seu animal.

1. Texturas diferentes

O alimento húmido existe em duas apresentações: saquetas, em que temos alguns pedaços com molho, ou mousse. Para além da variedade de formato, a variedade de sabores é maior, e portanto, principalmente em gatos, que são mais exigentes com a comida, pode ser um incentivo para a sua alimentação.

2. Maior palatabilidade

Sobretudo em animais doentes, bebés ou em recuperação, o alimento húmido pode ser mais palatável e consequentemente mais apetecível. Podemos ainda exacerbar a sua palatabilidade se aquecermos o alimento húmido uns segundos no micro-ondas. Este pequeno truque pode fazer a diferença para o seu animal comer, caso esteja com dificuldades.

3. Fácil ingestão

Para animais idosos, cachorros e gatinhos com os dentes ainda em crescimento, ou animais com problemas na boca, este tipo de alimento permite que seja mais fácil alimentarem-se pois, não há necessidade de mastigarem.

4. Maior saciedade

O alimento húmido contém um maior teor de água e, contém em média menos de metade das calorias presentes na ração seca por cada 100/g. Desta forma contribui para que o seu cão ou gato fique mais saciado e não necessite de tanto alimento.

5. Evita problemas urinários

Para além de conter um maior teor de água, leva o animal a ingerir mais água, evitando problemas urinários, como cristais, cálculos e infeções, especialmente em gatos machos castrados cuja prevalência de problemas urinários é maior.

Caso o seu melhor amigo precise de acompanhamento veterinário, saiba que com o Plano de Saúde Vetecare tem acesso a uma vasta rede de profissionais que o podem ajudar. Por apenas 13€ por mês poderá ter acesso a descontos para tratamentos e tudo o que o seu patudo precisa para se sentir bem.

Como escolher entre dar ração seca ou húmida?


racao seca ou humida

Antes de decidir alterar a alimentação do seu cão ou gato, ou introduzir um novo alimento, deve sempre consultar o seu médico veterinário para que o aconselhe se é a melhor escolha para o seu animal.

A escolha da alimentação é bastante pessoal, variando de tutor para tutor e de animal para animal, de acordo com as preferências de cada um, a não ser que o seu animal esteja a fazer uma dieta especial por recomendação do seu médico veterinário.

Disponibilidade de horário de refeições

Por exemplo, no caso dos gatos, sendo animais que por natureza fazem pequenas refeições ao longo do dia, se o tutor não tiver disponibilidade para ir controlando a sua alimentação, deve optar por colocar ração de forma a não estragar o alimento deixado ao ar durante todo o dia.

No caso dos cães, em que por norma fazem duas refeições diárias, já terá opção de escolha. Apesar de ser a norma, não significa que haja gatos que gostem de comer duas vezes por dia ou cães que façam pequenas refeições, é portanto, importante que conheça os hábitos alimentares do seu animal antes de fazer esta opção.

Preferência individual do cão ou gato

Tal como as pessoas, os animais também têm o seu alimento preferido. É preciso conhecer o gosto do seu cão ou gato. Apesar de, regra geral, o alimento húmido ser o preferido para ambas as espécies, há animais que preferem o alimento seco.

Estado de saúde e desenvolvimento

Se se tratar de um cachorro ou gatinho que está a aprender a comer e ainda não tem a dentição totalmente desenvolvida, o ideal será o alimento húmido. Também no caso de ser um animal com problemas na boca ou idoso que tenha dificuldades em mastigar o alimento húmido será o preferencial.

No entanto, deve ter em atenção o aconselhamento do seu médico veterinário neste parâmetro e aproveite os descontos que o Plano de Saúde Vetecare lhe proporcionam.

Local e método de armazenamento

Uma vez que os alimentos húmidos depois de abertos têm um prazo de validade menor, deve ter em conta a disponibilidade de armazenamento, pois, para além de dever ser consumido num curto espaço de tempo, deve ser mantido no frio depois de aberta a embalagem.

Qualidade nutricional

Tanto os alimentos húmidos como os secos podem ser bons a nível nutricional ou então não serem os mais adequados. Deve ter sempre em conta a qualidade nutricional do alimento independentemente de ser ração seca ou húmida. Para tal, deve sempre pedir a opinião do seu médico veterinário relativamente à alimentação do seu cão ou gato.

Como conclusão…


O mais importante é que a alimentação do seu cão e gato seja nutricionalmente equilibrada e completa, independentemente de ser baseada em ração seca ou húmida.

Os fatores de escolha irão depender da preferência do tutor e do animal, salvo excepções, da recomendação do médico veterinário devido a determinado estado de saúde do animal.

Na dúvida, pode sempre optar por misturar os dois.

Veja também:

Dra. Patrícia Azevedo Dra. Patrícia Azevedo

Patrícia Azevedo é médica veterinária natural de Braga. Desde a sua infância que é apaixonada por animais e sempre teve a ambição de ser médica veterinária. Trabalhou como voluntária em associações de proteção e ajuda a animais errantes desde os 11 anos de idade . Iniciou o seu percurso como estudante desta área na Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro e concluiu os seus estudos no Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar. Tem três gatos e uma cadela retirados da rua. Trabalha atualmente na sua cidade natal, em medicina e cirurgia de pequenos animais.