Psoríase pustulosa: o que é e como se manifesta?

A psoríase pustulosa é predominantemente observada em adultos e é caracterizada por bolhas brancas de pus. Estas bolhas podem ter à volta pele avermelhada.

Psoríase pustulosa: o que é e como se manifesta?
A psoríase pustulosa caracteriza-se pela presença de bolhas cheias de líquido.

A psoríase é uma doença crónica da pele que, em Portugal, afeta cerca de 2 a 3% da população. A psoríase pustulosa é uma forma rara e severa de psoríase, caracterizada clinicamente pela presença de pústulas estéreis sob as quais se observa, normalmente, eritema (vermelhidão).

A psoríase pustulosa apresenta duas formas clínicas que se distinguem pela extensão e intensidade do compromisso cutâneo, além da sua gravidade.

A forma generalizada/disseminada, também designada por psoríase de Von Zumbusch, caracteriza-se pela erupção súbita de lesões. A psoríase pustulosa generalizada é a que mais ameaça a vida.

Em alguns casos, este tipo de psoríase parece ser despoletada pelo uso sistémico ou local de corticosteroides de modo continuado.

Esta variante da psoríase é mais comum nas idades entra 15 e 35 anos.

COMO SE MANIFESTA A PSORÍASE PUSTULOSA?


psoriase pustulosa

De uma forma geral, as lesões associadas a esta variante consistem, tal como o próprio nome indica, em pústulas brancas com pus de cariz não infecioso ou contagioso.

Geralmente, a pele localizada à volta destas lesões apresenta-se vermelha. Outro ponto importante é o carácter cíclico que este tipo de lesões pode assumir, em termos do seu aspeto e processo de formação.

Tende assim a manifestar-se em três fases cíclicas:

  • Eritema (vermelhidão);
  • Formação de pústulas;
  • Descamação da pele.

Importante destacar que o pus formado consiste em glóbulos brancos acumulados, logo não é contagioso.

Frequentemente, no caso da psoríase pustulosa generalizada, os doentes são hospitalizados devido à exacerbação das lesões e ao envolvimento sistémico.

QUAL É A CAUSA DA PSORÍASE PUSTULOSA?


 

comprimidos orais

Vários fatores podem desencadear a psoríase pustulosa, incluindo:

  • Medicamentos orais;
  • Agentes tópicos;
  • Superexposição à luz ultravioleta;
  • Gravidez;
  • Esteróides sistémicos;
  • Retirada súbita de medicamentos sistémicos ou esteróides tópicos potentes;
  • Infeções;
  • Stresse emocional.

 

COMO É DIAGNOSTICADA A PSORÍASE PUSTULOSA?


hemograma

A psoríase pustulosa não é uma erupção cutânea típica. Para diagnosticar a psoríase pustulosa, o médico poderá realizar um hemograma completo para verificar se há sinais de anormalidades nos glóbulos brancos e sinais de inflamação elevada.

Por vezes, os médicos irão remover e examinar uma amostra da pústula para diagnosticar a condição. Aprenda tudo o que você precisa saber sobre a psoríase.

QUAIS AS OPÇÕES DE TRATAMENTO PARA A PSORÍASE PUSTULOSA?


cremes e pomadas

O tratamento pode incluir antibióticos, reidratação e cremes tópicos.

Caso este tratamento não seja suficiente pode prescrever um esteroide oral para aliviar os sintomas. No entanto, a retirada súbita de esteroides orais pode causar a recorrência da psoríase de von Zumbusch.

Portanto, deve ser feito um desmame lentamente com supervisão de um médico.

> Saiba mais sobre os tratamentos da psoríase

UMA ASSOCIAÇÃO CHAMADA PSO


Promover a melhoria da qualidade de vida dos portadores de psoríase, é um dos principais objetivos da Associação Portuguesa da Psoríase – PSO Portugal. Fundada em 2004, visa também esclarecer e sensibilizar a opinião pública acerca da doença, bem como intervir junto das entidades públicas para que a psoríase seja reconhecida como doença crónica.

Para alcançar estes objetivos, aderiu à Plataforma Saúde em Diálogo, uma entidade de cooperação que reúne doentes, promotores e consumidores de saúde.

  • Onde: Rua Alberto Sousa, no 6, Bairro do Rego, 1600-002 Lisboa
  • Contactos: Telefone – 21 7978201 | Fax – 21 7935479 | e-mail: [email protected]
  • Horário de funcionamento: às 3as e 5as das 14.30 às 18 horas e às 4as das 9.30 às 13 e das 14.30 às 18 horas
  • Site

Não deixe de procurar ajuda e entender esta doença que tanto impacto tem na autoestima. Especialmente na psoríase pustulosa, em que as lesões são mais severas.

É importante esclarecer que a psoríase é uma doença crónica, o que significa que não tem cura e é para a vida. Mas tem tratamento, cujo objetivo é interromper o processo que conduz à renovação acelerada das células cutâneas e, a partir daí, reduzir a inflamação e a formação de placas.

Veja também:

Farmacêutica Cátia Rocha Farmacêutica Cátia Rocha

Cátia Rocha é farmacêutica. Como apaixonada pela profissão, acredita na importância da educação para a saúde e num papel interventivo dos profissionais de modo a transmitir conhecimentos que considera importantes e fundamentais para o bem-estar da população. É Mestre em Ciências Farmacêuticas pelo Instituto Superior de Ciências da Saúde do Norte e exerce atualmente o cargo de farmacêutica na Farmácia Agra.

Cofidis