x

5 problemas renais em gatos: esteja atento aos sinais

Problemas renais em gatos são frequentes, por isso deve ter especial atenção aos sintomas desta doença e estar preparado para ir ao veterinário.

Powered by: Vetecare
5 problemas renais em gatos: esteja atento aos sinais
As doenças renais são frequentes em felinos

O rim é um órgão vital que funciona como um filtro do organismo, excretando as substâncias nocivas para o organismo, regular o equilíbrio de minerais, pressão arterial e ainda é responsável pela produção de determinadas hormonas. Assim, problemas renais em gatos podem comprometer estas funções vitais, sendo de máxima importância estar atento aos primeiros sinais de qualquer doença que acometa este órgão.

5 problemas renais em gatos


Problemas renais em gatos

Qualquer um dos diagnósticos que se seguem podem ser feitos com profissionais da rede Vetecare e, com o seu plano de saúde animal, pode usufruir de descontos que podem fazer diferença no seu orçamento familiar no final do mês. Saiba como aderir.

1. Insuficiência renal aguda

A insuficiência renal aguda carateriza-se pelo início súbito, em dias ou poucas semanas, de uma insuficiência do rim, ou seja, o rim deixa de estar funcional de uma forma repentina.

Quando o rim deixa de funcionar as funções que desempenha deixam de ser realizados e consequentemente acumula-se toxinas no sangue, devido à falta de filtração.

As causas de insuficiência renal aguda podem ser várias, como intoxicações por ingestão de plantas ou outros tóxicos, medicamentos, doenças sistémicas como leptospirose.

Os sintomas de insuficiência rena aguda tendem a surgir repentinamente e de uma forma mais acentuada, o que leva a um curso mais rápido da doença, sendo uma situação de maior risco.

O diagnóstico é realizado pelo médico veterinário através da história clínica e exame físico, em que é possível sentir que os rins se encontram aumentados de tamanho.

É necessário também realizar recolha de sangue e urina para análise, onde é possível encontrar alterações, nomeadamente nos valores de ureia e creatinina. Realizando radiografia e ecografia também é possível confirmar o diagnóstico e observar outras alterações (1).

2. Insuficiência renal crónica

A insuficiência renal crónica é um dos problemas renais em gatos mais comuns, estando presente em cerca de 10% dos gatos até aos 10 anos de idade e em 30% dos gatos com mais de 10 anos.

Esta doença carateriza-se pela perda progressiva e irreversível das funções renais básicas devido a um processo de envelhecimento, ou seja, um desgaste do próprio órgão.

Ao contrário da insuficiência renal aguda, os sinais surgem de uma forma lenta e gradual, o que muitas vezes pode levar a que os sintomas passem desapercebidos aos tutores e só se apercebam numa fase mais avançada da doença, o que piora o prognóstico.

O diagnóstico é também realizado através de exames à urina e sangue, radiografia e ecografia (2).

3. Cálculos renais

Os cálculos urinários são estruturas sólidas que resultam na aglomeração de cristais devido à acumulação excessiva de certos minerais. São também conhecidos como urólitos ou “pedras no rim”.

Existem vários fatores que contribuem para a formação destes cálculos, como o tipo de dieta, quantidade de água ingerida, infeções urinárias recorrentes e também a genética.

O diagnóstico é também através de exames complementares como radiografia e ecografia que permitem a observação dos cálculos.

4. Doença renal poliquística

A doença renal poliquística é uma doença renal com componentes genéticas que afeta maioritariamente gatos persas e de pelo longo.

Estes animais apresentam vários quistos, ou seja, estruturas preenchidas com líquido, que podem estar presentes em um ou em ambos os rins e vão aumentando de tamanho com a idade, levando ao comprometimento do rim de uma forma progressiva, ou seja, levando a uma insuficiência renal crónica.

O exame de diagnóstico mais indicado para a identificação dos quistos é a ecografia. Gatos com esta doença não devem ser utilizados para fins reprodutivos uma vez que se trata de uma doença hereditária, pelo que se aconselha a sua esterilização (3).

5. Tumores renais

Gatos mais velhos são mais suscetíveis a desenvolver tumores, e podem surgir em todos os órgãos incluindo os rins. A maioria dos tumores renais são malignos, o mais comum é o carcinoma e começa por surgir em apenas um rim, numa fase inicial.

Tumores nos rins também podem ser metástases tumorais de tumores primários noutros órgãos.

Sintomas de problemas renais em gatos


Problemas renais em gatos

Dependendo da doença, os sintomas dos problemas renais em gatos podem ser variáveis, no entanto, existem vários sinais comuns:

  • Poliúria, urinar em excesso;
  • Polidipsia, aumento de ingestão de água;
  • Perda de peso, que no caso de uma doença crónica pode ocorrer de uma forma gradual;
  • Dor ao urinar;
  • Micção inadequada, ou seja, o gato pode começar a urinar fora da caixa;
  • Perda de apetite ou anorexia, deixar de comer;
  • Vocalização ao urinar;
  • Úlceras na boca, em casos de valores de ureia aumentados devido a ma insuficiência renal;
  • Dor abdominal;
  • Alteração da cor da urina que pode tornar-se mais branca ou alaranjada, em alguns casos com presença de sangue (hematúria);
  • Halitose, mau hálito;
  • Vómitos;
  • Alterações neurológicas em alguns casos mais severos, como tremores, convulsões, coma e morte.

Estes sintomas são graves e merecem atenção dos tutores. O gato deve ser levado de imediato ao médico veterinário para ser avaliado.

Diagnóstico de problemas renais em gatos


O diagnóstico de problemas renais em gatos é feito através de análises sanguíneas e urinárias. Em casos de insuficiência renal é possível observar aumentos de ureia e creatinina, que são os indicadores de função renal.

Através de radiografia e ecografia é possível detetar anomalias no rim como a sua forma, tamanho e presença de anormalidades como cálculos,  pólipos ou massas (tumores).

>> Saiba como aderir ao plano de saúde animal Vetecare

Veja também:

Fontes

1. MSD Veterinary Manual. “Congenital and Inherited Disorders of the Urinary System of Cats”. Disponível em:
https://www.msdvetmanual.com/cat-owners/kidney-and-urinary-tract-disorders-of-cats/congenital-and-inherited-disorders-of-the-urinary-system-of-cats?query=polycystic%20kidney%20disease
2. MSD Veterinary Manual. “Urolithiasis in Small Animals”. Disponível em: https://www.msdvetmanual.com/urinary-system/noninfectious-diseases-of-the-urinary-system-in-small-animals/urolithiasis-in-small-animals
3. “Doença renal policística felina: Relato de caso”. Disponível em: http://www.pubvet.com.br/artigo/115/doenca-renal-policistica-felina-relato-de-caso

Dra. Patrícia Azevedo Dra. Patrícia Azevedo

Patrícia Azevedo é médica veterinária natural de Braga. Desde a sua infância que é apaixonada por animais e sempre teve a ambição de ser médica veterinária. Trabalhou como voluntária em associações de proteção e ajuda a animais errantes desde os 11 anos de idade . Iniciou o seu percurso como estudante desta área na Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro e concluiu os seus estudos no Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar. Tem três gatos e uma cadela retirados da rua. Trabalha atualmente na sua cidade natal, em medicina e cirurgia de pequenos animais.