Pompoarismo: em que consiste afinal esta técnica tão antiga?

O pompoarismo é uma técnica de origem oriental que busca a melhoria do prazer sexual e da saúde íntima da mulher. Saiba mais sobre esta técnica.

 
Pompoarismo: em que consiste afinal esta técnica tão antiga?
Será que esta técnica oriental melhora a saúde e o prazer?

O oriente possui as técnicas sexuais mais aprimoradas do mundo, nomeadamente o kama sutra, o sexo tântrico e o pompoarismo. Desde sempre, possuíram complexos manuais de sexo, sempre valorizando a musculatura perineal, que agora se apresenta como novidade no ocidente.

Os especialistas ocidentais defendem já que o músculo pubococcígeo (músculo encontrado em ambos os sexos, que se estende desde o osso púbico até o cóccix e que forma o assoalho da cavidade pélvica, apoiando os órgãos pélvicos) é, em parte, responsável pelo prazer sexual, bem como acreditam que a consciência da sua existência e localização e o seu fortalecimento pode levar as mulheres mais facilmente ao orgasmo, além de torna-los mais intensos.

Possivelmente, a grande maioria das mulheres não tem ainda consciência do poder da musculatura perineal e dos benefícios que simples exercícios podem trazer. Vamos saber um pouco mais acerca da importância da realização de exercícios pélvicos e sobre a técnica do pompoarismo.

O que são exercícios pélvicos?


pompoarismo mulher na cama

O pavimento pélvico consiste em camadas de músculo e outros tecidos, que se estendem como uma espécie de rede ou faixa de suporte desde o cóccix até à parte posterior do osso púbico. São estes músculos do pavimento pélvico que sustentam a bexiga e o intestino, e o útero no caso das mulheres.

A realização de exercícios para o pavimento pélvico fortalece os músculos desta região, tal como acontece com qualquer outro músculo. Assim sendo, a prática regular de exercícios para o pavimento pélvico ajuda a tornar estes músculos mais fortes, bem como ajuda a prevenir uma série de problemas de saúde associados ao pavimento pélvico, tais como a incontinência urinária.

Em 1948, Arnold Kegel propôs a realização de exercícios de fortalecimento do pavimento pélvico como método de prevenção da incontinência urinária e, desde então, esta área de estudo tem sido bastante explorada. De facto, os resultados de vários estudos apontam para a existência de uma relação direta entre o fortalecimento muscular e a diminuição da perda de urina. Todavia, mesmo antes dos exercícios kegel serem difundidos pelo ocidente, algumas técnicas eram já bastante conhecidas e exploradas noutras partes do mundo, tal como o pompoarismo.

Em que consiste afinal o pompoarismo?


pompoarismo mulher a ter orgasmo

Pompoar parece ser uma palavra originária do Sul da Índia, que designa a capacidade de controlo mental da mulher sobre sua musculatura circunvaginal. Já o pompoarismo é uma antiga técnica oriental que consiste na contração e relaxamento voluntário da musculatura vaginal, na busca de maior prazer sexual e que, tal como os exercícios kegel, parece também ter benefícios ao nível da saúde.

Para a realização desta técnica são utilizados diferentes instrumentos (por exemplo, pequenas bolas ligadas através de um cordão de nylon).

Estes exercícios são discretos e relativamente simples de realizar e podem ser feitos praticamente em qualquer local e em qualquer momento, inclusive enquanto a rotina e as tarefas diárias são realizadas. No entanto, importa antes de mais identificar corretamente os músculos em questão e, posteriormente, praticar para que os potenciais benefícios sejam alcançados.

Alguns dos benefícios apontados ao pompoarismo são:

  • Fortalece os músculos vaginais aumentando o prazer sexual;
  • Ativa a circulação da área pélvica;
  • Auxilia e previne problema de incontinência urinária e flacidez vaginal;
  • Proporciona orgasmos mais intensos;
  • Maior mobilidade aos quadris e à zona pélvica;
  • Diminui os sintomas da tensão pré-menstrual;
  • 7Auxilia as gestantes no parto normal.

 

5 exercícios de pompoarismo


pompoarismo exercicios

Se desconhece como iniciar a prática de pompoarismo, deixamos alguns exercícios para que aos poucos possa ficar mais à vontade com a sua prática.

1. Relaxamento da musculatura vaginal

  • Esvazie completamente a bexiga;
  • Contraia ligeiramente a musculatura vaginal;
  • Após uma leve contração, force o relaxamento da vagina de forma bem intensa, como se estivesse a forçar para urinar;
  • Repita por 10 vezes, durante duas séries, descansando 20 segundos entre cada uma.

2. Fortalecimento da musculatura vaginal

  • Esvazie completamente a bexiga;
  • Faça um leve movimento de expulsão de simulação de expulsão de urina seguido de uma forte contracção;
  • Realize, quatro vezes seguidas, 25 repetições dessas contracções; não fazendo um descanso superior a 30 segundos.

3. Aguentar a contração

  • Aguente a contração vaginal, como se estivesse a segurar a urina;
  • Conte durante quanto tempo consegue mantê-la;
  • Anote o tempo e a cada dia tente superar a si mesma, aumentando cada vez mais o tempo de sustentação da contração.

4. Coordenação motora da musculatura

  • Inspire profundamente e, quando soltar o ar, juntamente e ao mesmo ritmo, contraia a musculatura vaginal;
  • Quando inspirar novamente relaxe os músculos, sempre ao mesmo ritmo;
  • À medida que se for habituando ao exercício, acelere a respiração juntamente com as contrações e relaxamentos dos músculos;

5. Consciência corporal

  • Sente-se para realizar este exercício;
  • Movimente a anca para a frente, para trás e para os lados, o máximo que conseguir;
  • Quando estiver à vontade com este movimento, inicie as contracções dos músculos pélvicos.

 

Como conclusão…


São ainda muitos os mitos e tabus relacionados com a sexualidade feminina, nomeadamente no que à ginástica íntima feminina diz respeito. No entanto, os exercícios pélvicos parecem, de facto, trazer alguns benefícios, nomeadamente a tonificação da zona íntima, uma maior consciência e sensibilidade vaginal e um maior fortalecimento da musculatura do períneo.

Veja também: