Publicidade:

Aprenda a atuar corretamente em caso de picadas de abelhas

Em certas alturas do ano, as picadas de insectos podem tornar-se frequentes e causar sintomas desagradáveis, principalmente as picadas de abelhas.

 
Aprenda a atuar corretamente em caso de picadas de abelhas
Aprenda a tratar e a aliviar as picadas

Na Primavera e no Verão as picadas de abelhas podem tornar-se um grande problema, uma vez que estes insetos são mais abundantes nestas épocas sazonais, podendo surgir pequenos incidentes que podem causar pânico, caso as pessoas não se encontrem capacitadas para atuar de imediato.

O ferrão da abelha liberta um veneno na pele que normalmente não faz mal e não é prejudicial para a maioria das pessoas, mas, se a pessoa tiver histórico de alergia, pode causar uma reação mais séria e, deve ser atendida de imediato num serviço de urgência.

O veneno das abelhas podem ocasionar três efeitos no organismo:

  • Neurotóxico: atuando no sistema nervoso;
  • Hemorrágico: devido ao aumento da permeabilidade dos capilares sanguíneos;
  • Hemolítico: causa destruição dos glóbulos vermelhos.

 

Sintomas imediatos das picadas de abelhas


picadas de abelhas no pulso

Geralmente os sintomas típicos que a maioria das pessoas sente após a picada passam por:

  • Dor localizada que pode variar consoante o local da picada;
  • Rubor ou vermelhidão;
  • Aumento da temperatura corporal, principalmente no local da picada;
  • Edema (inchaço);
  • Prurido (comichão).

 

Sintomas de reação anafilática por picadas de abelhas


picadas de abelhas mulher com tonturas

Existe uma percentagem pequena de pessoas que são alérgicas à picada de abelha, podendo desenvolver uma reação generalizada com sintomatologia grave, que pode chegar a ser fatal. Os sintomas típicos da reação anafilática são:

  • Parestesias ou sensação de adormecimento no local da picada;
  • Tonturas;
  • Náuseas e vómitos;
  • Prurido generalizado;
  • Mal-estar generalizado;
  • Edema dos lábios e/ou língua;
  • Dispneia (dificuldade em respirar) e síbilos;
  • Perda de consciência;
  • Em última instância paragem cardio-respiratória (PCR).

 

Modo de atuação em caso de picadas de abelhas


picadas de abelhas spray com anti histaminico

Adotar as medidas certas pode minimizar os sintomas típicos da picada, pelo que acima de tudo deve evitar entrar em pânico e manter a calma, de forma a conseguir seguir as seguintes indicações:

  1. Após a picada, por norma a abelha morre e é importante retirar de imediato o ferrão que fica cravado na pele, o que vai ajudar a interromper o fluxo de toxinas. Utilize por exemplo um cartão de crédito ou compressas e evite usar pinças pois pode romper a bolsa de veneno. Se retirar o ferrão com as mãos, lave-as imediatamente;
  2. Lave a zona da picada com água e sabão, de forma a evitar a entrada de microrganismos (como por exemplo as bactérias) ou sujidade;
  3. Aplique compressas frias ou gelo envolvido em compressas ou tecido fino, sobre o local da picada, 10 a 15 minutos, de forma a evitar queimadura local. Esta ação vai aliviar as queixas álgicas (dor);
  4. Se possível, eleve o membro afetado, de forma a ajudar a diminuir o edema (inchaço). O edema pode diminuir em poucas horas, mas pode levar dias para ele se resolver completamente;
  5. A aplicação de anti-histaminicos locais ou de toma oral, pode diminuir os sinais inflamatórios, como por exemplo o prurido e o edema. Pode tomar um analgésico (como por exemplo Paracetamol ou Iboprufeno) para aliviar a dor;
  6. No caso de pessoas com reação alérgica grave (generalizada), a ação correta e imediata pode salvar a vida do doente, pelo que recorrer de imediato aos serviços de urgência é fundamental. As pessoas que sabem que são alérgicas à picada de abelha, devem fazer-se acompanhar sempre de uma seringa portátil (com auto-injetor) com adrenalina (uma hormona que aumenta a pressão arterial e os níveis de glucose no sangue), que devem auto-administrar de imediato em caso de picada.

 

Medidas preventivas para evitar a picada de abelha


picadas de abelhas menino proximo de abelhas

Existem algumas medidas que podem ser tomadas, de forma a evitar que ocorra picada de abelha quando sentir que se encontra na presença de algum inseto ou em alguma zona propensa à existência dos mesmos. Por essa razão,

  • Evite usar cores brilhantes, perfume ou spray para cabelo;
  • Evite os movimentos bruscos de forma a que os insectos não se sintam ameaçados;
  • Não incomode as abelhas, se quiser entrar em contacto com elas proteja-se previamente com máscara, fato e luvas adequadas;
  • Evite esmagar as abelhas pois o cheiro do seu veneno pode atrair abelhas próximas e torná-las mais agressivas;
  • Dê preferência a vestuário de cor branca e de algodão.

 

Veja também:

Enfª Bárbara Andrade Enfª Bárbara Andrade

Bárbara Andrade é Enfermeira Especialista em Reabilitação e Formadora em várias entidades. Desta forma, tem como princípios a promoção e a educação para a Saúde nas diferentes faixas etárias. Terminou a Especialidade em Enfermagem de Reabilitação na ESEnfCVPOA e exerce atualmente o cargo de enfermeira no CHEDV - HSS.

O Vida Ativa disponibiliza e atualiza informação, não presta serviços de aconselhamento nutricional, de saúde ou de treino. O Vida Ativa não é proprietário nem responsável pelos produtos e serviços de terceiros apresentados, por conseguinte não será responsável por quaisquer perdas ou danos que possam resultar de quaisquer imprecisões ou omissões. A informação está atualizada até à data apresentada na página e é prestada de forma geral, tratando-se de textos meramente informativos, pelo que não constitui nem dispensa a assistência profissional qualificada e individualizada. Caso pretenda sugerir uma atualização, por favor, envie-nos a sua sugestão para: [email protected].