5 Formas de saber se está a comprar peixe fresco

Quer saber se compra peixe fresco? Neste artigo pode conhecer o processo de seleção, transporte e acondicionamento do peixe que compra no Continente.

 
5 Formas de saber se está a comprar peixe fresco
Saiba tudo sobre a frescura do peixe.

Antes de preparar qualquer refeição à base de peixe, é necessário comprá-lo e nem sempre este processo é fácil. Algumas opções podem passar por peixe congelado, mas muitas vezes, ou pela variedade de oferta, ou pela preferência por este tipo de produto, a escolha passa mesmo pelo peixe fresco.

Tal como a forma como armazenamos e preparamos o peixe após a compra, é também muito importante o cuidado na seleção do peixe, no sentido de comprar um produto fresco.

Conheça 5 formas de saber que está a comprar peixe fresco e assegure-se que garante a segurança alimentar e a qualidade do produto.

Como saber se está a comprar peixe fresco?


 1. Cheiro

cheiro peixe fresco

Procure peixe com um cheiro a maresia e suave. O peixe fresco nunca deverá ter um cheiro intenso, muito menos semelhante a amoníaco.

 2. Olhos

peixe fresco olhos brilhantes

Se estiver atento aos olhos do peixe, repare se estes estão salientes, com a córnea límpida e transparente (não baça), e a pupila negra e brilhante. Se encontrar estas características, então é provável que este seja um peixe fresco.

 3. Guelras

guelras brilhantes peixe

As guelras de um peixe fresco devem ser vermelhas e brilhantes, com ausência de muco. Na hora de comprar o peixe, peça para levantar esta zona do peixe e confirmar se a guelra se encontra neste estado, devendo evitar o peixe com guelras acastanhadas.

 4. Pele

guelras peixe fresco

A pele também é um bom indicador para reconhecer um peixe fresco. Neste sentido, confirme se a pele do peixe é brilhante e se as escamas se encontram bem presas à pele do peixe.

Se reparar, quando o peixe não é fresco, as escamas desprendem-se com muita facilidade e têm um aspeto baço.

5. Cor e textura

cor textura peixe

A cor e a textura do peixe também não deixam margem para dúvida acerca da sua frescura. A sua composição caracteriza-se por ser firme e elástica, com uma cor homogénea. Com o avançar do tempo, o natural é que o peixe perca a sua elasticidade, ficando mole e avermelhado junto à coluna vertebral.

Na zona da peixaria, ao pedir o peixe, peça para apertarem a zona da barriga do peixe; se a carne se mantiver na posição normal, isto significa que o peixe é fresco. No entanto, caso o dedo deixe marca na pele do peixe, descarte esse produto, pois a falta de firmeza indica que já não está fresco.

O peixe fresco do Continente


No sentido de melhor esclarecer algumas questões práticas acerca da frescura e qualidade do peixe que o Continente disponibiliza, o novo programa de alimentação saudável “À Roda da Alimentação” realizou uma breve entrevista a António José Barros.

O gestor da categoria “Peixe e marisco fresco” do Continente esclarece o funcionamento do criterioso processo a que o peixe fresco está sujeito, desde a compra aos fornecedores até ao momento em que é vendido ao cliente.

1. Do mar até à loja

peixe fresco pesca em alto mar

Para que o cliente possa compreender o trajeto do peixe fresco desde o momento em que é capturado, António José Barros esclarece que, quando o peixe chega à lota, existe uma equipa de compradores muito experientes que compram diariamente o pescado para as peixarias do Continente.

A sustentabilidade é um dos pilares da marca, reforçando ainda que “esta equipa compra o pescado de acordo com as normas internas, ou seja, o Continente privilegia a compra de pescado a embarcações que utilizem artes de pesca sustentáveis que não põem em causa a preservação das espécies nem os fundos marinhos”.

Para além da preocupação com a sustentabilidade, a temática da segurança alimentar e qualidade dos produtos é também algo de que o Continente não abdica, pelo que escolhem embarcações que cuidem devidamente do pescado a bordo e que, por essa razão, garantem que chega a terra com a máxima frescura. “Depois de comprado, o pescado é imediatamente acondicionado e enviado para as lojas Continente, de forma a manter todas as caraterísticas de frescura de um peixe acabado de pescar”, explica o entrevistado.

No sentido de garantir essa frescura, é comprado peixe diariamente de norte a sul do país, nas principais lotas nacionais: Matosinhos, Aveiro, Figueira da Foz, Nazaré, Peniche, Sesimbra, Setúbal, Sines, Sagres, Lagos, Portimão, Quarteira, Olhão e Santa Luzia. Para além das lotas de Portugal Continental, também é comprado diariamente pescado nos Açores. António José Barros acrescenta ainda que “este pescado é transportado de avião para que o tempo de transporte seja mínimo e o pescado chegue com a máxima frescura.”

2. O tipo de produto

tipo peixe continente

O tipo de produto que a peixaria do Continente oferece nas suas lojas pode variar, dependendo de como correu a pescaria. No entanto, o gestor da categoria “Peixe e marisco fresco” esclarece que “a pesca artesanal não chega para fornecer todas as necessidades das peixarias das lojas Continente, por isso também recorremos à aquacultura, cujo consumo ajuda a manter os stocks mais estáveis das espécies selvagens”.

3. A frescura do produto

peixe fresco no gelo da banca

Independentemente do tipo de produto disponível, como já foi referido a frescura do peixe é algo fundamental, pelo que é pescado com as características indicadas na parte inicial do artigo que é comprado diariamente para as peixarias das lojas Continente.

“O brilho nos olhos, o cheiro a mar, os olhos salientes, a escama aderente e guelra vermelha são características de um peixe com a máxima frescura e qualidade” indica António José Barros que, acrescenta, “é pescado com estas características que compramos diariamente para as nossas peixarias”, processo efetuado por uma equipa de compradores com muitos anos de experiência que sabem como ninguém escolher sempre o peixe mais fresco.

Após estar garantida a compra de peixe fresco, é também necessário assegurar que o peixe chega nas melhores condições às mãos do comprador. Nesse sentido, o colaborador explica que “a forma como acondicionamos o pescado é a garantia de manutenção da frescura durante a cadeia de abastecimento”.

Por isso, o pescado, depois de comprado, é imediatamente acondicionado para que se mantenha a temperatura ideal de conservação e possa chegar às lojas com a máxima frescura e excelente qualidade.

Em suma…


A frescura do peixe é um aspeto que importa a todos nós, seja por uma questão de segurança alimentar, seja pelo prazer de fazer refeições com produtos de qualidade, que mantenham as suas características organoléticas e nutricionais originais.

Nesse sentido, após ler este artigo será mais fácil para si reconhecer o peixe fresco dos mercados ou restaurantes, assim como confiar nos produtos que compra na secção de peixe fresco do Continente.

Veja também:

Nutricionista Carolina da Costa Arcanjo Nutricionista Carolina da Costa Arcanjo

Mulher, tripeira e Nutricionista (C.P. 2181N). É licenciada em Ciências da Nutrição pela Universidade Católica Portuguesa e autora do blog "Comer para crer". Desenvolveu atividade em várias áreas da Nutrição, mas a paixão pela área clínica e pela comunicação tem prevalecido.

O Vida Ativa disponibiliza e atualiza informação, não presta serviços de aconselhamento nutricional, de saúde ou de treino. O Vida Ativa não é proprietário nem responsável pelos produtos e serviços de terceiros apresentados, por conseguinte não será responsável por quaisquer perdas ou danos que possam resultar de quaisquer imprecisões ou omissões. A informação está atualizada até à data apresentada na página e é prestada de forma geral, tratando-se de textos meramente informativos, pelo que não constitui nem dispensa a assistência profissional qualificada e individualizada. Caso pretenda sugerir uma atualização, por favor, envie-nos a sua sugestão para: [email protected].