Publicidade:

Taurina: um suplemento eficaz na melhoria da performance?

A taurina é usada em bebidas energéticas e em suplementação para melhoria da performance. Quais são os seus efeitos e contra-indicações reais?

 
Taurina: um suplemento eficaz na melhoria da performance?
Este aminoácido pode ajudar na melhoria da performance.

Passando pela utilização em bebidas energéticas até à suplementação, o nome taurina tem-se tornado cada vez mais comum. A sua utilização para obtenção de melhor performance nos treinos e competições tem sido cada vez maior. Ao nível da Medicina, têm sido conduzidos diversos estudos com aplicações múltiplas deste aminoácido, que pode ser tomado em dose suplementar.

O que se pode dizer sobre este aminoácido, que é, também, produzido pelo nosso próprio organismo? Será que resulta, efetivamente, para melhoria do desempenho desportivo?

O que é a taurina?


estrutura taurina

A taurina é um aminoácido (moléculas que servem como unidade fundamental na formação de proteínas), que, em condições normais, é não essencial. Isto significa que o organismo humano consegue produzi-lo desde que estejam reunidas as condições básicas: a partir da idade adulta e desde que a pessoa não tenha sofrido nem esteja a recuperar de nenhuma doença grave (exemplo: falência renal ou cardíaca).

Este aminoácido está presente em grande abundância em muitos dos órgãos vitais, como sistema nervoso central, intestinos, massa óssea, cérebro, coração e músculos esqueléticos.

Que funções desempenha a taurina no organismo?


funcoes cardiacas taurina

A taurina desempenha diversas funções essenciais no organismo humano, nomeadamente:

  • Fortalecimento das contrações cardíacas;
  • Manter bom equilíbrio eletrolítico nas células – relaciona-se com o sódio, o potássio e o cálcio;
  • Atuação na formação de sais biliares, que desempenham um papel importante na digestão;
  • Apoiar a função geral do sistema nervoso central e ocular;
  • Atuação no sistema imunológico e a função antioxidante;
  • Facilita a excreção, pelo fígado, de substâncias tóxicas, de que o organismo já não vai precisar;
  • Auxilia no metabolismo da glicose;
  • Promove a síntese de outros aminoácidos.

 

Então, quando se toma dose suplementar de taurina, o que muda?


taurina atletas

Foi notado que a toma de uma dose superior de taurina se poderia refletir positivamente a vários níveis:

  •  Aumenta a síntese de outros aminoácidos, ou seja, promove a maior formação de músculo;
  • Atua na dilatação dos vasos sanguíneos, porque aumenta a produção de óxido nítrico: esta dilatação ajuda a melhorar o fluxo sanguíneo para os órgãos e músculos;
  • A suplementação com taurina tem-se mostrado útil na redução de cãibras, nomeadamente em pacientes com doença hepática crónica;
  • Pode reduzir o stress oxidativo.

 

Suplementação com taurina melhora a performance?


atleta a tomar suplementacao em taurina

A taurina pode trazer benefícios competitivos ao nível do desempenho.

  • Alguns estudos com animais provaram que a suplementação com taurina fazia com que os músculos trabalhassem mais e por mais tempo;
  • Estudos, também em animais, provaram que aumentava a capacidade de os músculos se contraírem e produzirem força;
  • Em estudos com seres humanos, a taurina mostrou remover os resíduos que levam à fadiga muscular (exemplo: ácido láctico);
  • Aumenta a queima de gordura durante o exercício – aumenta o uso de gordura do corpo como combustível;
  • Reduz o dano muscular durante o treino;
  • Ocorre dilatação do sistema vascular, ocasionada pelo aumento da secreção de óxido nítrico. A dilatação ajuda a melhorar o fluxo de oxigénio para os órgãos e músculos.

No entanto, importa referir que, apesar dos benefícios apontados, de nada serve suplementar com taurina se não for feita uma alimentação adequada ao treino e à pessoa.

Que dose é aconselhada, para ter efeito?

Os efeitos ergogénicos da taurina são visíveis com diversas doses e tipos de toma. Os estudos mais recentes apontam que, dependendo da pessoa, há efeito a partir de 1g por dia. No entanto, nunca dispense a consulta de um nutricionista que poderá informá-lo sobre a necessidade ou não da toma deste suplemente e qual a dose adequada ao indivíduo.

Há contra-indicações na toma de taurina? Todas as pessoas podem tomar?


taurina e gravida

Não são conhecidos efeitos adversos da toma de taurina quando são respeitadas as doses de toma recomendada. Contudo, sendo um aminoácido, e tal como acontece com a maioria dos suplementos baseados em aminoácidos, podem surgir problemas em pessoas com problemas renais pre-existentes.

A taurina está contra-indicada para populações de grávidas e idosos, por não se saber ainda se há efeitos adversos na sua toma.

Como qualquer outro suplemento alimentar, a taurina não deve ser tomada indiscriminadamente! Em primeiro lugar, deve consultar um profissional de saúde, que avaliará se faz sentido a toma deste suplemento: quer seja para ajudar a atingir os seus objetivos ao nível da competição, quer para suprir algum défice nutricional.

Quais são as principais fontes alimentares de taurina?


fontes alimentares com taurina

São muitas as fontes alimentares que fornecem este aminoácido. Importa referir que a maioria são fontes de origem animais, nomeadamente:

  • Laticínios;
  • Peixes (exemplo: sardinha);
  • Vísceras;
  • Diversos tipos de carne;
  • Beterraba;
  • Nozes;
  • Leite humano.

 

Concluindo, vale a pena fazer suplementação em taurina?


Como qualquer suplemento alimentar, a taurina deve ser considerada apenas quando já estão bem asseguradas as três bases da performance: descanso, treino e alimentação adequados ao atleta.

Posto isto, há estudos que indicam que a suplementação, a partir de 1g/dia de taurina, pode contribuir positivamente para o desempenho. Por exemplo, um estudo que envolveu ciclistas e corredores, concluiu que os atletas que fizeram suplementação com taurina conseguiram cobrir longas distâncias com menos fadiga do que aqueles que não tomaram.

Importa, também, relembrar, que a toma de qualquer suplemento alimentar deve sempre passar pelo supervisionamento de um nutricionista ou profissional da área, que irá aconselhar o melhor para o seu caso em específico.

Veja também:

Nutricionista Maria Canha Nutricionista Maria Canha

Apaixonada pelas Ciências da Nutrição, em particular pela Nutrição Clínica e Desportiva. Licenciada em Ciências da Nutrição pela Universidade Católica Portuguesa e Mestre em Biotecnologia e Inovação pela mesma Universidade. Concilia o trabalho de Nutricionista com outras duas paixões/trabalhos a tempo inteiro – Atleta de Bikini Fitness e inventar receitas saudáveis.

O Vida Ativa disponibiliza e atualiza informação, não presta serviços de aconselhamento nutricional, de saúde ou de treino. O Vida Ativa não é proprietário nem responsável pelos produtos e serviços de terceiros apresentados, por conseguinte não será responsável por quaisquer perdas ou danos que possam resultar de quaisquer imprecisões ou omissões. A informação está atualizada até à data apresentada na página e é prestada de forma geral, tratando-se de textos meramente informativos, pelo que não constitui nem dispensa a assistência profissional qualificada e individualizada. Caso pretenda sugerir uma atualização, por favor, envie-nos a sua sugestão para: [email protected].