“O meu cão não me obedece”: calma, há solução!

Quantas vezes não disse: “o meu cão me obedece”? Se a resposta é "várias vezes", temos alguns truques e centros de treino para partilhar consigo. Fique atento.

Powered by: Vetecare
“O meu cão não me obedece”: calma, há solução!
Quando o resto falhar, encontre um centro de treino perto de si.

O treino de um animal é algo que pode durar a vida toda, havendo, sem dúvida, algumas habilidades / comportamentos que são mais importantes que outros.

Por isso, se costuma desabafar o seu cão não lhe obedece, temos um guia simples e básico que pode ser muito útil para preparar o seu cão para uma vida inteira de bom comportamento e companheirismo.

Todavia na impossibilidade de conseguir ensinar comandos básicos ao seu animal, recomendamos ainda os melhores profissionais com que pode contar se aderir ao plano de saúde animal mais completo do marcado – o Vetecare.

“O meu cão não me obedece”: 5 comandos importantes


“o meu cao nao me obedece”

Antes de iniciar qualquer aula com o seu animal, lembre-se que é importante ser paciente, positivo e ter uma linguagem não verbal calma e tranquila. Além disso, deve apenas tentar treinar o seu cão durante blocos de, no máximo, 20 minutos seguidos, dando em seguida lugar para um período de descanso ou brincadeira.

O reforço positivo é a forma mais eficaz de treinar o seu cão, ao recompensá-lo sempre que fizer uma ação que pretende. Ficar stressado, gritar e bater não é, de todo, uma boa prática e pode potenciar comportamentos menos desejados como medo e agressividade.

1. “Vem”

Este é um dos comandos mais importantes que pode ensinar ao seu cão, pois poderá ser fundamental em situações de perigo, por exemplo. E sempre que o animal se aproximar de si, então, faça-lhe uma festinha na cabeça e dê palavras de incentivo.

Para treinar o seu cão para vir quando for chamado, tire trela num local tranquilo e seguro ou adquira uma trela muito comprida . Afaste-se do animal, dizendo-lhe com entusiasmo “vem”.

Somente dê o comando uma vez, mas seja entusiasta e mantenha a sua linguagem corporal relaxada. Quando o animal chegar à sua beira, recompense-o com um snack, por exemplo. Progressivamente, vá aumentando a distância entre si e o animal.

2. “Fica”

Para ensinar este comando ao seu cão, fique perto dele, de pé ou sentado. Estenda a mão e diga “fica”. Quando ele obedecer, durante uns segundos, dê-lhe uma recompensa. Repita o procedimento até que o seu cão tenha a ideia de que receberá um tratamento especial se ficar sentado, no sítio, sem avançar.

3. “Deixa”

O comando “deixa” ou “larga” é outro ponto essencial para manter seu cão seguro, seja por algo que ele possa encontrar e engolir na rua ou por haver outro cão com quem potencialmente se possa envolver.

Para ensinar este comando, mostre ao seu cão um petisco, diga “deixa” e coloque-o debaixo do seu sapato. É normal que o animal tente cheirar, lamber e tentar tirar a guloseima a todo o custo. Quando desistir desse comportamento, diga “sim” e aí já lhe poderá dar o snack.

Repita o processo até que o animal ignore por completo o objeto.

4. “Senta”

Útil em muitas situações, o comando “senta” é frequentemente o primeiro que os cães aprendem. Na verdade, a maioria dos cães até se pode sentar de forma espontânea, pelo que o importante, neste caso, é associar o comando ao comportamento mesmo em locais com muitos elementos de distração.

Primeiro, enquanto o seu cão está de pé, segure um petisco na frente do nariz e levante-o lentamente percorrendo o focinho e dirigindo-se para a parte de trás da cabeça. Inevitavelmente, o animal irá sentar-se. Quando assim for, diga “sim” e ofereça a guloseima.

5. “Deita”

Posicione o cão sentado à sua frente e segure um snack perto do rosto dele. Mova-o diretamente para o chão e, em seguida, afaste-se lentamente do cão. Ela vai seguir o tratamento, movendo os pés da frente para a frente, ficando, eventualmente, deitado.

Seja claro com os movimentos e muito paciente. Quando o cão se deitar, diga “sim” e dê-lhe a guloseima.

Colocar o seu cão num centro de treino


centro de treino

Estabelecer uma base de treinamento sólida tornará a vida com o seu cão mais fácil e divertida. Porém, se não sabe por onde começar ou se as dicas anteriores não resultaram, inscreva o animal em centros de treino que irão fazer toda a diferença.

Este tipo de serviços bastante especializado poderá ser dispendioso, pelo que, de modo a poder aceder sem ter que fazer uma ginástica financeira, adira ao plano de saúde animal Vetecare, onde terá ao seu dispor uma vasta gama de serviços do quotidiano, mas também outros específicos a preços bem mais simpáticos.

Veja alguns centros certificados e parceiros que fazem parte da rede Vetecare:

Nome: Alfa Dog Centro Canino
Morada: Rua Agostinho Marcos Jorge 34 – 2715-260 Almargem Do Bispo, Sintra
Contacto: [email protected] / 914 534 586

Nome: Clínica Animal
Morada: Av. Calouste Gulbenkian 176 – 3750-102 Águeda
Contacto: [email protected] / 234 625 547 / 912 353 948

Nome: ConectaCão
Morada: Av. Fernão de Magalhães, 129, R/C Dto – 3830-749 Gafanha Da Nazaré
Contacto: [email protected] / 966 007 220

Nome: Dog Instinct
Morada: Ao Domicilio – Zonas de Atuação: Oeiras, Cascais e Lisboa
Contacto: [email protected] / 918 863 455

Nome: Hotel do Cão Algarve
Morada: Vale da Rainha – Est. Monchique Rasmalho
Contacto: [email protected] / 963 876 246

Nome: Pets Home
Morada: Rua António Gois Guerreiro, Lote 185, Loja G – 3510-223 Viseu
Contacto: [email protected] / 232 072 146

Nome: Solar do Cão e do Gato
Morada: Praceta do Cubo 789 – 4570-060 Balazar Pvz
Contacto: [email protected] / 911 127 194

>> Saiba mais informações sobre o plano de saúde Vetecare e não se preocupe: a equipa entra em contacto consigo!

Veja também: