Publicidade:

9 Dicas para preparar a família para o nascimento do segundo filho

Vem aí um bebé! Como preparar a família para o nascimento do segundo filho? A chegada de um bebé implica uma grande mudança mas estas dicas vão ajudar!

 
9 Dicas para preparar a família para o nascimento do segundo filho
A sua família está preparada para a chegada do novo elemento?

A chegada de um segundo filho é sempre muito ponderada pela família. Como irá reagir o filho mais velho? Será o dobro do trabalho e o dobro do cansaço? As birras serão a duplicar? Irá trazer muitos desafios financeiros à família? Provavelmente é tudo verdade, mas o amor e a felicidade também serão multiplicados com o nascimento do segundo filho.

O nacimento do segundo filho aproxima-se!


nascimento do segundo filho

A escolha de ter um segundo filho deve partir do diálogo e do acordo entre o casal. Deve ser uma escolha exclusiva do casal, não devendo acontecer por pressão social ou para agradar ao primeiro filho. É uma escolha pessoal de cada família, que deve ter em conta o tempo que os elementos do casal têm disponível, a motivação de cada elemento da família e alguma preparação para as alterações na estrutura, rotinas e regras familiares que se avizinham.

Não há dúvidas de que o nascimento do segundo filho traz novas dinâmicas familiares, novos contextos e novas aprendizagens. Estas alterações serão sentidas por toda a família mas não há motivos para que não aconteça de forma positiva.

O importante é que as famílias se preparem para a chegada do novo elemento e confiem na sua capacidade para gerir os desafios que se avizinham.

9 dicas para preparar a família para o nascimento do segundo filho


apresentacao do novo irmao

1. Organize financeiramente a chegada do novo bebé

Planeie os custos antecipadamente, para não ser apanhado desprevenido. Pode aproveitar para comprar alguns itens não perecíveis, como fraldas, toalhitas, cremes ou roupas, mesmo antes do nascimento do bebé.

2. Não espere demasiado tempo para contar ao seu filho

Muitos pais preferem esperar até ao final do 1º trimestre para falar com o filho mais velho sobre esta nova gravidez, mas não adie muito mais. Ver a mãe a sentir os sintomas da gravidez sem perceber o que passa pode ser muito mais assustador para o seu filho mais velho.

3. Ajude o seu filho a compreender a duração de uma gravidez

Assegure ao seu filho que vai ter que esperar ainda algum tempo até ao final da gravidez. Utilize um calendário ou marcas temporais para ajudar (por exemplo, explicar que o bebé só nasce depois do Natal).

4. Não faça de conta que nada vai mudar

Não faça crer ao seu filho que a rotina familiar ficará igual. Prepare-o serenamente para as mudanças que vão acontecer, sempre de forma positiva.

5. Não exija demasiado

Se já explicou ao seu filho as mudanças que vão acontecer não há necessidade de as repetir constantemente. Deixe o seu filho desfrutar dos últimos meses como filho único.

6. Dê uma atenção especial ao seu filho mais velho

Em família, comprem uma prenda para oferecer ao irmão mais novo quando este nascer. Tenha sempre em casa pequenas prendas para o seu filho mais velho, no caso das visitas apenas levarem prendas para o bebé.

7. Envolva toda a família nas atividades relacionadas com a chegada de um novo bebé

Por exemplo, o irmão mais velho pode ajudar a escolher o nome para o bebé e toda a família pode participar na decoração do quarto do bebé.

8. Não permita que o nascimento do segundo filho seja uma forma do seu filho mais velho não respeitar as regras

É perfeitamente natural que haja alguma condescendência perante algumas das chamadas de atenção, mas as regras mais importantes devem ser mantidas e nem tudo é aceitável como chamada de atenção.

9. Aceite a ajuda de quem lhe é próximo

Após o bebé nascer, peça aos seus amigos e familiares que passem tempo com o seu filho mais velho, para que este se sinta especial e perceba que nem todos os momentos são centrados no bebé. Aproveite também essa ajuda para ter alguns momentos para si e para o casal.

Veja também:

Psicóloga Ana Graça Psicóloga Ana Graça

Mestre em Psicologia, pela Universidade do Minho, com a dissertação “A experiência de cuidar, estratégias de coping e autorrelato de saúde”. Especialização (Pós-Graduada) em Neuropsicologia Clínica, Intervenção Neuropsicológica e Neuropsicologia Geriátrica. Membro efetivo da Ordem dos Psicólogos Portugueses, com especialidade em Psicologia Clínica e da Saúde e Neuropsicologia. Para além da Psicologia é apaixonada por viagens, leitura, boa música, caminhadas ao ar livre e tudo o que proporcione felicidade!

O Vida Ativa disponibiliza e atualiza informação, não presta serviços de aconselhamento nutricional, de saúde ou de treino. O Vida Ativa não é proprietário nem responsável pelos produtos e serviços de terceiros apresentados, por conseguinte não será responsável por quaisquer perdas ou danos que possam resultar de quaisquer imprecisões ou omissões. A informação está atualizada até à data apresentada na página e é prestada de forma geral, tratando-se de textos meramente informativos, pelo que não constitui nem dispensa a assistência profissional qualificada e individualizada. Caso pretenda sugerir uma atualização, por favor, envie-nos a sua sugestão para: [email protected].