Publicidade:

Leite de magnésia: como se toma e quais as precauções?

O leite de magnésia é um medicamento indicado no tratamento de obstipação (prisão de ventre) e situações como azia, enfartamento e indigestão. Saiba tudo.

 
Leite de magnésia: como se toma e quais as precauções?
O que é o leite de magnésia? Em que situações é usado?

O leite de magnésia é utilizado com 2 funções principais:

  • Tratamento da obstipação;
  • Tratamento de situações resultantes do refluxo gastroesofágico e da hiperacidez tais como: azia, enfartamento e indigestão.

 

COMO TOMAR O LEITE DE MAGNÉSIA?


leite de magnesia copo em cima de tabua

O leite de magnésia é administrado por via oral, deve ser bem agitado antes de usar e as tomas podem ser feitas com leite ou água. Não deve ser excedida a dose diária recomendada.

Como Anti-ácido:

  •  Adultos (incluindo idosos) e crianças com idade igual ou superior a 12 anos: 5-15 ml;
  • Dose diária máxima recomendada: 60 ml em 24 horas;
  • Crianças dos 2-11 anos: 5 ml (uma colher cheia);
  • Dose diária máxima recomendada: 30 ml em 24 horas;
  • Crianças com idade inferior a 2 anos: Apenas segundo indicação médica.

Como Laxante:

  • Adultos (incluindo idosos) e crianças com idade igual ou superior a 12 anos: 30-45 ml ao deitar. Repitindo o tratamento todas as noites, reduzindo a dose até a obstipação cessar;
  • Crianças com mais de 3 anos: 5-10 ml ao deitar;
  • Crianças com idade inferior a 3 anos: Apenas segundo indicação médica.

Não deve ser utilizado como laxante por um período superior a 3 dias consecutivos, nem como anti-ácido por mais de 14 dias consecutivos.

QUAIS OS POSSÍVEIS EFEITOS SECUNDÁRIOS AO TOMAR O LEITE DE MAGNÉSIA?


leite de magnesia mulher com tonturas

Como todos os medicamentos, este medicamento pode causar efeitos secundários, embora estes não se manifestem em todas as pessoas.

Em doentes com insuficiência renal poderá ocorrer acumulação de magnésio suficiente para provocar efeitos tóxicos (hipermagnesémia).

Os sintomas de hipermagnesémia incluem náuseas, vómitos, rubor, sede, hipotensão, sonolência, confusão e fraqueza muscular. Estes sintomas podem ainda progredir para reflexos anormais, depressão respiratória, arritmias cardíacas, coma e bloqueio cardíaco.

Outros efeitos secundários possíveis, ainda que muito raros são:

  • Tonturas;
  • Fadiga;
  • Dor abdominal;
  • Diarreia;
  • Náuseas;
  • Vómitos;
  • Flatulência.

Os laxantes osmóticos podem causar desidratação e perturbações do equilíbrio hidroeletrolítico. Deste ponto retira-se ainda a importância de manter a hidratação, através da ingestão de água, de modo a evitar a desidratação.

Se sentir estes ou outros efeitos indesejáveis, deve parar o tratamento e consultar o seu médico ou farmacêutico.

QUAIS AS PRECAUÇÕES AO TOMAR O LEITE DE MAGNÉSIA?


leite de magnesia e gravida com mao na barriga

Se pretender tomar leite de magnésia, tome estas precauções antes de o fazer:

  • Uma vez que os laxantes osmóticos podem causar diarreia e desidratação, deve ser mantido um adequado aporte de líquidos durante a utilização do leite magnésia.
  • Se tiver problemas renais deverá ser administrado com precaução pois pode ocorrer hipermagnesémia (níveis de magnésia em excesso). Consulte previamente um médico.
  • Se ocorrer diarreia, especialmente em crianças e idosos, deve parar imediatamente de tomar o leite de magnésia.
  •  Uma vez que o magnésio atravessa a placenta e é excretado em pequenas quantidades no leite materno, a utilização de leite magnésia durante a gravidez e por mulheres a amamentar deverá ser evitada, a não ser segundo indicação médica.

De qualquer modo, se os sintomas persistirem ou agravarem, deverá ser consultado o médico.

Veja também:

Farmacêutica Cátia Rocha Farmacêutica Cátia Rocha

Cátia Rocha é farmacêutica. Como apaixonada pela profissão, acredita na importância da educação para a saúde e num papel interventivo dos profissionais de modo a transmitir conhecimentos que considera importantes e fundamentais para o bem-estar da população. É Mestre em Ciências Farmacêuticas pelo Instituto Superior de Ciências da Saúde do Norte e exerce atualmente o cargo de farmacêutica na Farmácia Agra.

O Vida Ativa disponibiliza e atualiza informação, não presta serviços de aconselhamento nutricional, de saúde ou de treino. O Vida Ativa não é proprietário nem responsável pelos produtos e serviços de terceiros apresentados, por conseguinte não será responsável por quaisquer perdas ou danos que possam resultar de quaisquer imprecisões ou omissões. A informação está atualizada até à data apresentada na página e é prestada de forma geral, tratando-se de textos meramente informativos, pelo que não constitui nem dispensa a assistência profissional qualificada e individualizada. Caso pretenda sugerir uma atualização, por favor, envie-nos a sua sugestão para: [email protected].